Municìpio vai investir mais de R$ 2,2mi em obras de infraestrutura

O município de Rio Claro vai investir mais de R$ 2,2 milhões em obras de infraestrutura, como construção de rotatória, recapeamento asfáltico e pavimentação de pontas de ruas. São R$ 2,05 milhões de seis emendas parlamentares mais R$ 151 mil de contrapartida da prefeitura. Os contratos para a liberação dos recursos foram assinados nesta terça-feira (12) no paço municipal pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, com a Caixa Econômica Federal.

A viabilização desses recursos para o município é fruto do trabalho dos vereadores junto aos deputados que contemplaram Rio Claro com emendas. Também contribuiu para isso a atuação da equipe de governo na preparação de projetos e documentos necessários para a liberação do dinheiro. “Nossa administração tem e faz gestão para solucionar problemas antigos da cidade e viabilizar novos projetos. Hoje, os vereadores podem buscar recursos junto aos deputados porque a administração municipal oferece condições para isso, com o município de nome limpo e com credibilidade na praça e isso se faz com gestão. Quando existe política da união e do bem comum os resultados aparecem”, afirmou Juninho da Padaria.

O secretário municipal de Governo, Desenvolvimento Econômico e Planejamento, Francesco Rotolo, destacou o esforço de todos os envolvidos para viabilizar a assinatura dos contratos. “São etapas que precisam ser cumpridas para que os recursos sejam liberados e investidos em serviços e obras em benefício da população”, frisou. “A partir dessas assinaturas esperamos realizar as obras o mais rápido possível”, declarou Paulo Roberto de Lima, secretário de Obras, lembrando que o município tem 700 quilômetros de vias e que emendas para recapeamento e pavimentação são importantes para a manutenção dessa malha.

“Esses contratos são os frutos das sementes plantadas já no início deste governo”, observou o presidente da Câmara Municipal, vereador André Godoy, referindo-se ao trabalho realizado pela prefeitura para obter a Certidão Negativa de Débitos (CND) e o Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) que permitiram a assinatura dos convênios. “Sem esses documentos não haveria emendas e recursos para investir no município”, salientou André Godoy.

A superintendente da Caixa Federal, Cecília Helena Bomfim, ressaltou os bons indicadores de Rio Claro, como IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e PIB per capita, que destacam o município na região e no país. “Rio Claro merece o nosso comprometimento e estamos à disposição para trabalhar com celeridade na utilização desses recursos e na viabilização de novos projetos que possam melhorar ainda mais esses números e gerar benefícios à população”, informou Cecília, que participou do evento acompanhada do gerente Regional  Evandro Nobre Cruz e do gerente executivo de Negócios, Márcio Antonio de Paula Capato.

Também participaram da cerimônia o vice-prefeito e secretário de Segurança, Marco Antonio Bellagamba; os secretários Ricardo Gobbi e Silva (Meio Ambiente), Emílio Cerri (Agricultura), Gilmar Dietrich (Finanças) e Jean Scudeller (Administração); e os vereadores Geraldo Voluntário, Maria do Carmo Guilherme, Ruggero Seron, Paulo Guedes, Júlio Lopes e Hernani Leonhardt.

Os R$ 2,2 milhões são oriundos de seis emendas parlamentares: R$ 465,7 mil do deputado federal Miguel Lombardi (PR), atendendo solicitação do vereador Luciano Bonsucesso; R$ 235,9 mil do deputado federal Vanderlei Macris (PSDB), por meio do vereador Paulo Guedes; R$ 478,4 mil do deputado federal Baleia Rossi (MDB), através da vereadora Maria do Carmo Guilherme; R$ 531,6 mil do deputado federal Guilherme Mussi (PP), via intercessão do vereador Júlio Lopes; R$ 233,5 mil do deputado federal Nelson Marquezelli, por intermédio do vereador Hernani Leonhardt e R$ 257,9 mil do deputado federal Jefferson Campos (PSB), a pedido do vereador Pastor Anderson Christofoletti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *