POR UM POUCO DE AMOR

236

Na vida deparamos com certa frequência momentos especiais que entramos em contato com a emoção e a vibração do amor. E esse sentimento tão especial e espiritual nos envolve e deixa marcas  profundas em todos nós.

Talvez você consiga recordar de alguns deles, aquela visita inesperada, o aniversário de festa surpresa, aquele parente que você não via há anos, o nascimento de seu filho, aquela palavra amiga que estava precisando e outras memórias semelhantes.

De alguma forma e de certa maneira você vivenciou esse sentimento mais puro do amor. Talvez uma situação que emerge de situações do cotidiano.

Quando alguém desconhecido pede uma informação de uma rua e você consegue indicar o caminho certo que ela estava a todo tempo querendo achar. Quando você ajuda uma pessoa idosa atravessar uma rua.

Quantas vezes você recebeu uma mensagem pelo seu watsap e essa mensagem o deixou muito emocionado e ainda passou para frente o que muito provável expandiu em forma de amor para muita gente, não é?

Talvez conheça algumas estórias emocionantes de Madre Teresa de Calcutá. Eu adoraria citar uma. Gostaria de saber? Certa vez em visita a Londres num bairro muito pobre muito atenta aos mais necessitados.

Certo momento ela se dirige a um morador de rua, abaixa-se, cumprimenta-o  num gesto carinhoso passa-lhe as suas mãos em seu cabelo. Ao que o morador de rua desabafa: “Faz muito tempo desde que eu senti o calor de uma mão humana pela última vez”.

E Madre Teresa de Calcutá muito emocionada comenta as pessoas que a seguiam: “Há muitos no mundo morrendo por um pedaço de pão, mas, ainda mais estão morrendo por um pouco de amor”.

Talvez tenha recebido um abraço amigo hoje. Talvez tenha tocado o seu filho com afago hoje ou um beijo na pessoa que mais ama. E talvez possa perceber que, mais do que um cartão de crédito estejam morrendo por um pouco de amor. Pense nisso!

Dr. José Roberto Teixeira Leite é Cirurgião Dentista e Coach em Neurociência.

Email: pnljoseli@gmail.com

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA