Mato em terrenos particulares pode pesar no bolso dos proprietários

A partir da semana que vem a prefeitura começa a fazer o serviço e mandar a conta aos donos faltosos  

50
Terrenos limpos também ajudam a evitar incidentes com animais peçonhentos, como cobras, aranhas e escorpiões

A partir do próximo dia 26, sexta-feira, a prefeitura de Rio Claro retoma a limpeza de terrenos particulares, mandando a conta aos proprietários. E isso pode pesar no bolso dos donos faltosos. A limpeza de um terreno de 300m², por exemplo, custará R$ 586,54 se o trabalho for feito pelo município. “O ideal é cada um fazer sua parte buscando os meios mais econômicos para manter seus imóveis em ordem”, ressalta o secretário municipal de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção, Emílio Cerri.
O prazo de 20 dias corridos aos donos de imóveis começou no último dia 6 e termina no dia 25, quinta-feira. “Vencido o período, a prefeitura passa a fazer ininterruptamente o serviço, ou seja, os donos devem manter os terrenos em ordem o ano todo para não receberem várias cobranças do município pelo trabalho”, alerta o diretor de Manutenção e Conservação, Tadeu Olivetti.
Quem não cuidar de seu imóvel pagará R$ 1,6293 por metro quadrado roçado ou capinado pela prefeitura, além de 20% sobre o valor total como taxa de administração dos serviços. “Mas essa não é a situação ideal, já que a prefeitura gasta tempo e recursos que poderiam estar sendo investidos na conservação de áreas públicas”, explica Olivetti.
Com a chegada das chuvas e das temperaturas mais altas, a limpeza de terrenos também é fundamental para reduzir os criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika vírus, febre amarela e chikungunya.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA