Du Altimari continua dominando bastidores políticos

 

Agnelo Matos Neto é o presidente da Câmara para o biênio 2013/2014
Agnelo Matos Neto é o presidente da Câmara para o biênio 2013/2014

Eleição de Agnelo para a presidência da Câmara é mais uma vitória de Du Altimari, contra o seu mais novo desafeto Claudio

where to buy Indocin

No primeiro dia de 2013, com início às 10h, foi realizada a solenidade de posse dos 12 vereadores, do prefeito Du Altimari e da vice-prefeita Olga Lopes Salomão.
Durante a cerimônia de posse ouviu-se muitos discursos vazios onde mais uma vez o nome santo de Deus foi usado indevidamente, quando alguns eleitos pareciam mais preocupados em se parecer com um cristão do que com um vereador, quando na realidade o ideal era que fossem as duas pessoas, mas que fossem durante os 365 dias do ano. Mas, sabe-se que muitos hipócritas que batem no peito e dizem “Meu Deus! Meu Deus” acabam em muitas ocasiões adorando e acatando as ordens do diabo. Retin-A without prescription
Após o sofrimento inicial, com um calor infernal que fazia no recinto de votações da Câmara Municipal, teve início os trabalhos para a votação da composição da mesa diretora da Câmara.
Inicialmente o presidente da solenidade pediu 15 minutos de suspensão dos trabalhos para que em seguida fosse dada continuidade aos trabalhos. Os 15 minutos informados, milagrosamente se transformaram em trinta no relógio que marcava o tempo. Cytotec cheap
Ao voltar após os trinta minutos, o presidente da sessão, vereador Juninho da Padaria (DEM), que tinha como primeiro secretário Pereirinha (PTB) e segundo secretário Paulo Guedes (PSDB), suspendeu por mais cinco minutos a sessão, para novas confabulações sobre em quem votar. A revolta dos presentes era notória, já que se em 30 minutos não chegaram a um consenso, não seria com mais cinco que poderiam mudar as ordens das coisas.
Pior ainda que os cinco minutos passaram de oito para que se desse início à votação, mostrando que alguns vereadores iniciaram muito mal a legislatura, mostrando total desrespeito ao público presente.
Era visível a preocupação dos membros eleitos daquela casa com certa indefinição de peças chaves do sistema, entenda-se Sergio Moracir Calixto (PRP) e Dalberto Christofoletti (PDT).
A bancada oposicionista formada pelos vereadores Juninho da Padaria (DEM), Geraldo Voluntário (DEM), Pereirinha (PDT) e Paulo Guedes (PSDB) procuraram durante todo o tempo possível formar uma base que desse sustentação para a eleição. Caso conseguissem a adesão de um dos dois “indecisos” teriam como candidato o vereador Pereirinha que poderia, em caso de empate com Agnelo da Silva Matos Neto, assumir a presidência pelo maior tempo de vereança, já que está entrando em seu quinto mandato.
Quando a votação teve início, a expectativa era pelo voto de Dalberto Christofoletti. Ao votar em Agnelo, Dalberto já dava a vitória a base governista, contrariando um intenso trabalho de Claudio Di Mauro, nos bastidores, para levar Paulo Guedes ou Pereira para a presidência da mesa diretora. Assim, aguardava-se o voto de Sergio Moracir Calixto, que também veio sacramentar a vitória de Agnelo Matos Neto, com oito votos contra quatro endereçados a Paulo Guedes.
Após o resultado da votação para a presidência, sempre com oito votos contra quatro a base governista elegeu o vice, Julio Lopes de Abreu, a primeira secretária Maria do Carmo Guilherme e o segundo secretário Dalberto Christofoletti, marcando mais uma vitória política de Du Altimari, contra seus desafetos políticos, os dois ex-prefeitos municipais.
Agnelo Matos, encerrando a sessão, já como presidente daquela casa de leis, destacou projetos importantes que deverão ser debatidos e votados na Câmara Municipal. “Temos que avaliar o Plano Diretor, o Plano de Cargos e Carreiras, entre outros projetos que são fundamentais para o município”. Depois disto deu por encerrada a primeira sessão como presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *