Vizinhança Solidário vem dando resultado positivo em RC

O Programa Vizinhança Solidária foi implantado em Rio Claro no ano de 2015

148
Rio Claro já tem 17 grupos que aderiram ao programa, informou a Policia Militar do 37º Batalhão

É uma parceria entre a Polícia Militar e a Comunidade. Nesta parceria a PM oferece orientações preventivas aos moradores, dicas de segurança e realiza o patrulhamento ostensivo nos bairros. A comunidade, por sua vez, identifica condutas suspeitas no seu bairro e informa a Polícia, bem como adota medidas primárias de segurança, colaborando assim com a segurança pública da sua localidade.

O morador não expõe sua segurança em momento algum, mas se casualmente identificar uma conduta suspeita, como por exemplo, pessoas ou veículos estranhos circulando repetidas vezes no bairro, barulho anormal no período noturno, gritos por socorro, etc, deve acionar o 190, agindo assim solidariamente em prol da segurança dos vizinhos.

Ainda como medidas primárias de segurança os moradores podem buscar providências junto ao poder público municipal para corrigir a iluminação pública precária do bairro, requerer o corte do mato excessivamente crescido dos terrenos baldios, as podas de árvores e a interdição de obras abandonadas, pois tais ambientes são favoráveis aos bandidos para a prática de crimes.

O objetivo do programa é promover a ajuda mútua e a solidariedade entre os vizinhos no que diz respeito à segurança, dando fim ao sentimento de indiferença em relação aos outros moradores. Em muitos casos o morador sequer conhece a pessoa que mora ao seu lado, assim, o objetivo é também resgatar este relacionamento, criar um elo de confiança e desenvolver a vizinhança solidária.

O funcionamento é bem simples. Os vizinhos se organizam sob a liderança de um morador denominado tutor. A partir daí o líder procura a Polícia Militar que numa reunião com o grupo transmite as orientações e providências necessárias para o perfeito funcionamento. O grupo de moradores passa a se comunicar por meio do aplicativo para celular whatsapp ou equivalente. Diante de irregularidades no bairro comunicam à polícia e/ou outros órgãos para as devidas providências. Para que as pessoas do grupo se conheçam os moradores podem organizar confraternizações ou reuniões para “saber quem é quem”.

 

        Atualmente 17 grupos já aderiram ao programa

Qualquer bairro ou localidade pode participar do programa, entretanto, importante salientar que os moradores que aderirem ao programa não terão atendimento privilegiado da Polícia Militar em detrimento dos demais munícipes. O acionamento da PM continua sendo por meio do telefone de emergência 190. O programa na realidade é mais uma ferramenta para auxiliar a PM na prevenção dos delitos, a exemplo do policiamento comunitário, da ronda escolar e do PROERD (Programa de Resistência às Drogas e à Violência).

O feedbach recebido pela PM por parte dos moradores tem sido bastante positivo. Relatam que a sensação de segurança aumentou, os moradores passaram a se conhecer e a visualizar a presença da viatura no bairro (todo morador que visualizar a viatura no bairro posta no grupo, transmitindo mais sentimento de segurança aos vizinhos).

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA