TRIVIAL

251

 

Na Casa de Leis da Cidade Azul os trabalhos continuam como as antigas máquinas da Cia. Paulista de Estradas de Ferro, ou seja, para bom entendedor meia palavras BAS! Na última segunda-feira (14), vinte (!) projetos constavam da Ordem do Dia, dos quais cinco tiveram pedidos de vistas!

 

DA PAUTA

Constavam subvenções a tradicionais entidades de Rio Claro, honrarias e datas a serem celebradas no Calendário Oficial e uma mudança no plano de carreiras do Arquivo Público e Histórico Oscar de Arruda Penteado a qual, aliás, vale destacar, para os membros da imprensa rio-clarense que temos o papel de explicar os fatos para a população, ficou muito difícil de entender, uma vez que não são mais disponibilizados o material impresso do que entra em votação e o arquivo .pdf no site da Câmara Municipal, além de ser upado em partes, o que dificulta a leitura e o trabalho dos jornalistas, traz algumas folhas na vertical.

 

ECONOMIA

A medida foi implantada assim que o Centenário voltou a marcar presença no Terceiro Andar do Paço Municipal e o motivo teria sido a economia no papel. Ok, agora veja, ao todo três, ou no máximo quatro, órgãos de imprensa cobrem as atividades do Legislativo e, igualmente, atuam no intuito de informar ao cidadão comum o que passa entre a Nobre Edilidade, portanto duas ou três resmas de folhas de sulfite gastas para o Bem Comum, creio, não fariam tanta diferença no erário, ou fariam?!

 

CORAGEM PARA MUDAR

Entre idas e vindas, este ano completo dez anos acompanhando a edilidade e, nesse período, não tenho na memória passagem em que os ex-presidentes Valdir Andreeta, Mônica Hussni, Agnelo Matos e João Zaine tenham deixado a imprensa sem os respectivos informes, tivessem o tamanho que tivessem! Mas tudo bem… vida que segue…

 

NOVO TEMPO

Mais uma vez manifestantes marcaram presença empunhando cartazes e protestando, desta vez, um grupo da Associação de Catadores de Reciclagem do Novo Tempo pedia apoio aos vereadores no intuito de que estreitem a relação com o Prefeito João Teixeira Júnior (DEM). “Juninho perdeu a humildade, mas ainda vai voltar a pedir voto no Terra Nova”, era o que mais diziam em alto e bom som.

 

INUSITADO

Entre os cartazes, um chamou a atenção e dizia: “PT, PSol, PC do B e PDT, cadê vocês, só vai [sic] aparecer nas eleições?”. Verdade seja dita, o manifestante solitário atentou para um fato importante, pois não tenho visto entre o público antigos rostos que eram frequentes e que, em um passado recente, militavam à esquerda protestando nas sessões à tripa forra. Seria um acordo de cavalheiros, um cansaço vital da luta ou apenas um tempo para reestruturar as bases? Como diria Dona Milu, “Mistééério”.

 

TEMPESTADE DE AMIANTO

 

E NO BRASIL…

… Ah… no Brasil segue tudo daquele mesmo jeito, ou quase… ‘Jesus não tem dentes no País dos banguelas’, mas Tite já escalou os vinte e três! País do Futebol sacomé, pouco importa que ao completar dois anos de governo no último sábado (12), o Presidente Michel Temer usou o Twitter (?) para fazer um balanço de sua gestão. Pois é, o textinho do Bento Carneiro dizia: “A recessão que dizimava mais de 150 mil empregos/mês acabou”. Hã? Acabou? Onde? Só se for na França!!

 

LULA LÁ!

E o ex-metalúrgico continua preso desde o dia 7 de abril [data em que é comemorado o Dia do Jornalista]. Para alguns colegas de profissão, a condenação foi um golpe, para outros o cumprimento da Lei, porém o importante é que a vida segue com ou sem Lula por que, na real, a política transcende o político que, por sua vez não enxergar que, como diz o sábio Humberto, ‘ascensão e queda são dois lados da mesma moeda’.

 

E NO MUNDO…

“Mundo mundo vasto mundo, se eu me chamasse Raimundo seria uma rima, não seria uma solução”. Drummond tinha razão ou não? Não sei, mas vamos ao que interessa:

 

ENCONTRO MARCADO

Assuntos políticos de interesse global tomaram novo rumo na América do Norte! Pelo menos no que diz respeito ao impasse entre EUA e Coreia do Norte. A treta é antiga devido ao programa nuclear do País do ditador Kim Jong-un, porém uma trégua foi anunciada na semana passada por Donald Trump “Vamos tentar fazer um momento muito especial para a Paz Mundial”, disse o empresário-presidente em seu Twitter. Agora, para além do fato de acontecer em Singapura e no dia 12 de junho [o Dia dos Namorados Brasil (!)], o que chamou a atenção é que, como no filme homônimo ao título desta nota, lançado em 1998, será o encontro de um empresário americano com a personificação da morte [escolham que é um quem é outro], porém sem o sex appeal de Brad Pitt e a elegância de Anthony Hopkins. É a vida imitando a arte…

 

O AMOR ESTÁ NO AR

Trump e Jong-un têm interesses que vão além da permanência da Paz Mundial. Business, baby, apenas business… Na década de 1980, enquanto governava os EUA, Ronald Reagan compactuou com Saddam Hussein e o resultado foi a Guerra Irã-Iraque que durou quase uma década. Fato que Trump está a milhares de quilômetros de ser um político da estatura de Reagan – ainda que sustente um topete semelhante ao do ator-presidente no papel de Andy McLeod, no longa Love is on the air, de 1937 –, porém parece estar disposto a incorrer nos mesmos erros do galã de sorriso fácil [dono da pérola “O socialismo é um sistema que só funciona no Céu, onde não precisam dele, e no Inferno, onde já existe”], ou seja, negociar com ditadores… É isso aí! No mais tem sempre mais, mas só na semana que vem!  Vâmo que vâmo que o som não pode parar!

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA