Falsos franciscanos…

23

Por Eduardo Sócrates Bergamaschi

Amar um animal doméstico (cachorro, gato…) é comum, é normal, eu mesmo tenho uma cadela em minha casa, que eu adoro. Porém, existem algumas pessoas que parecem que, talvez por influência do animal, acabam se tornando irracionais também.
Sim, porque as pessoas que gostam mesmo dos animais, sabem que eles são animais irracionais, que não amam, mas agem por instinto. Se recebem amor, devolvem gestos de carinho instintivamente.
Na última semana, um cachorro ao ser atacado a pedradas por uma criança, instintivamente reagiu, atacando e mordendo o menino, que está hospitalizado e deverá passar por algumas cirurgias.
Pois bem, em uma análise simples, pode-se dizer que uma criança foi criança ao mexer com o cachorro e o cachorro foi cachorro ao reagir instintivamente atacando seu “suposto” inimigo. E é só.
Mas, este fato foi parar nas redes sociais e pelas respostas colocadas no post, vemos que existem pessoas mais irracionais que o próprio cachorro.
Sim, porque alguém que chama uma criança de encapetado ou outra que diz que tem que matar o cachorro, não é possível que tenham o dom do RACIOCÍNIO.
Gente, cachorro é cachorro, criança é criança. Gente é gente, um ser humano racional e gato, cachorro são animais irracionais. Irracional quer dizer que não têm raciocínio, portanto, NÃO AMAM
Aí, muita gente, sem mesmo conhecer a criança e seus pais, passam a ofende-los, com palavras de baixo calão e a tecer comentários sobre o tipo de educação que a criança recebe. Apontar defeito em filho alheio é tão fácil, por isto mesmo é tão comum, não é mesmo? A frase “educar filho dos outros é moleza”, faz muito sentido. Quem ainda não ouviu a frase: “Ah!, se fosse meu filho!”.
Acontece que não é, portanto não julgue sem saber exatamente o que aconteceu ou o que acontece.
“Menino ruim, mal educado, mereceu”, isso foi o que escreveu uma pessoa no post. Agora, em sã consciência, você acredita que uma pessoa que reage assim AMA alguém? Será que tem capacidade de amar um animal, se não consegue respeitar atitudes infantis? Uma pessoa assim, no meu modo de pensar, não ama nem a si própria, portanto não tem capacidade de amar ninguém, nem uma pessoa e muito menos um animal.
Eu respeito todas as pessoas que gostam de animais e muitas até que vivem em função de protege-los, porém, sabem exatamente a diferença entre um animal e um ser humano e agem sempre com coerência.
Vamos deixar de querer ser mais franciscano do que São Francisco…

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA