Alunos do Presença Esperança Amizade e Vida aprendem libras

Apresentação musical na linguagem de sinais foi realizada para o prefeito Juninho  

167
Atualmente o projeto conta com monitor intérprete da linguagem de sinais e os demais profissionais que atuam no local têm noções de libras

Com apresentação musical de Noite Feliz em linguagem de sinais (libras), os alunos do Projeto Presença Esperança Amizade e Vida, vinculado à Secretaria da Educação de Rio Claro, receberam na quarta-feira (13) a visita do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.
“A educação é o melhor caminho para se construir uma sociedade melhor e, a partir de projetos como este, os pais podem trabalhar mais tranquilos por saberem que os filhos estão seguros, brincando e aprendendo”, ressalta o prefeito Juninho.
Cerca de 50 crianças de seis a 11 anos são atendidas no projeto, participando de várias atividades em período contra escolar. “Artesanato, brincadeiras e atividades educativas diversas são desenvolvidas com os alunos”, observa Arlene Batagello, diretora do Amizade e Vida.ALUNOS DO PRESENÇA ESPERANÇA AMIZADE E VIDA (1)
Este ano, a partir da necessidade de comunicação das crianças com colega que possui deficiência auditiva, aulas de libras passaram a ser ministradas para alunos e equipe técnica do projeto. “Trabalhamos a inclusão e hoje a motivação, especialmente deste aluno com deficiência auditiva, é outra”, explica a diretora.
Atualmente o projeto conta com monitor intérprete da linguagem de sinais e os demais profissionais que atuam no local têm noções de libras. “Foi necessário muito empenho e dedicação de todos e certamente o trabalho teve resultados, não só pedagógicos, mas principalmente no relacionamento humano”, finaliza a diretora.
Estruturas física e profissional são disponibilizadas pela prefeitura para a manutenção do Projeto Presença Esperança, que além do Amizade e Vida, que atende no bairro São João, conta ainda com os núcleos Espírito Santo, Brincando e Aprendendo, Sol Nascente, São José e Casa das Crianças. Há ainda atividades do projeto nas escolas Ângela Monaco Perin Aily e João Batista Maule.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA