Procedimento que antecede o velório deve ser realizado em Rio Claro, defende Ney Paiva

A perda de familiar ou ente querido é sempre momento difícil àqueles que precisam tomar as providências para a despedida através do velório

1126
Ney Paiva (DEM) defende a realização do procedimento denominado tanatopraxia em Rio Claro  

Atento à triste realidade deste momento, Ney Paiva (DEM), através do Requerimento 3018/17, aprovado pela Câmara Municipal em outubro deste ano, solicita à Prefeitura de Rio Claro atenção especial no que diz respeito ao procedimento denominado tanatopraxia, necessário para preparação do corpo para o velório.
Acionado por representantes da comunidade, o vereador apurou que Rio Claro não disponibiliza tal procedimento o que leva famílias a recorrerem às cidades da região, como Araras, por exemplo, na hora da dor.
No requerimento, Ney Paiva cita que há empresa interessada na montagem do laboratório à realização da tanatopraxia no município. “Desta forma, não dependeremos mais de serviços terceirizados da região. Toda a medida, que possa aliviar este momento tão doloroso às famílias, é válida”, afirma o vereador.
Ainda, no requerimento, Ney Paiva salienta que a Funerária Municipal passará a atender em novo local anunciado como Complexo Funerário. A seu ver, uma sala neste local ou área localizada no Distrito Industrial poderia ser utilizada para a construção de um Centro de Preparação de Corpos destinado à utilização de todas as funerárias que funcionam em Rio Claro. “Estamos diante de uma triste realidade que um dia todas as famílias têm de passar. Esta questão da preparação do corpo para o velório precisa ser resolvida aqui mesmo. O deslocamento para outras cidades aumenta o sofrimento dos familiares e amigos”, completa o vereador.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA