Fórmula 1: Em dia de vitória de Verstappen, Hamilton leva o título no México

399
Piloto holandês Max Verstappen vibra com vitória no GP do México

E. Cortez
Olá amigos! Não foi exatamente como ele havia planejado, mas, mesmo fora do pódio, Lewis Hamilton sagrou-se tetracampeão da Fórmula 1 domingo, no Grande Prêmio do México. O inglês chocou-se com Sebastian Vettel na primeira volta, e ambos tiveram que realizar uma prova de recuperação em busca de suas pretensões na temporada. Com isso, o piloto da Mercedes terminou em nono mas garantiu o título, já que Vettel acabou em quarto, posição insuficiente para tentar um milagre nas duas últimas corridas do ano, no Brasil e Emirados Árabes.
A conquista torna Hamilton o britânico mais vitorioso da história da categoria. Com quatro campeonatos, ele deixou para trás Jackie Stewart e se tornou o único do país com essa quantidade de títulos. Além de Stewart, Hamilton superou Jack Brabham, Niki Lauda, Nelson Piquet e, especialmente, o ídolo Ayrton Senna. Agora, o piloto da Mercedes está no mesmo patamar de Alain Prost e Sebastian Vettel, a um título do argentino Juan Manuel Fangio -segundo maior vencedor da história.
Vitória de Verstappen – O holandês Max Verstappen, que largou em segundo, liderou a prova de ponta a ponta e conquistou sua segunda vitória na temporada. Valtteri Bottas foi o segundo colocado, enquanto Kimi Raikkonen fechou o pódio, terminando a prova na terceira colocação.
O piloto do Brasil, Felipe Massa, chegou apenas na 11ª posição, em uma disputa que chegou a ocupar o sexto lugar. Nesta segunda-feira, o brasileiro não escondeu o descontentamento com o desempenho no percurso e justificou a má colocação, atribuindo a queda de rendimento no GP a um problema em um dos pneus do carro da Williams.

Terremoto – Na 19ª volta do GP, os torcedores mexicanos presentes no Autódromo Hermanos Rodríguez realizaram uma homenagem às vítimas do terremoto que atingiu o país no último dia 19 de setembro. De magnitude 7.1 na escala Richter, o desastre natural matou 370 pessoas e deixou mais de 6 mil feridas. Em memória aos mortos e solidariedade aos feridos, o público presente na corrida ficou de pé ergueu o punho direito.
Para cumprir tabela, os pilotos voltam à pista no dia 12 de novembro para o GP do Brasil, em Interlagos, com largada às 14 horas.

Piloto holandês Max Verstappen vibra com vitória no GP do México

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA