Muro das escolas entram na reta final

A parte de alvenaria está praticamente concluída faltando a instalação do alambrado na borda superior e os portões de acesso às escolas. Iniciada em novembro, a construção do muro ao redor das escolas Jardim das Palmeiras – Caic e Isolina Huppert Cassavia, no Jardim Brasília, avança rapidamente e está perto de ser finalizada. Os trabalhos que começaram no fundo das escolas na Avenida 14, passaram pela Avenida dos Costas e agora se concentram na Avenida 18 onde ficam as fachadas e os portões de entrada das unidades escolares. “O muro é uma reivindicação antiga da comunidade que espera pela melhoria há mais de 20 anos. Muitas promessas foram feitas e nenhuma cumprida, agora, felizmente, conseguimos atender esse pleito”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. Segundo ele, o muro irá proporcionar maior segurança para alunos, professores e funcionários. “A cerca de alambrado que havia no local não oferecia a segurança necessária e o muro é uma barreira física mais segura que garante maior proteção e dificulta invasões às escolas”, destaca Juninho.
O muro tem 400 metros de extensão e mais de três de altura. A prefeitura está investindo R$ 224,7 mil na obra. No final de dezembro, o secretário da Educação, Adriano Moreira, visitou o canteiro de obras para verificar o andamento dos trabalhos, acompanhado da diretora do Departamento Administrativo da Secretaria da Educação, Mônica Christofoletti, e da engenheira Monique Neiva.
“Nossa expectativa é que a obra seja concluída antes do início do ano letivo em 5 de fevereiro”, observa Moreira, ressaltando que com a finalização do muro tanto os professores, quanto os pais dos alunos, podem ficar mais tranquilos em relação a segurança das crianças no ambiente escolar.MURO DAS ESCOLAS (1)
Outra obra que terá início em breve é a reconstrução de parte do muro de arrimo da escola “Armando Grisi”, no Jardim Paulista II. O investimento da prefeitura é de R$ 120 mil. Também está em andamento o processo para reedificação do muro da Escola Luiz Martins Rodrigues Filho, no bairro Novo Wenzel. As duas unidades aguardam a obra há quase dez anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *