Região de Piracicaba também no alvo da operação de combate à pornografia infantil

Operação intitulado com “Luz na Infância 2” combate a pornografia infantil em todo o país e coordenação nacional é do Ministério Extraordinário da Segurança

132
Os delegados Alfredo Gibelli, da Delegacia de Repressão à Pedofilia, e Kelly Cristina Sacchetto de Andrade, da Divisão de Proteção à Pessoa, participaram de coletiva de imprensa sobre a Operação

Foi deflagrada nessa quinta-feira (17) pela Polícia Civil, mandados de busca e apreensão na região de Piracicaba e de Campinas fazendo parte da “Operação Luz na Infância 2”, que vem combatendo a pornografia em todo o país.

Mandados de busca e apreensão foram expedidos para diversas cidades do interior de São Paulo incluindo Mogi Guaçu, Amparo, Piracicaba, Leme, Americana e São José do Rio Pardo. Na região de Piracicaba, foram 11 mandados expedidos e seis cumpridos. Polícia Civil apreendeu material eletrônico também em Paulínia, na residência de um homem com suspeita de navegação em sites de pornografia.  Um homem foi preso em flagrante na cidade de Itapira.

PESSOAS PRESAS

A Polícia Civil prendeu, até a noite dessa quinta, 76 pessoas que armazenavam e compartilhavam imagens pornográficas envolvendo crianças. Várias pessoas foram presas em Campinas, Distrito de Sousas, onde um ex-sargento da polícia foi preso em flagrante por pedofilia. Foram encontradas quase mil fotos de conteúdo de pornografia infantil na casa deste suspeito. Ainda em Campinas um mandado expedido, não foi localizado, mas foram apreendidos em sua residência, notebooks, entre outros aparelhos eletrônicos que devem passar pela perícia.

A OPERAÇÃO

A “Luz na Infância 2” é a maior operação de combate à pornografia infantil do país com prisão de 100 pessoas até as 8h40 dessa quinta-feira (17), segundo o Ministério Extraordinário da Segurança Pública. Foram cumpridos 578 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em 24 estados.

Na operação ao todo, 2,6 mil policiais de todo o país fazem apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Suspeitos também estão sendo detidos em flagrante.

Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais. A operação é realizada às vésperas do Dia Nacional de Combate à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Segundo informações, a Delegacia de Investigações Gerais de Rio Claro (DIG) não entrou na operação, mas nem por isso, o município deixa de alertar a população sobre a importância de mães, professores e profissionais na área da saúde para os cuidados com os menores.

 

MOVIMENTO NO JARDIM PÚBLICO

A atividade acontece nesta sexta-feira (18) a partir das 8h30 quando o Brasil comemora o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Rio Claro vai celebrar a data com realização de atividades no Jardim Público das 8h30 às 11h.

“A atividade tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância de coibir esse tipo de violência”, explica a secretária do Desenvolvimento Social, Érica Belomi. “É importante refletir sobre o assunto e tirar o tema da invisibilidade para evitar que mais crianças sofram abusos e que os agressores continuem não sendo responsabilizados”, acrescenta.

A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade que foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade que nunca foram punidos. A proposta da mobilização é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes.

Vale lembrar que as denúncias sobre casos de abuso e exploração sexual infantil podem ser feitas ao Disque 100 e ao Conselho Tutelar pelo telefone (19) 3533-5411 ou na Rua 12, 1.462, bairro Santa Cruz.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA