ATERROS SANITÁRIOS E SUAS FUNCIONALIDADES

A preocupação com a disposição final dos resíduos sólidos em áreas urbanas e a procura por uma alternativa adequada de menores impactos ambientais e populacionais contribui para o surgimento e implantação dos aterros sanitários nos municípios brasileiros, regidos por critérios técnicos, econômicos, políticos e sociais.

390
Área Lateral do Aterro Municipal de Rio Claro

Os aterros sanitários são constituídos pela alternância de resíduos e elemento de cobertura formando células a partir de camadas que são constantemente cobertas com materiais inertes ou terra, compactando os resíduos no solo. Dentro destes utiliza-se sistemas de engenharia e normas operacionais específicas para ordenação correta dos resíduos, garantindo de forma segura a proteção à saúde publica, como também um controle em termos de contaminação e poluição ambiental.

Para instalação técnica destes são necessários procedimentos desde a escolha e o preparo da área, bem como posteriormente monitoramento e operação. Estes devem conter eficientes sistemas de drenagem de águas pluviais, drenagem de gases, tratamento de chorume (decorrentes da degradação da matéria orgânica), evitando que as águas subterrâneas e o solo sejam contaminados.

Vale destacar que aterros sanitários devem ser submetidos a vistorias periódicas a fim de verificar se a quantidade e os tipos de resíduos que vem sendo depositados seguem as normas e estão de acordo com as legislações ambientais específicas para o recebimento no local, evitando-se problemas de ordem administrativa.                               A vantagem dos municípios em ter aterros sanitários decorre destes serem alternativa econômica viável devido a sua implantação rápida e suas aplicações iniciais serem de custos menos elevados e possibilitarem resolver problemas de caráter social, estético e de segurança, e recuperarem áreas degradadas.

Estação de Tratamento de Chorume localizado no Aterro Sanitário do Município de Rio Claro

 

No Brasil, ainda existem municípios que não possuem aterros sanitários, em detrimento da falta de recursos ou investimentos, para adequação e estruturação, sendo que os resíduos continuam sendo depositados em áreas expostas sem a devida preparação do solo, não havendo tratamento de chorume, caracterizando os denominados lixões.

Lagoa de Tratamento de percolado tratado no Aterro Sanitário

Neste sentido a implantação de aterros sanitários traz inúmeros benefícios ambientais, pois constituem opção viável em termos de destinação correta de resíduos sólidos urbanos, como também podem apresentar proveitos como a geração de emprego e renda dentro da população local, portanto se no município há aterro sanitário, é importante atribuir a este seu devido valor.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA