Distrito de Itapé recebe rondas ostensivas

O vereador Ruggero Seron (DEM) esteve reunido na terça-feira, 19, com o comandante da GCM, Luís Fernando Bueno de Godoy e o subprefeito do distrito de Itapé Marco Antônio, para discutir a reivindicação de patrulha naquele bairro rural

 

Segundo moradores, há um alto índice de ocorrências em Itapé e a reinvindicação de patrulhas ostensivas tem por objetivo aumentar a segurança na região e combater a criminalidade.

De acordo com o vereador, a patrulha rural será feita por duas Amaroks que a prefeitura de Rio Claro adquiriu recentemente para compor a frota da GCM, possibilitando que o atendimento das ocorrências e as rondas sejam feitas adequadamente, já que antes, não havia veículos adequados para a patrulha rural.

“É de suma importância que a Guarda aumente o efetivo para rondas na região. Desta forma é possível ser feito um trabalho eficiente, melhorando a segurança para que os moradores possam se sentir seguros, criando um vínculo com a GCM”, afirmou Seron.

Hoje existem rondas da Policia Militar em uma parceria com a Guarda Municipal, para o patrulhamento da área rural, eles tem como objetivo cobrir a maior área possível e sem deixar a cidade desguarnecida.

Durante a reunião, ainda foi discutido a importância dos sitiantes cadastrarem suas propriedades na GCM, fornecendo a localização exata, para que em caso de acionamento da Guarda, o atendimento seja mais preciso e eficaz. O cadastro pode ser feito através do número 153.

Corpo de homem é encontrado em córrego

Familiares compareceram no local para o reconhecimento do corpo da vítima. “Ele era muito gente boa, todo mundo o conhecia”, disse o pedreiro Clério dos Santos, que é esposo da prima da vítima.

O corpo do homem foi avistado no começo da tarde dessa quarta-feira (20), por populares que passaram pelo local e o avistaram dentro do rio, já sem vida.

A Guarda Municipal foi acionada a comparecer ao local que fica ao lado da Avenida Tancredo Neves e próximo da antiga Vila Stecca. Os GCMs chegaram ao local e constataram o fato, em seguida fizeram o isolamento da área. A morte foi confirmada por equipe do Corpo de Bombeiros.

A vítima foi identificada como Sérgio Luiz Beltran de 52 anos, conhecido como “Tico” já trabalhou como borracheiro na cidade, mas segundo familiares era usuário de drogas. “Depois que a mãe morreu, há uns quatro anos ele se entregou mais às drogas. Tinha uma casa boa no Consolação, mas vivia na rua”, afirmou Clério.

Segundo informações Tico vivia pelo local, onde foi encontrado morto, fazendo pescarias.

Equipe da perícia também esteve no local e o boletim de ocorrência foi registrado como encontro de cadáver. Pertences da vítima estavam próximo ao córrego ao lado de sua bicicleta que foi recolhida pela guarda. A causa da morte não foi confirmada.

Tragédia na família

Segundo Clério o irmão de Tico, de nome Belmiro Beltran, morreu há apenas dois meses. Chegou a ser internado como indigente após cair na rua e bater a cabeça, mas não resistiu.

Equipe da DISE prende oito pessoas por Associação ao Tráfico de Drogas

Na manhã de terça-feira (19 de junho) a Polícia Civil de Rio Claro, com apoio de policiais civis de Piracicaba, deram cumprimento a vários mandados de busca e de prisão temporária contra uma quadrilha que comandava o tráfico de entorpecente no CDHU do bairro Santa Eliza em Rio Claro.

Foram presas oito pessoas, as quais também foram autuadas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, tendo em vista a localização de porções de cocaína, crack e maconha destinadas à venda. A investigação foi desenvolvida pela Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (DISE) de Rio Claro. A Operação de hoje contou com o apoio do canil da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

Porte ilegal de Arma de Fogo

Na noite de domingo (17), por volta das 21h15 no Km 217 da SP 310 no município de Itirapina um passageiro descartou um objeto que a Polícia Rodoviária com Cbs Donizete e Dalposso veio a localizar a arma.

Durante ação criminal realizada na praça de pedágio, foi abordado o veículo VW/gol do município de Ribeirão Preto, conduzido por A.A.S   e tendo como passageiro, H. M. S.  Durante ação foi dado a ordem de parada, não sendo respeitada havendo a necessidade de realizar acompanhamento do km 217 até o km 203.

Durante o acompanhamento foi verificado pela equipe que o passageiro do veículo descartou um objeto. Após a parada foi realizado a busca pessoal e veicular, nada foi encontrado. Após a abordagem foi realizado o patrulhamento no local, onde foi descartado o objeto, onde logrando êxito em encontrar uma pistola, marca Taurus, modelo PT 92 AFS, 9mm, inoxidada, com um carregador com 15 munições intactas.

PM de Rio Claro trabalha com projeto de prevenção primária junto da comunidade

A eficiência policial não exclui e nem dispensa a chamada “prevenção primária”, especialmente naquilo que é de responsabilidade de todos e do poder executivo em cada município. Na verdade, a ênfase à ação preventiva em amplo sentido deve integrar a filosofia básica de todo o sistema operacional de policiamento.

A constante busca de melhoria da qualidade de vida para todos, junto com uma atuação policial eficiente, viabiliza a redução criminal de um modo perene e duradouro. Isso ocorre em razão de que a criação e a manutenção de programas de geração de renda, de emprego, de moradias, de educação em período integral, de cursos profissionalizantes, de lazer, de cultura e de outros tantos aspectos são capazes de propiciar um clima social menos violento e esse é o sentido da prevenção primária (o que deveria anteceder a atuação propriamente policial).

Programas sociais, esportivos, culturais e de lazer direcionados aos adolescentes, por exemplo, desenvolvidos durante os horários inversos ao que frequentam as escolas, são excelentes instrumentos para evitar o contato com as drogas e com a violência, podendo ainda revelar inusitados valores artísticos e esportivos.

Sem prejuízo das ações de policiamento ostensivo (âmbito da prevenção policial, ou secundária), a Polícia Militar igualmente desenvolve trabalhos de prevenção primária com grande êxito, em caráter suplementar às suas atividades próprias. Em Rio Claro são bem sucedidos os programas PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas) e a Ronda Escolar. Com tal postura, a Instituição demonstra a sua responsabilidade social e reafirma a importância dessas iniciativas no amplo contexto da prevenção. Essa postura participativa, especialmente nas cidades de pequeno ou médio porte mantém o órgão policial permeável no tecido social, expondo também a figura do policial como um orientador, um promotor de direitos humanos, um mediador de conflitos, um professor que tem algo muito importante a dizer, e, portanto, participa da formação de uma nova geração de cidadãos. O ganho em nível de imagem institucional também é extraordinário: a criança, ou jovem, que passou por um dos programas provavelmente continuará reconhecendo no policial a figura de um bom profissional e de uma pessoa que merece respeito.

A comunidade também pode participar da segurança primária no seu próprio bairro, requerendo providências ao poder público para uma melhor iluminação púbica, a poda de árvores, a limpeza de terrenos baldios e o fechamento de obras abandonadas, ambientes estes que, se corrigidos, colaboram com a segurança naquela localidade.

Estrategicamente, as parcerias com a comunidade já existentes em Rio Claro, destaque ao Programa Vizinhança Solidária e aos CONSEG (Conselhos Comunitários de Segurança), em conjunto com os órgãos de ensino e com o poder público municipal, fortalecem e envolvem a todos na busca por uma cidade mais tranquila.

Força tarefa investiga denúncia de efluentes no Rio Corumbataí em RC

Operação coordenada pela promotoria de justiça do meio ambiente investigou na tarde de ontem denúncia sobre mortandade de peixes no Rio Corumbataí por poluição. Integravam a força tarefa especialistas dos órgãos Secretaria do Meio Ambiente, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Defesa Civil e Polícia Ambiental.

No vídeo, que circulou nas redes sociais, o denunciante mostrava peixes mortos no leito do rio e atribuía aos efluentes de empresas da região. A reportagem do Diário do Rio Claro percorreu às margens do afluente Ribeirão Claro e posteriormente o Rio Corumbataí, e foram constatados pescadores que não observaram as irregularidades apontadas na gravação.

No local, a equipe conversou com o cabo Donizete, da Polícia Ambiental e que acompanhava as diligências. De acordo com ele foi constatado um peixe morto que foi recolhido junto com amostras da água para análise. “Crime houve, só precisa ser apurado”, destacou o policial ao informar que o material coletado será analisado pela Cetesb.

Ao Diário do Rio Claro, o agente fiscal Alberto Merino reiterou que a força tarefa percorreu os trechos apontados ao longo de todo o rio. De acordo com o agente, a empresa citada na gravação da denúncia foi vistoriada e não foi encontrada qualquer prova que a ligasse ao crime. “As profissionais da Cetesb, sendo uma bióloga e outra engenheira ambiental e civil, descartaram ligação da empresa citada com o crime ambiental cometido”, reforça.

Merino destaca ainda que a distância entre o rio e as empresas da região é grande para o descarte irregular de efluentes, mas reforçou que as análises serão realizadas para apuração do crime.

 

 

 

 

Operação para desarticular organização criminosa detém 65 pessoas

As secretarias da Segurança Pública e Administração Penitenciária, em conjunto com o Ministério Público, prenderam, nessa quinta-feira (14), 65 pessoas, durante a Operação Interestadual “Echelon”, realizada para cumprimento de ordens judiciais. Do total de presos, dois foram em flagrante e 63 por mandados, sendo que 51 pessoas já estavam detidas em unidades prisionais.

“Em São Paulo não descansamos na nossa luta contra o crime organizado. Graças a este trabalho integrado e de inteligência, demos hoje um golpe duro dento dessa organização criminosa”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, durante coletiva de imprensa, na sede da pasta.

Depois de cerca de um ano de investigação, a ação foi realizada visando o cumprimento de inúmeras ordens judiciais de prisão e apreensão nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Pará, Alagoas, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Roraima, Rio Grande do Norte, Acre, Amapá e Maranhão.

“O objetivo principal da ação era identificar os componentes que formavam o segundo escalão de comando da facção. Além disso, atuamos para desarticular e evitar a ascensão do grupo”, destacou o delegado-geral em exercício Júlio Guebert. “Até o momento já cumprimos 63 mandados de prisão”, completou.

A Polícia Civil foi acionada pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), que detectou a comunicação de presos com integrantes de facção criminosa fora das unidades prisionais. Segundo apurado, os detidos produziam manuscritos e jogavam pelo vaso sanitário até chegar à rede de esgoto e alcançar integrantes externos.

“A partir do momento que detectamos a forma de diálogo da facção, simulamos um problema no esgoto e colocamos telas nessas redes até colhermos fragmentos de manuscritos nos esgotos da Penitenciária II de Presidente Venceslau”, explicou Lourival Gomes, secretário da Administração Penitenciária.

De acordo com o delegado Pablo França, do Departamento de Polícia Judiciária do Interior 8 (Deinter 8), com os bilhetes interceptados foi possível identificar sete líderes da organização criminosa. “As investigações avançaram até a constatação da existência da célula ‘Sintonia de outros Estados e Países’”, detalhou.

Durante a atuação de campo foram cumpridas 55 ordens de busca e apreensão e 63 de prisão, sendo que 51 pessoas já estavam detidas em unidades prisionais e outras 12 foram presas hoje. Além disso, mais duas pessoas foram presas em flagrante por tráfico de entorpecentes e porte ilegal de armas.

Ao longo da ação, sete detidos foram transferidos ao Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). No decorrer das investigações, foram apreendidas mais de uma tonelada de drogas. Também foi preso um dos líderes dessa célula criminosa, no aeroporto de Guarulhos, quando retornava da Bahia, em 10 de maio deste ano.

De acordo com Lincon Gakiya, promotor do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de Presidente Prudente, desde o início da ação contra essa célula, o Ministério Pública tem participado. “Estamos judicializando as prisões e evitando que esses presos voltem a atuar dentro da facção”, concluiu.

 

Equipe de ROCAM com apoio do Canil da PM faz apreensão de drogas em RC

Nessa quinta-feira (14), a equipe de ROCAM composta pelos Cabos Douglas e Eduardo, em patrulhamento pelo bairro Jardim Brasília, local conhecido pela venda de drogas, a equipe avistou um indivíduo em atitudes suspeitas, sendo que ao avistar os policiais, tentou fugir, mas foi abordado e após busca pessoal foi localizado um saco plástico contendo sete eppendorfs de cocaína, 10 pedras de crack e R$29,00 em espécie.

Foi solicitado o apoio da equipe de Canil composta pelo 2º Sargento Renato, Soldado Magalhães e o cão de faro Aika, na mata perto do local que o menor foi abordado, o cão de faro após busca ajudou a localizar uma sacola contendo 29 eppendorfs de cocaína, 46 pedras de Crack e 31 porções de maconha todas embaladas e prontas para venda. Diante dos fatos foi dado voz de apreensão ao menor e conduzido a Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), onde o delegado tomou conhecimento do fato e elaborou registro por tráfico de entorpecente e ato infracional, ouvindo o menor e liberando para sua mãe.

Cuidados com fogos em período de Festas Juninas

Como já é tradição, durante as festas juninas, as vendas de fogos de artifício aumentam consideravelmente e se proliferam nas cidades. Ouvimos sempre nos noticiários informações sobre incêndios de casas inteiras que armazenavam esses produtos. Outro agravante são os balões, que são muito bonitos e atrativos quando sobem, mas quando descem, causam destruição, e já são motivo de alerta para bombeiros e polícia todos os anos.

No que diz respeito às crianças, todo ano, temos informação de muitas delas que perdem dedos, membros e até ficam cegas no manuseio de fogos de artifício. “Crianças não tem muito senso de perigo, portanto, cabem aos pais vigiá-los acerca do estão fazendo, de que forma estão se divertindo, bem como procurar conhecimento de como evitar acidentes com fogos.” – explica a Policia Militar de Reio Claro.

Não existem fogos de artifício inofensivos. Esses produtos causam, geralmente, queimaduras de segundo grau que necessitam de uma média de 15 dias de tratamento médico. Além disso, eles podem explodir nas mãos, mutilando o usuário. As populares bombinhas e os traques podem ser vendidos, pois estão regulamentados. Por outro lado, a venda de bombas, pólvora e rojões para menores podem acarretar em pena de seis meses a dois anos de reclusão.

Dados da Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ) mostram que, durante as festas juninas, os atendimentos a pessoas que sofreram queimaduras nas emergências dos hospitais chegam a dobrar. Mais de 80 por cento das vítimas são crianças. Os motivos para esta alarmante incidência: a imprudência no uso de materiais inflamáveis e explosivos (fogos de artifício, balões) e brincadeiras perto das chamas das fogueiras. Algumas dicas para evitar acidentes com crianças:

Jamais carregar bombinhas no bolso. Nunca acender rojões próximos ao rosto. Não reaproveitar bombinhas ou rojões que falharam. Prender o rojão em uma armação e afastar-se na hora de acender. Nunca associar bebida alcoólica com o uso de fogos e nem entregar fogos de artifício a crianças, pessoas alcoolizadas ou pessoas inabilitadas para o uso. Manter as crianças afastadas do local. Compre fogos de artifício apenas em lugares especializados e não compre de vendedores clandestinos.

Importante observar que os estabelecimentos comerciais que vendem esse tipo de mercadoria têm licença de funcionamento da prefeitura. Observe ainda, se no local há restrição de venda dos fogos, de acordo com a idade. Atentar para o tipo e a quantidade de pólvora existente no produto, pois quanto mais pólvora, maior é a periculosidade e potência do mesmo.

Seguir atentamente as instruções do fabricante (transporte, uso, armazenamento, composição, data de validade e os riscos que os fogos podem causar). Além disso, essas informações devem estar em língua portuguesa, mesmo que o produto seja importado, e de maneira clara, precisa e ostensiva nas mercadorias, conforme o artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor.

Não solte fogos perto de hospitais, sob copas de árvores ou perto de fiações elétricas.

Prefira soltar os fogos de artifício em locais abertos, de preferência em áreas amplas e sem vegetação por perto.

Nunca aponte para pessoas e verifique se não existem materiais combustíveis nas proximidades. Atentar para a classificação por idade e habilitação de cada tipo de fogos de artifício.

Homem é preso furtando bicicleta

Na ocasião, os criminosos foram surpreendidos pelo proprietário da bicicleta que estava travada em um poste em frente à prefeitura. A vítima acabou entrando em luta corporal com os meliantes no intuito de proteger seu patrimônio, momento em que a Policia Militar chegou e os criminosos tentaram fugir. As autoridades pegaram um deles que confessou que o comparsa era seu filho e que ambos tentavam furtar a bicicleta. O homem foi detido e apresentado ao Plantão Policial, onde foi elaborado Boletim de Ocorrência de tentativa de Furto e flagrante e a autoridade de plantão tomou as devidas providências.

Família segue sem notícias de homem desaparecido em Rio Claro

A angústia toma conta de familiares que continuam sem informações sobre o paradeiro de Valdecir Pastorello, desaparecido desde o dia 4 de fevereiro deste ano. O homem foi visto pela última vez saindo de sua residência no Jardim das Flores, onde morava sozinho. Vizinhos teriam informado que viram Valdecir, também conhecido como Lemão, saindo de casa junto com outros homens e nunca mais apareceu.

No dia do desaparecimento ele chegou a mandar uma mensagem para filha pedindo socorro e dizendo para ela ligar para polícia. Em seguida, ligou duas vezes mas a jovem não conseguiu atender. “Ele tentou contato no domingo à noite e eu só vi na segunda-feira pela manhã”, disse a filha.

Os filhos relatam que ele não tinha problemas de saúde ou qualquer conflito com outras pessoas. “Meu pai sempre foi tranquilo, não sabemos de nenhum envolvimento com mulher ou drogas. Morava sozinho, somente trabalhava, bebia a cerveja dele na casa dele mesmo, sempre foi sossegado”, afirma a jovem.

Valdecir completou 55 anos, pouco tempo depois do desaparecimento, no dia 20 de fevereiro. A família lamenta não poder ter comemorado a data junto a Pastorello e, principalmente, por não saber o que está acontecendo.

Já são quatro meses sem notícias, o que deixa a todos desesperados mas sem saber o que fazer. “É difícil, é triste, mas não temos mais o que fazer, somente esperar por alguma notícia”, completou a filha que apela para alguém que tiver notícias informar a polícia.

Para quem tiver notícias informar: Polícia Militar – 190; Guarda Municipal – 153; e Disque Denúncia Anônima – 181.

Secretário destaca heroísmo dos bombeiros que atuaram no desabamento de prédio em SP

O secretário-adjunto da Segurança Pública, Sérgio Turra Sobrane, participou, na manhã de segunda-feira (11), de uma sessão solene em homenagem ao Corpo de Bombeiros, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). A homenagem foi proposta pelo deputado estadual Coronel Camilo em reconhecimento à atuação dos policiais no incêndio no prédio do Largo do Paissandu.

“Recebam os agradecimentos em meu nome, no do secretário Mágino Alves Barbosa Filho, e em nome do governador Márcio França”, afirmou Sobrane. “A prontidão dos heróis do fogo garantiu que a tragédia fosse minimizada. Se não fosse o heroísmo dos bombeiros, o ocorrido poderia ter sido pior”.

Os profissionais que atuaram na ocorrência receberam a Medalha da Constituição – uma das mais altas honrarias concedidas pela Alesp. A comenda é dada àqueles que se destacam em serviços de assistência à população.

Do posto Vila Mariana, do 1º Grupamento de Bombeiros (GB), foram agraciados os sargentos Diego Pereira da Silva Santos e Caio Salgado Cora, com os soldados Esio Lemes Beirigo, Everton Henrique Santos de Freitas e Luciano Fernandes da Silva Costa.

Ainda do 1º GB, do Posto Ipiranga, os cães que ajudaram na busca por sobreviventes também receberam a medalha simbólica “Cão Herói” e diversos petiscos. Foram condecorados os pastores Belga de Malinois Hope, Moly e Vasty, e os labradores Sarah e Wiki.

Também foram homenageados os comandos de policiamento de Trânsito (CPTran), de Choque (CPChq) e de Área Metropolitano 1 (CPA/M-1), que ajudaram no incêndio.

A ocorrência

Na madrugada do dia 1º de maio, durante um incêndio, o Edifício Wilton Paes de Almeida desabou no Largo do Paissandu, centro da Capital. Cerca de 500 bombeiros se deslocaram para o local oferecendo ajuda. Muitos, mesmo de folga, fizeram questão de comparecer.

Emocionado, o comandante-geral da PM, coronel Marcelo Vieira Salles, ressaltou a delicadeza da situação. “A ocorrência envolveu famílias humildes. Este é um problema social que nós paulistas temos que olhar e a ação dos heróis do fogo fez a diferença. Todo o Estado de São Paulo deve muito a estes homens e mulheres do Corpo de Bombeiros”.

Foram 13 dias consecutivos de buscas por sobreviventes e retiradas dos escombros. Mais de 1.700 bombeiros atuaram 24 horas por dia no incêndio que causou o desabamento do edifício de 22 pavimentos.

“Ações como essa mostram porque o Corpo de Bombeiros tem 97% de aprovação entre as profissões”, afirmou o comandante da corporação, coronel Eduardo Rodrigues Rocha. “Contem sempre com os bombeiros, que estão sempre preparados para proteger a população, mesmo que com o sacrifício da própria vida.

As investigações sobre as causas do desabamento continuam pelo 3º Distrito Policial (Campos Elíseos), que encaminhou o inquérito à Justiça, na última quarta-feira (6), com pedido de prazo para continuidade das investigações.

 

Assaltante rouba malote de lotérica

Segundo consta em boletim da Guarda Civil Municipal que atendeu a ocorrência na tarde dessa terça-feira (12), um malote de uma lotérica foi roubado quando a gerente estava levando o dinheiro para ser depositado em uma agência bancária. Consta ainda que surgiu um assaltante armado com um revólver e deu voz de assalto, sendo levado o malote e a bolsa da gerente.

O fato aconteceu dentro do estacionamento de um supermercado e registrado por volta das 14h30. O assaltante estava tendo cobertura por um comparsa que esperava do lado de fora do estacionamento ocupando um veículo Ecosport preto, vindo a fugir tomando rumo desconhecido. A ocorrência foi apresentada no Plantão de Polícia e autoridade responsável tomou as devidas providências. Ninguém ainda foi preso.

Vítima de acidente de trabalho morre em Rio Claro

O número de acidentes de trabalho registrados pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) em 2017 é assustador. Foram 3.259 vítimas. Em 2018, de 1º de janeiro a 31 de maio, já são 748 registros no órgão. Entre eles, 520 acidentes típicos e 228 acidentes de trajeto. O Cerest aponta que deste total, 717 foram acidentes leves e moderados e 15 de alta gravidade.

O chefe de Núcleo do Cerest Regional de Rio Claro, Paulo Roberto Coelho Filho, conta que as principais causas envolvem veículos de transporte (se referem tanto a motoristas e motoboys no caso dos acidentes típicos quanto aos acidentes de trânsito), máquinas e equipamentos, queda de altura e queda de objetos. Já entre os ramos de atividades com mais registros estão o metalúrgico, moveleiro, químico, cerâmica e alimentação. “O que observamos é que em alguns casos não são apenas a questão de equipamentos de proteção individual ou coletivo. A falta de organização do trabalho ou supervisão, o excesso de horas extras, a falta de treinamento, tudo isso pode influenciar, é um universo muito grande, existem causas e fatores que são os condicionantes”, declara Paulo Roberto.

O Cerest é um órgão de abrangência regional responsável pela estruturação e monitoramento da saúde do trabalhador em Rio Claro e mais 10 municípios (Analândia, Araras, Conchal, Corumbataí, Ipeúna, Itirapina, Leme, Pirassununga, Santa Cruz da Conceição e Santa Gertrudes), tendo como atribuições técnicas a vigilância de ambientes e processos de trabalho, a assistência referenciada e as ações educativas dentro de projetos específicos, como a notificação de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.

MORTE EM RIO CLARO

O trabalhador Daniel Rodrigues de Camargo Filho morreu nesse domingo (10), em Rio Claro, depois de ficar dias internado, após um acidente de trabalho. O caso foi registrado no dia 23 de maio. Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima estava arrumando uma carga no caminhão, quando a cabine do veículo fechou em cima dele. O fato aconteceu em uma empresa no Jardim São Paulo. O sepultamento aconteceu no fim da tarde dessa segunda-feira (11). Daniel era casado, deixa a viúva, a mãe e dois filhos.

Mais uma vítima fatal em Rio Claro em 2018

Um pintor de 56 anos que sofreu uma descarga elétrica enquanto trabalhava em um prédio localizado na Avenida 14, com a Rua 3, morreu na tarde de 14 de maio. O trabalhador ficou internado por 50 dias na Santa Casa de Limeira, segundo informações, ele estaria com mais de 50% do corpo queimado e não resistiu aos ferimentos.

O acidente foi registrado no dia 26 de março, quando o pintor acidentalmente encostou em um fio de alta tensão, recebendo uma descarga elétrica de aproximadamente 14 mil volts. Ele foi socorrido a Santa Casa de Rio Claro e em seguida, transferido para Limeira, onde permaneceu internado até segunda-feira (14), não resistindo aos ferimentos e entrando em óbito. Marcos Sergio Pereira residia em Rio Claro.

Vítima Cordeirópolis

Outro acidente de trabalho foi registrado em uma fábrica de caixões em Cordeirópolis, no dia 24 de abril. O jovem usava uma serra fixa quando acabou tendo a mão esquerda amputada. A vítima de 18 anos foi socorrida por um técnico de segurança da empresa e deu entrada no Pronto Atendimento Municipal de Cordeirópolis com amputação total da mão esquerda. Após avaliação e estabilização, o rapaz foi transferido pelo helicóptero Águia da Polícia Militar para o Hospital das Clínicas em São Paulo.

Traficante de drogas é preso em Rio Claro

Durante patrulhamento no bairro do Estádio, os policiais avistaram uma pessoa conduzindo uma bicicleta em atitude suspeita e após realizarem os procedimentos de busca, obtiveram sucesso em localizar 46 porções de cocaína, 12 pedras de crack e a quantia de R$ 63,00. Conduzido ao Plantão Policial, foi realizado o registro da ocorrência, permanecendo o traficante à disposição da justiça.

Infrator é preso pela prática de furto em residência

Os policiais realizavam patrulhamento quando foram solicitados para o atendimento de uma ocorrência de furto em uma residência localizada no Parque Universitário. Ao chegarem no imóvel indicado, avistaram o infrator no telhado e após realizarem um cerco no local, obtiveram sucesso em sua detenção e após realizarem os procedimentos de busca e vistoriarem a residência, constataram que o infrator havia subtraído uma furadeira e toda fiação elétrica da residência.

Na sequência o infrator foi conduzido ao Plantão Policial, onde foi realizado o registro da ocorrência, permanecendo à disposição da justiça.

Homem é preso por estupro em Rio Claro

A Delegacia da Mulher de Rio Claro (DDM) conseguiu esclarecer mais um crime e prender o autor. A prisão foi possível após divulgação do retrato falado do criminoso em vários pontos da cidade. O crime foi registrado no dia 8 de maio por volta das 17h30 quando a vítima, uma jovem de 21 anos, passava pela Rua 20, no Jardim São Paulo. Ela seguia para sua casa no bairro Jardim Novo Wenzel, após o trabalho, quando foi surpreendida pelo autor e levada para o meio de um matagal. O indiciado a ameaçou de morte, rasgou suas roupas e passou as mãos nas partes íntimas da jovem. Em seguida fugiu levando sua bolsa contendo R$ 3 mil reais de seu pagamento, cartões e celular. A vítima ficou abandonada próxima a um córrego que existe no local.

A jovem conseguiu sair e pedir ajuda na rua. Um pessoa que passava pela região a socorreu e emprestou o celular para a mulher ligar para o marido. Em seguida, o esposo a levou para Delegacia da Mulher onde registraram a ocorrência. Ela conseguiu passar todas as características do indivíduo para a polícia. A equipe da DDM foi com a moça para São Paulo, onde foi possível fazer o retrato falado do indivíduo, que foi divulgado em vários comércios de Rio Claro, em um deles o autor do estupro foi identificado. Na delegacia, a vítima foi chamada para o reconhecimento e não teve dúvidas.

A titular da Delegacia da Mulher de Rio Claro, delegada Patrícia Silveira Rosa, solicitou de imediato a prisão preventiva que foi concedida pela justiça. Com isso, o acusado de estupro foi para penitenciária. “É a primeira vez que usamos esse trabalho de retrato falado, que só existe na capital. Destaco o empenho de toda equipe para solucionar o caso e pelos profissionais levarem a vítima até São Paulo para colaborar”, afirma a delegada Patrícia Silveira Rosa.

AUTOR DO CRIME

Conforme divulgado pela DDM, o autor do estupro foi identificado como C.D.F., de 32 anos, morador de rua. Ele é da cidade de Lençóis Paulista–SP e estava pelo município há algum tempo. A delegada informou que ele não estava sob efeito de álcool ou outras drogas no momento da prisão e nem no dia do crime.

As autoridades suspeitam que possa haver outras vítimas, por isso divulgaram o retrato falado. A delegada esclarece que as denúncias precisam ser registradas e que as vítimas são preservadas.

OUTROS CASOS

Outras duas prisões relacionadas ao estupro também já foram feitas neste ano pela Delegacia da Mulher. Em um dos caso, outro morador de rua cometeu o crime contra uma estudante da Unesp no feriado do dia 1º de maio. R.J.F., de 22 anos, foi preso poucos dias depois em uma construção no bairro Bela Vista. O segundo caso foi cometido por um homem contra a própria sobrinha de 15 anos. Também foi preso.

 

Motocicleta furtada é localizada

Na tarde de quinta-feira, (07), a viatura 446 se deslocou a um barreiro de cerâmica localizado no Jd. Panorama, onde conforme denúncia, havia uma motocicleta CG Titan abandonada e alguns documentos próximo a ela. No local, realizado pesquisa do emplacamento, cadastrado com queixa de furto na manhã do mesmo dia. Conduzida ao plantão policial, registrados BO/PC n° 4769/2018 e RO/GCM n°890/2018 – Auto Localizado. A vítima compareceu no plantão e recuperou a posse de seu bem.