Fórmula 1: Em dia de vitória de Vettel, Massa celebra final de carreira com seu melhor resultado

349
Ao contrário de 2016, Massa se despediu neste ano somando pontos no Brasil (Foto: E. Cortez)

E. Cortez
Olá amigos! E o GP do Brasil, em dia de sol, teve poucas emoções dentro da prova, com Sebastian Vettel fazendo valer a boa largada e ultrapassando logo de cara o pole position Valtteri Bottas, Sem ser ameaçado, venceu em Interlagos e assegurou mais uma vitória na temporada – o que não acontecia desde 30 de julho, na Hungria -, a quinta no geral. O pódio foi completado por Bottas, que ficou em segundo, e Kimi Raikkonen, companheiro do alemão na Ferrari.
Mesmo saindo da última posição, Lewis Hamilton costurou o pelotão inteiro praticamente e ainda quase conseguiu terminar no pódio, arrancando aplausos da torcida brasileira. No fim, a quarta posição acabou sendo o limite. Max Verstappen, da Red Bull, foi o quinto, seguido pelo seu companheiro, Daniel Ricciardo.
Fazendo seu último Grande Prêmio do Brasil, Felipe Massa fez uma corrida excelente, dentro das limitações de seu Williams FW40. O brasileiro largou em nono e pulou para quinto no primeiro giro. Porém, acabou não resistindo à força da Red Bull de Daniel Ricciardo e da Mercedes de Lewis Hamilton e acabou ficando em sétimo, segurando pressão de Fernando Alonso, da McLaren.
Isso também faz com que vá aos 42 pontos no campeonato e ultrapasse seu companheiro de equipe, Lance Stroll. FORMULA I
No final, sentiu todo o carinho da torcida ao parar seu carro nos boxes. No rápido contato que teve com a imprensa brasileira após a corrida, o piloto da Williams celebrou o que ele chamou de “prova perfeita”.
“Estou muito orgulhoso da corrida que fiz. Foi tudo perfeito. O ritmo foi perfeito. Tudo aconteceu do jeito que deveria. Para mim, foi como uma vitória. Depois, ainda pude sentir o amor dessa torcida maravilhosa. Foi algo que nunca vou esquecer. Valeu a pena ter corrido mais um ano para ter vivido o que vivi hoje”, ressaltou.
Após cruzar a linha de chegada, Massa desfilou com uma bandeira verde de um dos comissários e foi aplaudido de pé pela torcida em Interlagos.Ao chegar nos boxes, foi reverenciado por Fernando Alonso, seu ex-companheiro na Ferrari, com quem travou uma grande disputa, quase sem pneus, na última volta da prova.
Pelo rádio, ouviu ainda uma mensagem do filho Felipinho, de amolecer o coração do piloto mais frio: “Estou muito orgulhoso de você, pai. Apoiarei você para onde você for! Aliás, amei sua largada!”, disse o garoto de 7 anos.
Massa disse que não esperava a mensagem. “Quebrou o pai completamente. A corrida em si já tinha quebrado. Mas isso quebrou mais ainda” – ressaltou Massa, que foi muito assediado pelos jornalistas após a prova.
Na “despedida” do ano passado, ele não chegou a completar a prova. Abandonou após sofrer um acidente. “No ano passado, tive todo o carinho do torcedor, mas não tive o resultado. Mas desta vez foi tudo incrível. Foi um desfecho com chave de ouro”, concluiu.
A última corrida do ano acontece em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, dia 26 de novembro.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA