Farra das Emendas…

183

Por: Eduardo Sócrates Bergamaschi

Imaginemos você fazendo uma poupança para fazer uma reforma em sua casa. Junta lá uma boa quantia e alguém vem e lhe rouba. Aí você descobre que em certo lugar estão distribuindo dinheiro gratuitamente, sem exigir nenhuma contrapartida. Logicamente você vai entrar na fila para abocanhar um pedaço.
Depois de algum tempo, você descobre que o dinheiro distribuído foi aquele que roubaram de você, e você recebe parte dele, menos mal que usará esse dinheiro para a reforma de sua casa. Ou seja, o dinheiro não fugiu do seu objetivo inicial.
Pois é! A assessoria de imprensa distribui release à mídia local, informando que Rio Claro recebeu mais de R$ 1,5 milhão do governo federal para investir em infraestrutura.
Oba! Mas, de onde vem esse dinheiro? Ora, de emendas parlamentares de vários deputados e senadores sob a interferência de vereadores locais.
Bem!. Na atual, conjuntura, na situação econômica e financeira em que está o município, qualquer dinheiro que chegue é muito bem-vindo.
R$ 250 mil para a Vila Alemã, vindo do deputado x, por solicitação do vereador Y; R$ 298,2 mil para o Jardim São João, vindo do deputado fulano de tal, sob a interferência do vereador ciclano de tal; mais um pouquinho aqui outro acolá e chega-se a importância de mais de R$ 1.500.000,00.
Recentemente, o presidente Michel Temer distribuiu R$ 32 bilhões em emendas parlamentares a deputados e senadores para se ver livre de investigação sobre indícios de corrupção.
E esse é o dinheiro que Rio Claro está recebendo agora.
Eu, particularmente não sou contra receber esse dinheiro, já que mesmo sendo por vias tortas, parte daqueles R$ 32 bilhões está chegando onde deveria chegar.
O que nos causa preocupação é se todos aqueles R$ 32 bilhões terão o mesmo destino. Se sim, ótimo, podemos dizer que Temer escreveu certo por linhas tortas (Meu Deus que heresia).
Mas…, olha o mas aí. Conhecendo a politicagem desse Brasil varonil, temos certeza absoluta, que mesmo assustados com a Operação Lava Jato, os nossos politiqueiros darão um jeito de um desviozinho de leve, afinal ninguém é de ferro, não é mesmo?
Ao povo dos bairros que receberão as benfeitorias nossos parabéns, pois há tempos solicitam por tais intervenções.
Ao povo que deixará de receber o restante do dinheiro, aquela parte que, com certeza, será desviada, os nossos sinceros sentimentos de pesar.
É preciso que os nossos leitores não caiam no conto da emenda. Esse dinheiro está chegando a Rio Claro, não porque os políticos estejam interessados no bem estar da população. Eles estão interessados é nos votos que poderão aferir na cidade, com a propaganda que os vereadores farão.
Fiquem de olhos bem abertos, aceitem esse dinheiro, porque afinal eles pertencem a vocês, mas não se decidam a votar nesses senhores só porque eles nos devolveram parte do dinheiro que nos pertence por direito. Só porque você conseguiu o asfalto para a sua rua. Isso tudo é direito seu e não favor de ninguém…

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA