Estados Unidos – Pigeon Forge: beleza aos pés das Great Smoky Mountains

510
Analisando um pouco mais, podemos encontrar a definição ideal: Pigeon Forge é uma cidade resort, onde tudo é atração turística

E. Cortez

Pigeon Forge é uma das poucas cidades do Tennessee que não tem letras duplicadas em seu nome. Quando se chega aqui, a primeira impressão é de uma cidade que parou no tempo, mas suas atrações podem ser consideradas modernas. E há muito o que se fazer aqui.
Analisando um pouco mais, podemos encontrar a definição ideal: Pigeon Forge é uma cidade resort, onde tudo é atração turística.
Com pouco mais de 6 mil habitantes, atrai cerca de 11 milhões de visitantes por ano, e é um dos melhores pontos de partida para as Great Smoky Mountains, o parque nacional mais visitado dos EUA. Seu nome vem da enorme quantidade de pombos (pigeon) que havia ali e de uma antiga metalúrgica (forge) do século 19.
Ao passear pela cidade, você se sentirá no meio de um daqueles filmes americanos da Sessão da Tarde. Atrações temáticas por todo lado, um centrinho histórico charmoso, uma roda gigante (bem moderna) e um parque nacional para completar o ambiente.
Ao mesmo tempo é uma sensação estranha e muito interessante estar aqui. Pigeon Forge não é o tipo de cidade que turistas brasileiros pensariam em visitar, mas certamente agrada àqueles que procuram algo diferente das já manjadas Miami e Orlando.
No caso das Great Smoky Mountain , vale lembrar que as montanhas fazem parte dos Apalaches, a mais antiga cordilheira do continente que se estende desde Quebec, no Canadá, até o Alabama.
No parque há mais tipos de árvores que em toda Europa, além de diversas espécies de salamandras e aproximadamente 1500 ursos negros.Um dos grandes eventos que acontecem nas montanhas é o “Synchronous Fireflies” (final de maio / início de junho) quando, na época do acasalamento, milhares de vaga-lumes piscam ao mesmo tempo em sincronia.
A alta temporada em Pigeon Forge é durante os meses de junho, julho e outubro, quando mais de 50 mil pessoas passam por aqui todo dia. A cidade é uma parada ideal e estratégica para quem está fazendo um roteiro pelo sul dos Estados Unidos.
Em dois dias é possível ver muita coisa, mas podemos afirmar sem sombra de dúvidas que ainda é muito pouco. Seria preciso uma semana para aproveitar tudo que a cidade tem a oferecer.
Como são muitas as atividades, a melhor maneira de começar o dia é com um típico café da manhã no Historic Old Mill and Restaurant na Old Mill Square. O local tem sua relevância histórica por ter sido um núcleo da resistência Yankee contra os confederados durante a Guerra Civil.
Vale a pena aproveitar e visitar as instalações do moinho, que tem fabricado farinha de milho de forma tradicional por décadas. Lá perto também vale uma visita à Old Forge Distillery, uma destilaria que produz uma ampla gama de bebidas, inclusive o Monnshine, a bebida típica da região.Aproveite para degustar e aprender mais sobre a maneira de produzir destilados.
Na região conhecida como The Island você encontrará inúmeras atrações e opções de gastronomia, para todas as idades, desde restaurantes de rede até comida típica local. Será impossível não encontrar opções que agradem a todos.
As crianças irão se divertir com trenzinhos e fontes, mas não deixe de dar uma volta na roda gigantes instalada no local, a The Great Smoky Mountain Wheel, de onde você poderá apreciar não apenas toda a cidade, mas as montanhas em seu entorno onde fica o parque nacional.
Aproveite para jantar e assistir a um show típico local no Lumberjack Feud, onde duas equipes representam duas famílias que competem em uma divertida prova de lenhadores, tudo isso alegrado ao som de música típica.

ESTADOS UNIDOS (3) eua 592 ESTADOS UNIDOS (1)

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA