E o massacre continua…

24

Por Eduardo Sócrates Bergamaschi

Já falamos aqui sobre as redes sociais e os ataques desproporcionais aos nossos governantes, principalmente o prefeito municipal.
Juninho é o segundo prefeito de Rio Claro da era das redes sociais e, por este motivo será massacrado durante os seus quatro anos de mandato.
Em uma dessas redes sociais, o Facebook, foi postado a seguinte pergunta: “Como você vê Rio Claro após um ano de mandato do novo prefeito”.
A colocação até que seria muito interessante se fossemos um povo que tivesse na sua maioria, principalmente os frequentadores do Facebook, um mínimo de conhecimento das coisas públicas.
Como por exemplo, um fulano que respondeu à pergunta dessa forma: “A mesma b…. de sempre, cada vez mais radares na cidade, mais buracos, gasolina cada dia mais caro tudo mais caro, hospitais, tudo ruim pra receber quem precisa. Tudo mesma m…. de sempre MINHA OPINIÃO”.
Por este tipo de resposta observa-se o nível de entendimento da pessoa. Por exemplo, o que é que o prefeito tem a ver com o preço da gasolina? Porque essa rejeição tão grande aos radares? Os buracos apareceram só agora?
Dizer que o prefeito está fazendo um excelente trabalho, seria um exagero enorme, assim como o é dizer que faz um péssimo governo.
É preciso enxergar, por exemplo, que cada governo tem suas prioridades e para cumpri-las, é obrigado, por aperto orçamentário, em deixar a desejar em outras linhas de atuação.
O atual governo, optou por priorizar a saúde do município. Politicamente, a meu ver, um péssimo negócio, já que nesse seguimento tudo o que for feito não será suficiente para agradar a população como um todo.
Assim, para a população, está deixando a desejar nessa área e na manutenção da cidade. É só ver o número de reclamações quanto aos buracos nas vias públicas; a falta de iluminação em diversos pontos da cidade, principalmente porque ele prometeu acabar com a Taxa de Iluminação e até agora não o fez e as deficiências nesse seguimento serão muito mais cobradas.
Há alguns dias, uma pesquisa mostrou que o prefeito tem um pouco mais de 35% de aprovação, que é muito pouco para o primeiro ano de mandato. Nos próximos anos, a não ser que um milagre aconteça, esse índice deverá cair mais ainda.
Mas, tecnicamente falando, o nível de aprovação de um governante pelo povo nem sempre quer dizer um mal governo.
Primeiro, porque tem-se que analisar o que é possível fazer com o que os cofres públicos permitem. Sabemos hoje, que a situação das prefeituras do país é de calamidade pública e Rio Claro não é exceção à regra.
Se a população analisasse friamente o que o atual prefeito tem feito, ele não teria apenas 35% de aprovação. Ele tem buscado opções junto ao governo estadual e federal para minorar os efeitos da crise na cidade, Tem buscado soluções, boas ou ruins não é o caso agora, para a saúde do município. Enfim, tem agido com se deve para ajustar a situação a um patamar aceitável.
Infelizmente, Rio Claro é politicamente fragilizado junto ao governo tanto estadual como federal, falta representatividade, falta voz e o nosso prefeito não é a pessoa que tem força política para mudar a situação para melhor.
Assim, vamos continuar vendo o prefeito ser massacrado nas redes sociais, injustamente, assim como o foi o prefeito anterior.
Mas, o problema maior ainda continuará sendo a população que em sua maioria é totalmente ANALFABETA POLÍTICA…

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA