Fórmula 1: Hamilton só precisa de um quinto lugar no México para levar o título

390

E. Cortez
Olá amigos! A temporada da Fórmula 1 está chegando ao final, mas as emoções não param. E Lewis Hamilton tem no GP do México deste fim de semana a segunda oportunidade de conquistar o título mundial de Pilotos de Fórmula 1.
Depois de o inglês da Mercedes ter vencido nos Estados Unidos e Sebastian Vettel ter sido segundo, ele só precisa de um quinto lugar no Hermanos Rodriguez para garantir vantagem suficiente sobre o alemão da Ferrari e sagra-se campeão – ou, no caso, tetracampeão (ficando as provas no Brasil e Abu Dhabi apenas para cumprir calendário).
Como a modéstia não faz parte de seu vocabulário, aqui no México Hamilton já propagou aos quatro ventos que não se contenta com pouco: correrá para vencer a corrida.
“É verdade que só preciso terminar em quinto. Mas pensei comigo mesmo: ‘como eu me sentiria se chegasse em quinto e ganhasse o título mundial?’ Eu não me sentiria bem”, comentou o britânico em entrevista coletiva na quinta-feira. “Eu quero vencer. Não estou aqui para nada além do que ser o número 1″, afirmou.
Se tudo vai bem para o lado do britânico, por outro a STR confirmou Brendon Hartley e Pierre Gasly para este GP do México, deixando incerto o futuro de Daniil Kvyat na F1. E essa será a dupla do time italiano para o resto da temporada 2017. Isso porque o consultor da RBR, e responsável pelo programa de jovens pilotos, Helmut Marko, afirmou que o russo não guiará mais para a marca de energéticos na Fórmula 1. Apesar da decisão de demitir Kvyat, o dirigente austríaco não confirma a formação do time para 2018.
O GP do México terá horários semelhantes ao dos Estados Unidos, com as luzes vermelhas se apagando às 17h, horário de Brasília. Mais uma vez a TV brasileira aberta não transmitirá a prova.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA