A MORADA DE MARIA

75

Ana Lucia Missaglia Guarnieri
“Deus, que ressuscitou o Senhor, também nos ressuscitará a nós pelo seu poder. (…)Ou não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo (…) e já não vos pertenceis? Porque fostes comprados por um grande preço. Glorificai, pois, a Deus no vosso corpo” .Liturgia de Domingo, 14/01/2018.
**************************************************
“O Espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita”. (Jo., 6, 63) é a fé provada do cristão que “raciocina com o coração e sente com o cérebro”.
**************************************************
Pela TVsec21 (11/01/2018) a entrevista de MAX GEHRINGER, no programa Ação Nacional, sobre o tema gestão empresarial, ajudou a muitos (recebe cerca de 35 mil e-mails como Consultor e Palestrante nessa área) a encontrar a resposta que leva a uma solução.
Finalizando o programa, o entrevistador, Júnior Guarda, pediu-lhe exemplos de liderança. Max Gehringer respondeu como “maior exemplo de liderança, Jesus de Nazaré, pois liderança é a capacidade magnética de atrair pessoas”. Numa empresa, disse ele, antes de eleger o líder, os colegas já sabem quem ele é. “ O Divino Mestre com um olhar levou as pessoas a acreditarem nele e mudou totalmente a História, esculpiu o mundo em que vivemos hoje a partir de exemplos”.
Na grandiosidade de sua resposta humana e sábia, ressuscitam-se exemplos vivos a promover “a beleza antiga e sempre nova’ de Agostinho (que tarde a conheceu e amou), a experiência de Tomás de Kempis (“Imitação de Cristo”) ao afirmar que a fé ou o mundo espiritual estão muito à frente do conhecimento temporal a que Paiva Netto, hoje, recomenda: “A Bondade se paga com a Bondade e a maldade com a Justiça” (que provém do Amor divino).
Mais um pouco, e o jornalista, escritor, mantenedor da LBV, Paiva Netto, acrescenta: “veremos os espíritos de luz materializarem-se a nosso redor” (mais atraentes do que as imagens da TV, hoje, cumprindo a profecia do Cristo de que as Suas Palavras seriam anunciadas por sobre os telhados). E para acamparem-se conosco lavaram suas vestes no Sangue do Cordeiro, tocando o coração de Pe. Marcelo Rossi: “Não sei se a Igreja subiu ou se o céu desceu, só sei que está cheio de Anjos de Deus, porque o próprio Deus está aqui”.
— Serão essas, manifestações, “gritos”, dos desesperados pela crise?
Certamente, o caminhar na luz dos que não desperdiçam o dom da fé, que consiste não só na intuição ou no sonho mas, na cooperação à terra do futuro, trabalhada pelo povo de Deus, inscreve-se na humanidade remida por Cristo com o altíssimo preço da doação da Sua Vida na Cruz.(Como se lê no Blog de há uma semana: “num mundo de egos, quem enxerga é rei”).
E a Autoridade do Senhor Jesus, como a retomou Max Gehringer, é feita do Amor universal, que liberta, comunicante com as graças de Nossa Senhora, a Santa Maria, que, nas Bodas de Caná, intercedeu: Filho, eles não têm mais Amor, “eles não têm mais vinho”, (Jo. 2, 3). E ali, durante o Matrimônio, Ele mostrou como o Pai faz todas as coisas, servindo o melhor vinho aos convidados no fim da festa.
Há os que se interessam pela vida como bem comum e perguntam se a venda do Brasil, descaracterizado pelos que escolheram o ter como triunfo (o poder pela violência dos que põem Deus a seu serviço!!!) a preço da escravidão da maioria, onde as favelas são retratos da miséria moral dos injustos, se, nessa crise degradante, o mal já não está vencendo ou vencerá de uma vez…
Nas aparições de Nossa Senhora, em Fátima, Ela comunicou à Lúcia, a vidente que sobreviveu por mais tempo, que surgiriam tempos tão horríveis, que até a Igreja temporal daria mostras de decadência, porém, Ela, que mudou o Não de Eva para Seu Sim eterno, a todas as raças e nações, previu que “no fim Seu Imaculado Coração triunfará”./É a confirmação do Senhor Jesus, de que “as portas do inferno não prevalecerão contra Sua Igreja (Mt. 16, 18) ao escolher a Pedro como primeiro Papa, o mais santo líder que venceu, na sua carne, o mal com o bem, imediatamente divino, para pastorear o rebanho.
Na glória do Ressuscitado, os corações dos discípulos de Emaús (Lc. 24, 13-55) ardiam de alegria e de contentamento ao revê-lo, tal qual é, “o Mesmo, ontem, hoje e sempre” (Heb.13, 8) de cujo Amor brota o entusiasmo da solidariedade que construiu, de novo, comunidades e civilizações destruídas e que, atualmente, se apresenta como um questionamento de Paiva Netto: “se na volta de Cristo a humanidade não O receber, as máquinas o farão”…
“A fé de Maria (entretanto) salvou Adão e a toda descendência dele. Por isto Isabel a proclamou– bem-aventurada, tu que creste …(Lc. 1,45)—porque na SUA MORADA (no seu seio) gerou o CORPO DE CRISTO”.E, assunta ao céu de corpo e de alma, seus filhos já descobriram: “Azul é seu manto e branco é o seu véu”… Convite presente no livro” Castelo Forte, Meditações Diárias”do dia 14 de Janeiro de 2018: Que a nossa resposta ao chamado de Deus sempre seja: “Fale, porque o seu servo ouve”.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA