Só quem vai para área de risco precisa de vacina contra febre amarela

Rio Claro está fora da zona de risco para a doença segundo levantamento do Ministério da Saúde  

3
Para atender todos os viajantes, a aplicação é limitada a 100 doses diárias em cada unidade de saúde onde o medicamento está disponível

Nos últimos dias as unidades de saúde de Rio Claro têm recebido um grande fluxo de pessoas para tomar a vacina contra a febre amarela. A Secretaria Municipal de Saúde alerta a população que Rio Claro, até o momento, não é considerada área de risco para a doença pelo Ministério da Saúde. As autoridades sanitárias ressaltam que a vacina é indicada somente para quem vai viajar para local considerado de risco para transmissão da febre amarela. “Quem não vai viajar não precisa tomar a vacina”, orienta o secretário interino da Saúde, Antonio Archangelo.
O número de doses da vacina recebido pelo município é definido pelo Departamento Regional de Saúde (DRS 10), que prioriza as zonas de risco. Para atender todos os viajantes, a aplicação é limitada a 100 doses diárias em cada unidade de saúde onde o medicamento está disponível. “O limite diário de doses e o horário de atendimento são definidos com base na quantidade recebida da regional de saúde”, esclarece a coordenadora Vigilância Epidemiológica, Cláudia Passarelli, reiterando que a prioridade de vacinação é para as pessoas que vão viajar para áreas consideradas de risco pelo Ministério da Saúde. Esses locais podem ser consultados no site do órgão pelo endereço http://portalms.saude.gov.br/.
A Vigilância Epidemiológica do Município de Rio Claro está atenta para a ocorrência de casos em humanos e também o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) monitora a possível ocorrência de casos de febre amarela nos macacos da região, que não transmite a doença aos humanos mas servem como elemento de alerta no controle da doença.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA