Tarifa de R$ 0,85 paga em moedas por 30 minutos na Área Azul ganha força através do Legislativo

Aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal, na sessão ordinária da última segunda-feira, 25, Requerimento 2721/17, de autoria do vereador Ney Paiva (DEM), está alinhado com as solicitações feitas pelos usuários do estacionamento rotativo mais conhecido como Área Azul.
Principal reivindicação dos motoristas, a tarifa de R$ 0,85 paga com moeda através dos parquímetros foi defendida pelo parlamentar no Plenário. Ao justificar a sua fala, Ney Paiva observa que a fiscalização ocorre no período das 9 às 18h30. “Usuários do sistema reclamam que a partir das 18 horas pagam a tarifa de R$ 1,70, que equivale à uma hora de estacionamento, porém, o vencimento do bilhete ocorre somente no dia seguinte às 9h30”, assinalou o parlamentar. “As pessoas não querem pagar pelo o que não vão utilizar”, acrescentou Ney Paiva ao defender a nova tarifa.TARIFA DE R (1)
Atualmente, a tarifa de 30 minutos é possível somente no pagamento via cartão da Hora Park. Para o vereador, por tratar-se de um serviço público, as pessoas precisam ter acesso a esta tarifa reduzida com pagamentos feitos com moedas. “As pessoas não podem ser obrigadas a adquirir o cartão. Do jeito que o sistema funciona, o usuário não tem opção”, afirmou o parlamentar na sessão ordinária.
No mesmo requerimento, Ney Paiva solicita as seguintes informações: Quantas vagas de estacionamento rotativo há atualmente em Rio Claro?; Quantos parquímetros estão instalados e em funcionamento?. No mesmo documento legislativo, o parlamentar solicita que se não houver possibilidade de atender as solicitações que a empresa responsável exponha os motivos.
Em contato com Ney Paiva, usuários do sistema reclamam do valor da multa: R$ 195,23 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habitação, a CNH. “Tenho a certeza de que a empresa responsável pelo serviço vai avaliar a situação e criar esta nova tarifa para quem utiliza moedas. O cliente, no caso os motoristas, precisa de atenção. Estamos em um país democrático”, finalizou o vereador que segue no aguardo da resposta do requerimento.

Rio Claro abre Semana do Idoso na segunda-feira

A 35ª edição da Semana do Idoso, em Rio Claro, terá início na segunda-feira (2). Atividade marcada para as 9 horas, na Praça da Liberdade, abrirá a programação, que segue com atividades até quinta-feira (5).
“Os idosos têm muito a contribuir para a sociedade, é preciso valorizar sua experiência e incentivar sua participação em atividades que promovam o desenvolvimento da cidade”, destaca Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade.
“O envelhecimento da população pede a participação de todos no debate relacionado à implantação de políticas públicas que atendam os idosos”, observa o prefeito Juninho.
No decorrer da semana várias atividades serão realizadas, visando o lazer e entretenimento e também incentivando reflexão sobre a importância do idoso no contexto social. Na terça-feira (3), será realizado festival de dança, às 14 horas, no Centro Cultural. Também na terça, a palestra “Velhice… uma nova paisagem” será ministrada às 19h30 no Class Hotel. O Baile da Semana do Idoso será na quarta-feira (4), às 14 horas, no Grupo Ginástico. Para encerrar a programação, será realizado bingo beneficente na quinta-feira (5), às 14 horas na Philarmônica Rioclarense.RIO CLARO ABRE SEMANA DO IDOSOS NA SEGUNDA (2)
A Semana do Idoso é realizada pela prefeitura, por intermédio do Fundo Social, com o apoio do Class Hotel, Grupo Ginástico Rioclarense e Unimed Rio Claro.

Rio Claro participa de encontro sobre Classificação de Funcionalidade e Saúde

Rio Claro participou nesta semana do encontro sobre Classificação Internacional de Funcionalidade e Saúde (CIF), realizado em Osasco. “É fundamental para o município fazer parte dos debates que englobam a situação das pessoas com deficiência”, comenta Paulo Meyer, da assessoria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, vinculada à Secretaria Municipal de Cultura. A CIF estabelece os parâmetros para avaliação das condições de saúde e funcionalidade das pessoas, doentes ou não. Além disso, identifica fatores ambientais e pessoais que favorecem a qualidade de vida da população. Ou seja, vai além da Classificação Internacional de Doenças (CID), sendo referência complementar.
De acordo com Meyer, a prefeitura vem trabalhando junto com o Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência com o intuito de fomentar o respeito a essa faixa da população. “Estamos abordando o assunto na perspectiva da legalidade e também no aspecto sócio-cultural, das práticas do dia a dia, como trabalho, lazer e outros”, comenta.
Para o analista de Políticas Públicas da prefeitura, Vilson Andrade, o debate em Osasco deixou clara a importância da utilização da CIF de forma transversal e intersetorial na prefeitura. “É uma ferramenta que contribui muito em diferentes áreas como saúde, educação, desenvolvimento social e na implantação e desenvolvimento de políticas públicas”, explica.
A coordenadora de Educação Especial da prefeitura de Rio Claro, Simara Pereira da Mata, que também esteve presente ao debate, afirma que “a CIF permite ampliar a compreensão do estudante ao qual a Educação Especial se dedica, dando mais subsídios para se discutir a Educação Inclusiva, o acesso aos espaços da escola, remoção de barreiras e outros temas”.
A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Rio Claro, Sonia Carrocine, também esteve presente à atividade. “Esses encontros são essenciais pela discussão em si e pela troca de experiências”, ressalta.

 Prefeitura rompe contrato com empresa que cuidava do canil

A prefeitura de Rio Claro rompeu o contrato com a empresa de serviços veterinários para recolha, atendimento e tratamento de animais domésticos de pequeno e médio porte. O documento que oficializa o encerramento do contrato foi assinado na quinta-feira (27) e está sendo publicado no Diário Oficial do Município desta semana. O Diário Oficial do Estado também publica o documento.
O procurador geral do município, Rodrigo Ragghiante, explica que a rescisão não encerra o processo administrativo aberto pela prefeitura para averiguar a denúncia de maus tratos no canil municipal.
Tão logo tomou conhecimento da denúncia, o prefeito Juninho, determinou a abertura de sindicância para a apuração de eventual responsabilidade de servidores públicos. “Não admito, não tolero e não aceito qualquer tipo de maus tratos contra pessoas ou animais”, afirmou o prefeito.
Com a rescisão do contrato, inicialmente os serviços no canil municipal e de atendimento aos animais passam a ser feitos pela própria administração municipal.

 Unidades de saúde de RC terão horário  especial para exames no Outubro Rosa

Ao longo da próxima semana haverá atividades em Rio Claro dedicadas ao Outubro Rosa, campanha de conscientização às mulheres sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. A rede de atenção básica de saúde da prefeitura de Rio Claro tem atividades especiais gratuitas a partir de segunda-feira (2).
As Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Wenzel, da Avenida 29, do Cervezão e da Vila Cristina realizarão até a sexta-feira (6), das 16 às 19 horas, coleta de exame de Papanicolau e exame preventivo de mamas.
Os endereços e telefones dessas UBSs podem ser conferidos pelo site da Fundação de Saúde no endereçohttp://www.saude-rioclaro.org.br/enderecos.htm
Serão atendidas usuárias em livre demanda e as agendadas previamente.
No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas. Um dos motivos é que a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados.
O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres; se diagnosticado e tratado oportunamente, as chances de cura são elevadas.
De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), em 2016 ocorreram 57.960 casos de câncer de mama entre mulheres no Brasil. Esse é o segundo tipo de tumor maligno mais incidente entre as brasileiras, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. O câncer de mama também pode afetar homens, embora os casos sejam considerados raros.
A doença não apresenta sintomas em sua fase inicial, por isso é tão difícil detectá-la precocemente. Vale lembrar que quanto antes o câncer é identificado, mais altas são as taxas de sucesso no tratamento.
Para a prevenção, é necessário que as mulheres pratiquem o autoexame e, entre os 50 e 69 anos, façam a mamografia a cada dois anos, segundo a recomendação do Inca e do Ministério da Saúde. Já entidades como a Sociedade Brasileira de Mastologia recomendam que o exame de mamografia seja feito em mulheres a partir de 40 anos e com periodicidade anual.

“Brincando no Lago” promete diversão no Dia das Crianças

A atividade é uma parceria entre a prefeitura de Rio Claro, por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur) e a rádio Clube FM. O Fundo Social de Solidariedade também participa da ação. Haverá brinquedos infláveis, atividades recreativas, distribuição de pipoca, algodão doce, cachorro-quente, apresentações musicais, sorteio de brindes e muito mais. A entrada será gratuita.
De acordo com o titular da Setur, Ronald Teixeira Penteado, a ação solidária visa comemorar o Dia das Crianças com muitas brincadeiras ao ar livre destacando também o fortalecimento de vínculos familiares e socialização entre as crianças. “Vamos levar às crianças um dia especial com muita alegria, brincadeiras, pipoca e cachorro-quente. A idéia é que se divirtam, com um dia diferenciado, para comemorar a data dedicada a elas”, salienta.BRINCANDO NO LAGO
A atividade reunirá no espaço brinquedos infláveis como piscina de bolinhas, cama elástica, tobogã e pula-pula, além de oficina de pintura e desenho, atividades esportivas, zumba kids e presença do palhaço Bibi, que faz a festa da criançada. “É um espaço voltado para as famílias e nada mais justo que, neste dia especial, receber as crianças nesse importante espaço de lazer que é o Lago Azul”, afirma o secretário.

Ajapi deve receber ambulância para atender os moradores

Na última quinta-feira, 28, o parlamentar esteve em São Paulo, acompanhado secretário municipal de Esporte e Turismo (Setur) Ronald Penteado, onde reuniu-se com o secretário parlamentar Augusto Diniz Junior do deputado federal Guilherme Mussi (PP). “No encontro, entreguei ofício através do qual solicito ao deputado que interceda em Brasília junto ao Ministério da Saúde para que Rio Claro possa receber uma ambulância”, comenta o vereador. “O veículo é de suma importância para o atendimento de nossos munícipes e hoje estamos necessitando muito para agilizar o transporte de pacientes que passam pelo Posto de Saúde da Família (PSF) e são encaminhados aos Prontos Socorros. Muitas dessas pessoas utilizam transporte particular e outras enfrentam dificuldades por não dispor de veículos próprios”, pontuou La Torre.
Diniz Junior, ao receber o ofício, fez o encaminhamento para o gabinete do deputado Mussi em Brasília e destacou a iniciativa do vereador de Rio Claro. “Trata-se de uma justa reivindicação já que na área da saúde o socorro muitas vezes precisa ser imediato. A solicitação será levada para o Ministério da Saúde”, confirmou.

Estados Unidos – Pigeon Forge: beleza aos pés das Great Smoky Mountains

E. Cortez

Pigeon Forge é uma das poucas cidades do Tennessee que não tem letras duplicadas em seu nome. Quando se chega aqui, a primeira impressão é de uma cidade que parou no tempo, mas suas atrações podem ser consideradas modernas. E há muito o que se fazer aqui.
Analisando um pouco mais, podemos encontrar a definição ideal: Pigeon Forge é uma cidade resort, onde tudo é atração turística.
Com pouco mais de 6 mil habitantes, atrai cerca de 11 milhões de visitantes por ano, e é um dos melhores pontos de partida para as Great Smoky Mountains, o parque nacional mais visitado dos EUA. Seu nome vem da enorme quantidade de pombos (pigeon) que havia ali e de uma antiga metalúrgica (forge) do século 19.
Ao passear pela cidade, você se sentirá no meio de um daqueles filmes americanos da Sessão da Tarde. Atrações temáticas por todo lado, um centrinho histórico charmoso, uma roda gigante (bem moderna) e um parque nacional para completar o ambiente.
Ao mesmo tempo é uma sensação estranha e muito interessante estar aqui. Pigeon Forge não é o tipo de cidade que turistas brasileiros pensariam em visitar, mas certamente agrada àqueles que procuram algo diferente das já manjadas Miami e Orlando.
No caso das Great Smoky Mountain , vale lembrar que as montanhas fazem parte dos Apalaches, a mais antiga cordilheira do continente que se estende desde Quebec, no Canadá, até o Alabama.
No parque há mais tipos de árvores que em toda Europa, além de diversas espécies de salamandras e aproximadamente 1500 ursos negros.Um dos grandes eventos que acontecem nas montanhas é o “Synchronous Fireflies” (final de maio / início de junho) quando, na época do acasalamento, milhares de vaga-lumes piscam ao mesmo tempo em sincronia.
A alta temporada em Pigeon Forge é durante os meses de junho, julho e outubro, quando mais de 50 mil pessoas passam por aqui todo dia. A cidade é uma parada ideal e estratégica para quem está fazendo um roteiro pelo sul dos Estados Unidos.
Em dois dias é possível ver muita coisa, mas podemos afirmar sem sombra de dúvidas que ainda é muito pouco. Seria preciso uma semana para aproveitar tudo que a cidade tem a oferecer.
Como são muitas as atividades, a melhor maneira de começar o dia é com um típico café da manhã no Historic Old Mill and Restaurant na Old Mill Square. O local tem sua relevância histórica por ter sido um núcleo da resistência Yankee contra os confederados durante a Guerra Civil.
Vale a pena aproveitar e visitar as instalações do moinho, que tem fabricado farinha de milho de forma tradicional por décadas. Lá perto também vale uma visita à Old Forge Distillery, uma destilaria que produz uma ampla gama de bebidas, inclusive o Monnshine, a bebida típica da região.Aproveite para degustar e aprender mais sobre a maneira de produzir destilados.
Na região conhecida como The Island você encontrará inúmeras atrações e opções de gastronomia, para todas as idades, desde restaurantes de rede até comida típica local. Será impossível não encontrar opções que agradem a todos.
As crianças irão se divertir com trenzinhos e fontes, mas não deixe de dar uma volta na roda gigantes instalada no local, a The Great Smoky Mountain Wheel, de onde você poderá apreciar não apenas toda a cidade, mas as montanhas em seu entorno onde fica o parque nacional.
Aproveite para jantar e assistir a um show típico local no Lumberjack Feud, onde duas equipes representam duas famílias que competem em uma divertida prova de lenhadores, tudo isso alegrado ao som de música típica.

ESTADOS UNIDOS (3) eua 592 ESTADOS UNIDOS (1)

Dor nas costas: tratamentos e causas

O que é Dor nas costas?
A dor nas costas é um sintoma que está entre as queixas mais comuns do dia a dia da população. Estima-se que todas as pessoas terão pelo menos um episódio de dor nas costas na vida. Esta dor pode ser leve ou intensa, rápida ou constante. Existem várias causas, fatores de risco e formas de prevenção para a dor nas costas. A dor nas costas pode originar na coluna vertebral, músculos, nervos ou a partir de outras estruturas na região. Ela também pode ter origem em outros órgãos e se irradiar para as costas, como: cólica renal ou ovariana, infecções, infarto do miocárdio e outros problemas.

Causas
Entre as principais causas de dor nas costas estão:
* Exercícios praticados de maneira errada ou com carga muito alta
* Má postura
* Sedentarismo
* Hérnia de disco
* Ciática
* Artrose
* Lombalgia
* Dorsalgia
* Espondilite anquilosante
* Espondilolistese
* Alterações na coluna como lordose, escoliose e cifose
* Estenose espinhal
* Aneurisma na aorta
* Síndromes de dor músculo-esquelética, como fibromialgia ou polimialgia
* Infecções dos ossos da coluna vertebral como osteomielite
* Quedas
* Estresse

Muitos distúrbios intra-abdominais também podem causar dor irradiada nas costas, entre eles:
* Apendicite
* Cálculo renal
* Pedra na vesícula
* Infecções da bexiga
* Endometriose
* Câncer de ovário
* Cistos ovarianos
* Torção testicular
diagnóstico e exames

Buscando ajuda médica
É importante procurar ajuda médica para descobrir a causa da dor e seguir com o tratamento indicado pelo médico. Ao chegar à consulta, o médico fará uma série de perguntas sobre a área das costas que está doendo, seus hábitos alimentares, as atividades físicas que pratica, além de pedir informações sobre o seu trabalho e ritmo de sono.

Na consulta médica
Dentre os especialistas que você pode consultar para encontrar a razão da sua dor nas costas estão:
Durante a consulta, você deve responder perguntas de seu médico sobre a sua dor nas costas, incluindo a frequência da dor, localização e intensidade. Entre as perguntas que seu médico pode fazer na consulta para descobrir a causa da sua dor nas costas, estão:
* Ortopedista
* Reumatologista
* Clínico geral

O médico provavelmente fará uma série de perguntas para descobrir a causa da sua dor nas costas, tais como:
* A sua dor é de apenas um lado ou ambos os lados?
* Como é a dor que está sentido? É cortante, latejante, ela queima?
* Esta é a primeira vez que teve dor nas costas?
* Quando a dor começou? Ela começou de repente?
* Você sofreu algum acidente recentemente?
* O que você estava fazendo antes de iniciar a dor? Você estava levantando pesos? Estava sentado ou dirigindo?
* Se você já teve dor nas costas antes, essa dor é semelhante ou diferente?
* Você sabe a causa de episódios anteriores de dor nas costas?
* Quanto tempo cada episódio de dor nas costas costuma durar?
* Você sente a dor em qualquer lugar que não seja no quadril, coxa, perna ou pé?
* Você tem alguma dormência ou formigamento?
* Há qualquer fraqueza ou perda de função em sua perna ou em outro lugar?
* O que piora a dor? Elevação, torção, em pé ou sentado por longos períodos de tempo?
* O que faz você se sentir melhor?
* Existem outros sintomas presentes? Perda de peso? Febre? Dificuldade de urinar? Mudança nos hábitos intestinais?

Diagnóstico de Dor nas costas
Durante o exame físico, o seu médico irá tentar identificar a localização da dor e descobrir como isso afeta o seu movimento. Ele pode solicitar que você sente, levante ou caminhe. O seu médico pode pedir para você tentar andar na ponta dos pés e, em seguida, sobre os calcanhares. Também vai pedir para você levantar as pernas para cima, enquanto está deitado. Se a dor é pior quando você faz isso, você pode ter dor ciática, especialmente se você também sentir dormência ou formigamento em uma de suas pernas.
Seu médico também vai mover suas pernas em diferentes posições, incluindo dobrar e esticar os joelhos. Ao mesmo tempo, o médico está avaliando sua força, bem como a sua capacidade de se mover.

SAIBA MAIS
* Descubra se sua dor tem origem inflamatória
Para testar a função do nervo, o médico irá usar um equipamento para verificar os seus reflexos. Também irá tocar suas pernas em muitos locais, com um pino, haste flexível (cotonete) ou outros objetos para testar o seu sistema nervoso sensorial. O seu médico irá perguntar se há áreas onde a sensação do pino, algodão, ou de penas incomoda.
O seu médico provavelmente não irá pedir todos os exames durante a primeira consulta. No entanto, se você tiver algum dos sintomas ou circunstâncias abaixo, ele pode pedir exames de imagem mesmo nesta primeira consulta:
* Dor que já dura mais de um mês
* Tontura
* Fraqueza muscular
* Acidente ou lesão
* Febre
* Se você tiver mais de 65 anos
* Se você já teve câncer ou têm um forte histórico familiar de câncer
* Perda de peso não intencional
Nestes casos, o médico está à procura de um tumor, infecção, fratura ou desordem nervosa grave. Os sintomas acima são indícios de que uma destas condições podem estar presentes. (fonte – Minha Vida)

Leite materno

Os dados mundiais sobre a amamentação exclusiva de leite até os primeiros 6 meses de um bebê são preocupantes, já que a média permanece em torno dos 30%.
De acordo com um relatório sobre amamentação no Brasil realizado recentemente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) foi divulgado um resultado que não é satisfatório, pois dentre todos os bebês com até 5 meses de vida, nascidos no Brasil, apenas 38,6% alimentam-se, unicamente, de leite materno. Essa porcentagem pode ser considerada inadequada, mas se comparada com os resultados de outros países esse número é avaliado como elevado. Os dados mundiais sobre a amamentação exclusiva de leite até os primeiros 6 meses de um bebê são preocupantes, já que a média permanece em torno dos 30%.

A partir de muitos estudos, o UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a OMS anunciaram que é fundamental nos 6 primeiros meses de vida de um bebê ocorrer aleitamento exclusivo, e após esse período inicial, deve iniciar a alimentação combinada de outros alimentos que contribua na complementação do leite materno. A amamentação deve ser realizada a partir da primeira hora após o nascimento, e continuar até, aproximadamente, os 2 anos. É imprescindível seguir essas recomendações, já que esse é o primeiro passo para o crescimento saudável da criança. De acordo com o relatório desenvolvido pela OMS, o índice de amamentação no Brasil até o primeiro ano do bebê apresenta uma melhora subindo para 47%, entretanto, apenas 26% das mães amamentam seus filhos até os recomendados 2 anos de vida.

Há muitas organizações que se preocupam e realizam diversos estudos sobre a amamentação no Brasil, pois é necessário diminuir cada vez mais o índice de morte prematura. Havendo um aleitamento correto, os bebês ficarão fortes com os nutrientes e anticorpos advindos do leite, e em vez de estarem fragilizados, propensos a adquirirem pneumonia e desenvolverem diarreia, que são as causas de morte mais frequentes em bebês, o leite materno proporciona saúde e oferece desenvolvimento físico e cognitivo.

Em média, o período de aleitamento exclusivo que devia durar 6 meses, acaba sendo de quase 2 meses, apenas. E o período inteiro de amamentação ideal de 2 anos, não atinge nem 1 ano completo. Esses números revelam um fato muito recorrente no século 21: as mulheres estão tendo que dividir sua vida, assumindo diversos papeis na sociedade, e entre muitos, por exemplo, o de ser mãe e o de desempenhar uma profissão. Neste caso, se a mulher enfrentar um ambiente de trabalho estressante e desgastante, isso pode afetar a produção de leite, correndo o risco de diminuir a lactação a ponto de secar em um momento crucial para o aleitamento do bebê. Outra situação muito debatida é o período ideal de licença maternidade; geralmente, as mães têm o direito a 120 dias, ou seja, 4 meses, porém se o recomendado é que o bebê seja amamentado por 6 meses, a conta não fecha, e a mãe é obrigada a voltar para o trabalho meses antes, tendo muita dificuldade para amamentar seu filho com uma frequência similar ao período da licença maternidade.

Neste momento de aleitamento e de primeiros contatos com o recém-nascido, há muitas dificuldades e barreiras a serem superadas. Assim, há uma grande variedade de acessórios de bebê que auxiliam no bem-estar da família, como o protetor para seios, a bomba manual de mama, o copo de treinamento, entre outros itens que podem ser encontrados em sites como o TulipaBaby. O ambiente em que mãe e filho vão estar em sintonia no momento da amamentação também deve ser levado em conta e precisa ser agradável para ambos, oferecendo conforto e tranquilidade. Existe no mercado muitas opções de enxoval para bebê e móveis feitos especialmente para este momento, tornando o ambiente aconchegante e se configurando em um quarto de bebê completo que atende a todas as necessidades. (fonte – Agência Dino)

Alunos do Centro Universitário Senac assumem o comando do Grande Hotel Campos do Jordão

Prova acontece em 3/12

A 6ª edição do Desafio Senac: Alunos no Comando acontecerá de 6 a 8 de outubro, quando 93 universitários assumirão a gestão do Grande Hotel Campos do Jordão – hotel-escola Senac, sendo 12 gestores, cada um deles responsável por gerir a sua equipe operacional, formada por mais 81 estudantes, nos departamentos de hospedagem, governança, alimentos e bebidas, eventos, lazer e vendas.

Ao assumir a gerência e operação de um hotel de luxo com todos os serviços da hotelaria tradicional, os estudantes das graduações Bacharelado em Hotelaria, Tecnologia em Hotelaria, Tecnologia em Eventos e Tecnologia em Gastronomia dos três campi do Centro Universitário Senac (Santo Amaro, na capital; Águas de São Pedro e Campos do Jordão, no interior) têm a oportunidade de desenvolver suas habilidades e competências de gestão e liderança, contribuindo para sua formação profissional.

O Centro Universitário Senac é a única instituição no Brasil que oferece esse tipo de formação e vivência, estimulando a discussão de temas da área de hospitalidade em profundidade, conferindo à instituição mais um diferencial na formação de profissionais.

Preparação – A seleção dos alunos que ocupam os cargos de gestão aconteceu logo no primeiro semestre. Para participar do processo, todos já deveriam ter participado de edições anteriores do Desafio Senac: Alunos no Comando. Os candidatos ainda passaram por entrevistas e dinâmicas de grupo com os gestores dos hotéis-escola Senac e professores do Centro Universitário. A partir dessa escolha, os alunos gestores escolheram a equipe que atuará com eles nas respectivas áreas, assumindo todo o processo seletivo e de recursos humanos.

Desde abril, os universitários estão responsáveis por planejar, organizar e operacionalizar a hospedagem, operação de alimentos e bebidas, a programação de lazer, os workshops para hóspedes e a organização de brunch palestra para convidados durante o fim de semana.

“Referência na formação de profissionais da hospitalidade, o Centro Universitário Senac procura estimular a formação empreendedora e autônoma, por meio de ações educacionais inovadoras como essa. A grande meta dos alunos é, justamente, atender os hóspedes com a tradicional excelência do Grande Hotel Campos do Jordão, inovando na programação e mostrando aos clientes que estão prontos para o mercado de trabalho”, explica a Sandra Maia, professora de hotelaria e coordenadora do Desafio Senac: Alunos no Comando.

Para esta edição, a gerente geral do hotel-escola será Isabela Dimes Vicente, aluna do 8º semestre do Bacharelado em Hotelaria, que já atuou nas três últimas edições: foi assistente de alimentos e bebidas, em 2016; mordomo, em 2015; e monitora de lazer, em 2014. Neste ano, participa da 6ª edição do Desafio Senac: Alunos no Comando, acrescentando mais esta importante vivência à sua trajetória profissional: “É uma oportunidade única e valiosa poder participar de cada detalhe do planejamento e gestão deste evento pioneiro. Colocamos em prática tudo aquilo que aprendemos em sala de aula e sonhamos juntos, para que tudo aconteça com a excelência que nos foi ensinado”, avalia.
Para conferir mais informações sobre cursos e inscrições para o Vestibular 2018, acesse o Portal Senac.

O 58º Encontro Nacional dos Detrans, em SP termina com debate sobre formação de condutores

Em seu segundo e último dia, o 58º Encontro Nacional dos Detrans priorizou em seus debates, nessa sexta-feira (29/9), o processo de formação dos condutores no país.
O evento, realizado desta vez na capital paulista, é promovido pela Associação Nacional do Detrans (AND) para discutir temas ligados aos órgãos e à gestão do trânsito no Brasil. Além de dirigentes e técnicos de todos os 27 Detrans do país, participaram das discussões, pela primeira vez, representantes de entidades das autoescolas, como a Federação Nacional das Autoescolas e Centros de Formação de Condutores (Feneauto) e sindicatos estaduais.
O diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), Maxwell Vieira, apontou a importância da formação dos futuros condutores para a promoção de um trânsito mais seguro. “É tão essencial que virou tema de uma campanha educativa do Detran.SP, voltada para mostrar aos candidatos à carteira de habilitação que é importante cumprir todas as etapas do processo”, afirmou Vieira.
Outro ponto destacado pelo diretor-presidente foi o trabalho regular desempenhado pelo Detran.SP na fiscalização de parceiros, visando coibir falhas e possíveis irregularidades.
Segundo o presidente da AND e diretor-presidente do Detran-AL, Antonio Carlos Gouveia, os debates dessa sexta-feira, além abordarem alterações em resoluções técnicas sobre a formação de condutores, definiram um posicionamento da associação, aderindo à posição do Detran.SP contra a proposta em debate no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para aumento da carga horária das aulas, medida que trará ônus para os candidatos à CNH.
“Houve ainda uma aproximação entre os diretores dos Detrans e as próprias autoescolas. Apesar de ter sido o 58º encontro da AND, foi a primeira vez em que se integrou os presidentes de sindicatos e da federação das autoescolas com todos os diretores dos Detrans, mostrando que o que nos une é muito mais do que o que nos separa”, afirmou Gouveia.

Dirigentes e técnicos dos Detrans participantes do 58º Encontro da AND
Dirigentes e técnicos dos Detrans participantes do 58º Encontro da AND

Para Maxwell Vieira, os dois dias do encontro resultaram em debates muito produtivos, com questões que podem auxiliar os Detrans a melhorarem suas ações. “Foi possível trocar experiências e alinhar posições sobre diversos temas para que a AND possa levá-las ao Denatran”, disse o diretor-presidente do Detran.SP.
Na quinta-feira (28/9), primeiro dia do evento, os debates focaram em temas como a segurança no trânsito, os 20 anos do Código Brasileiro de Trânsito (CTB), as placas do Mercosul e inspeção técnica veicular.

A inafastável presença do advogado nas audiências do CEJUSC vai virar lei!

Recentemente, os jornais publicaram a opinião de juízes da comarca de Rio Claro quanto a não necessidade da presença de advogados acompanhando as partes em audiências do CEJUSC (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania – CEJUSC, forma rápida e eficaz para solução de conflitos para as chamadas pequenas causas).
O argumento é o de que são causas de pequena complexidade e não precisariam da orientação de advogados para que as partes tivessem ampla compreensão do que estão postulando e acordando. Outro argumento é o de que a presença de advogados encareceria o custo de acesso à Justiça.
Ledo engano! Não há causas genericamente mais ou menos importantes. Todo direito do cidadão, por menor expressão financeira que o caracterize, merece ser tratado como algo sagrado, defensável ética e combativamente pelo advogado de confiança da parte.
O advogado, segunda a Constituição Federal, é indispensável à administração da Justiça, daí porque sua presença é inafastável em toda e qualquer controvérsia levada ao Judiciário. As restritíssimas legislações que permitem a atuação da parte desacompanhada de advogado trazem resultantes desastrosas. São inúmeros os casos em que o jurisdicionado se arrependeu do acordo que fez, porque desprovido, no momento da assinatura, da orientação de um profissional habilitado, que propiciasse ampla noção dos direitos e garantias em jogo.
O Presidente da OAB/SP, insistentemente, vem chamando a atenção para esse assunto tão importante para a cidadania. Em Rio Claro, o Presidente da OAB local defendeu os advogados recentemente e justificou que a presença do profissional da Advocacia, em toda e qualquer espécie de controvérsia, não importando o valor da causa, é imprescindível para que sejam asseguradas as garantias fundamentais previstas na Constituição Cidadão de 1988. Ou seja, somente a presença do advogado, profissional técnico bem preparado, em todo e qualquer embate envolvendo pessoas físicas e jurídicas, assegura o devido processo legal e a ampla defesa.
Não é corporativismo, mas sim proteção ao cidadão. Tanto é importante a presença do advogado que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira, dia 28, o Projeto de Lei 5.511/2016, que torna obrigatória a participação do advogado em solução consensual de conflitos, como conciliação e mediação realizadas em Juizados Especiais. De autoria do deputado José Mentor, acrescenta um parágrafo ao artigo 2º do Estatuto da OAB, Lei Federal 8.906/94, obrigando a participação do advogado na solução consensual de conflitos.
O projeto tramita em caráter conclusivo, e caso não haja recursos deverá seguir para análise do Senado.
De uma vez por todas, a Lei, se aprovada, trará tranquilidade às partes, assegurando a presença do advogado no acompanhamento de toda e qualquer causa, inclusive no CEJUSC, o que se consubstancia em efetiva e eficaz garantia aos direitos fundamentais do cidadão.
William Nagib Filho – Advogado.

Na política, a noite vira dia e vice versa…

Por Eduardo Sócrates Bergamaschi

Você, leitor, já percebeu que ultimamente, no mínimo, três vezes por semana a administração municipal solta uma informação sobre benfeitorias na iluminação pública em Rio Claro? É, eu acho que todos já perceberam!
Antes de surgir qualquer pensamento distorcido sobre o que estou escrevendo, quero dizer que não sou contra essas benfeitorias, muito pelo contrário parabenizo a administração municipal por ela.
Porém, é só para mostrarmos que na política o que era errado passa a ser certo de uma hora para outra. Depois nos trazem notícias e trabalhos como eles estivessem interessados única e exclusivamente na população.
Vejamos então esta história. Era o quadriênio 2013/2014 e um jovem vereador lutava incessantemente para derrubar aquilo que dizia ser desumano, errado, sem necessidade. E essa luta foi dura, sem no entanto conseguir derrubar a tal lei da taxa de iluminação.
Veio então a época pré-eleitoral e aquele vereador se transformou no candidato líder nas pesquisas para prefeito municipal de Rio Claro. A sua plataforma foi elaborada na “DERRUBADA” da lei que instituía a Taxa de Iluminação. Em nossos comentários nesse Diário, sempre colocávamos que ele não poderia fazer isso e que, portanto, aquilo era uma mentira.
Veio a eleição, a vitória e as promessas continuaram “vou acabar com a Taxa de Iluminação” é nós dizíamos “vai não”.
Existe uma preocupação muito grande com essa situação. Se enquanto candidato, o prefeito não sabia que “Não poderia acabar com a Taxa de Iluminação”, preocupa pela falta de conhecimento geral e pela má assessoria que tinha e que, por conseguinte tem.
Se ele sabia, preocupa também pela desonestidade e pela mentira (apesar de tudo, o que nunca duvidamos foi da honestidade do prefeito). Se sabia e continuou mentindo, também fez o povo, que “acreditou no novo”, de bobo. Coisa normal de político, aliás, achar, e ter razão, que o povo, em sua maioria, é, realmente, ingênuo demais em política.
Enfim, hoje, o prefeito é obrigado a se explicar em todas as vezes que se pronuncia em algum órgão de imprensa ou em conversas com a população, dizendo o que já dizíamos lá em julho de 2016: “não pode acabar com a taxa de iluminação, pois assim deixaria a cidade mais às escuras do que está”.
Estratégia política eleitoral?; Ingenuidade?; Mau assessoramento?. Não sei! O que eu sei é que a população, mais uma vez, caiu no conto.
E isso já vem acontecendo há décadas, pois na política o dia vira noite e a noite vira dia muito mais rápido do que se imagina.
E nós, população, ó…

Misturando bem, fica livre

Carlos Brickmann

É tudo muito simples: os petistas agora têm de falar mal de Palocci, falar bem de Maluf e defender Aécio. Os parlamentares do Centrão têm de falar bem de Temer e Aécio, dizer que não existe Quadrilhão, esquecer Maluf (as alas que hoje comandam o PP operaram sozinhas no Mensalão) e ignorar Palocci. Os tucanos falam bem e mal de Temer, esquecem Maluf, ignoram Palocci e defendem Aécio, que foi seu candidato à Presidência. Mas nem todos defendem Aécio: Alckmin, Serra, Fernando Henrique e Tasso Jereissati, os caciques do partido, mantêm-se em estrondoso silêncio.
Todos, petistas, tucanos das mais diversas alas (há aproximadamente uma ala por parlamentar), a turma do Quadrilhão, se aliaram em defesa da democracia deles, especialmente das normas que dificultam prisões. Onde já se viu, punir senadores só porque fizeram o que não deviam? E até onde isso vai, considerando-se que metade dos senadores está sendo investigada?
Suas Excelências descobriram que gritar “Fulano na cadeia” para fins eleitorais virou algo perigoso: o grito vira eco, vai e volta. Querem mudar. Só falta combinar com o Supremo. Mas aí tudo é mais suave: o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade, que os partidos propuseram em defesa dos parlamentares atingidos por decisões do Supremo, está marcado para breve, 11 de outubro. E a presidente do Supremo, ministra Carmen Lúcia, já disse que Supremo e Senado “estão na boa”. Estão na boa, pois.
O objetivo final
Como presidente do Supremo, Carmen Lúcia tem papel da maior importância. Frase sua: “O fim do Direito é a paz, a finalidade do Direito é a paz. Nós construímos a paz”. A paz, portanto, será construída.
Nem burros…
Há muitos anos, a deputada estadual paulista Conceição da Costa Neves, a temida rainha da Assembleia, dizendo a este repórter que os deputados eram o retrato do povo, exemplificou: “Na Assembleia há honestos e ladrões, estudiosos e ignorantes, preguiçosos e trabalhadores. Só não tem burro nem bobo, porque burro e bobo não conseguem chegar aqui”.
Todo esse comportamento de Suas Excelências, que nós consideramos esquisito, eles sabem que é mesmo esquisito. Burro e bobo não chegam ao Congresso. Eles têm motivo para agir assim; na verdade, motivos. Alguns querem livrar-se de problemas futuros com grades e tornozeleiras; outros só se preocupam em manter o padrão de vida, sem devoluções, sem multas.
…nem bobos
O fato é que não há partido importante livre de escândalos. Quem parece lutar por Aécio está é salvando Lula; quem diz que Lula não deveria passar por tantos problemas está lutando por Aécio – e todos, inclusive Renan Calheiros, que fez discursos oposicionistas, por Michel Temer, que sabe o que fazem aliados e adversários quando ninguém está olhando. Em cada caso, seguem a regra básica de sobrevivência congressual: “no meu, não”.
Do chão não passa
Michel Temer está a ponto de bater um recorde mundial: daqui a pouco, seu índice de aprovação poderá ser divulgado com nome por nome dos que o apoiam. Na última pesquisa Ibope, Temer está com 3%, menos da metade de Dilma na sua pior fase. E 77% acham seu Governo ruim ou péssimo.
Aliados já querem botar a culpa no pessoal de Comunicação, já que os bons resultados econômicos – um pouco menos de desemprego, uma leve alta no consumo, a tendência ao retorno do crescimento econômico, a forte baixa nos juros, a inflação em queda – não têm contribuído para evitar a má imagem de Temer e do Governo. O problema é que, no momento, os resultados econômicos teriam de ser fenomenais para elevar a popularidade do presidente. Na hora em que cada prisão é saudada antes que se saiba seu motivo, esperava-se que Temer limpasse a área, cortando despesas, combatendo privilégios, implantando austeridade. E ele assumiu com Jucá, Padilha, Moreira Franco, e apareceu conversando com Joesley – aquele que não resistiu e caguetou a si mesmo. Não há popularidade que aguente.
As tropas-ioiô
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, anunciaram a retirada das tropas que cercaram a Rocinha. Ambos dizem que houve significativos avanços para a paz na favela e que, “se necessário”, os militares podem voltar. Lembremos: o traficante-chefe da favela, Rogério 157, escapou do cerco. Como não será aceito em outros morros (cada um já tem seu traficante-chefe), nem se converterá a alguma religião contemplativa, tem mesmo é de voltar para a Rocinha. O chefão anterior, Nem, que comanda a guerra contra 157, tem seu quartel-general num presidio federal de segurança máxima, a milhares de quilômetros do Rio. Mas agora querem prendê-lo no Rio mesmo, pertinho da favela. Sairia mais barato manter as tropas na Rocinha, em vez de fazê-las ir e voltar.
COMENTE: carlos@brickmann.com.br
Twitter: @CarlosBrickmann

Fórmula 1: Na despedida do GP da Malásia na F1, Hamilton se prepara para reação de Vette

E. Cortez

 

Olá amigos! Tem gente que não gosta, é verdade, mas as corridas na madrugada sempre têm seu charme.  E vai ser assim não apenas neste fim de semana, com o GP da Malásia, mas também no próximo, quando acontece o GP do Japão.

Então prepare o café para se manter bem acordado, já que a corrida tem largada prevista para 4h da madrugada deste domingo. E por uma série de motivos, vale a pena acordar mais cedo ou esticar a noite para curtir o que promete ser mais uma prova empolgante da temporada, que entra na sua reta final com a realização desta etapa no continente asiático.

E tudo em clima de despedida, já que a Malásia recebe a F1 pela 19ª e última vez, com a previsão de muita chuva em Sepang, sobretudo no domingo, com o percentual chegando aos 80%.

E é promessa também de mais uma batalha imprevisível em meio ao confronto direto entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, com o piloto inglês ciente de que terá que administrar a vantagem, comprovar o favoritismo na pista e vencer pela oitava vez na temporada.

Uma das disputas que mais chama a atenção na F1 em 2017 diz respeito à busca pelo quinto lugar no Mundial de Construtores. Com a Force India isolada no quarto posto, sem ameaçar a Red Bull e tampouco sem ser ameaçada pelas outras, a Williams surge como a natural candidata a fechar o top-5. Contudo, o crescimento da Toro Rosso e, sobretudo, da Renault nas últimas etapas faz com que a vida da equipe de Felipe Massa não seja nada fácil.

Aliás vale lembrar que as próximas semanas vão definir o futuro de Felipe Massa não só na Williams, mas na F1 como um todo. Como está agora focada em se garantir no top-5 do Mundial de Construtores, a equipe britânica deixou claro que não tem pressa para definir o companheiro de equipe de Lance Stroll para 2018. Nos últimos dias, nomes como Robert Kubica, Paul di Resta e até Jolyon Palmer foram ligados ao cockpit que hoje é de Massa. O brasileiro, contudo, deixou claro que não se vê em outro lugar no ano que vem na F1. Caso não fique na Williams, Massa não vê chances para seguir no grid.

“Agora tenho de checar se vou ficar ou não”, declarou o brasileiro. “Ainda estou pensando, ainda estou conversando com a equipe para ver se eles me querem ou não. Preciso ter certeza de que talvez possa ter um ano melhor”, finalizou.

Prefeitura faz maior investimento em saúde dos últimos anos

De maio a agosto deste ano a prefeitura de Rio Claro investiu mais de R$ 88 milhões na Saúde, o equivalente a quase 30% da arrecadação municipal do segundo quadrimestre de 2017. É o maior investimento feito pela prefeitura nessa área nos últimos anos. Entre 2009 e 2016, por exemplo, o percentual de investimentos no segundo quadrimestre não ultrapassou a casa dos 25% da receita. Além disso, a porcentagem investida de maio a agosto deste ano é o dobro do que o município é obrigado a aplicar no setor, de acordo com lei federal que fixa a despesa municipal mínima na saúde em 15% da receita.
“Em nosso governo, o compromisso com a saúde saiu do discurso e ganhou ações concretas, pois investir em saúde é cuidar da população, com foco naqueles que mais necessitam”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.
Os números da saúde foram apresentados nesta semana em audiência pública de prestação de contas referente ao segundo quadrimestre de 2017. “Cada centavo do dinheiro público é precioso e deve ser utilizado com responsabilidade”, destaca o secretário de Saúde Djair Francisco. “Estamos nos desdobrando pela melhoria no atendimento e fundamentando nosso trabalho nos princípios da transparência, legalidade e impessoalidade na gestão dos recursos”, acrescenta. De acordo com o chefe de gabinete da Secretaria de Saúde, Antonio Archangelo, a melhoria na gestão da saúde tem reflexos diretos na organização financeira do setor. “Hoje a Fundação de Saúde tem honrado compromissos financeiros de maneira muito mais eficiente”, disse durante a audiência pública.
Para mudar o setor em Rio Claro a prefeitura criou o programa Mais Saúde, que inclui investimentos como a retomada das obras de seis unidades de saúde da família, o que deve ampliar em 30% o atendimento na rede de Atenção básica. Essas obras foram abandonadas na administração anterior. O município criou o programa Farmácia Todo Dia, que abre também aos finais de semana e feriados. Desde a semana passada está em funcionamento o Espaço Mais Saúde na Avenida Visconde do Rio Claro. É um complexo médico-hospitalar onde estão sendo realizados consultas, exames e cirurgias de baixa e média complexidades, com o objetivo de reduzir a fila de espera de 37 mil procedimentos. Muitos aguardam atendimento desde 2014.

Ponte do Nova Rio Claro ganha asfalto, iluminação e limpeza

O Jardim Nova Rio Claro está recebendo uma série de melhorias providenciadas pela prefeitura. Após serviços de limpeza e retirada do mato e instalação de iluminação pública, a ponte de acesso ao bairro ganhou novo pavimento e nessa sexta-feira (29) está recebendo calçadas para os pedestres.
Os moradores aprovaram os serviços realizados pela prefeitura. “Fazia uns quatro ou cinco anos que ninguém ligava pra gente. Agora está diferente, tem quem cuida da gente, se preocupando em fazer aquilo que precisamos”, comenta o Paulo Paiakan, morador do Nova Rio Claro há 20 anos.
O prefeito Juninho da Padaria, que acompanhou a execução dos serviços, lembra que quando era vereador fez várias solicitações, mas não foi atendido. “Agora, como prefeito, adotamos uma postura de atender não só a região central, mas principalmente os bairros mais distantes”, explica Juninho. Os acessos aos bairros Nova Veneza e Jardim das Palmeiras, por exemplo, também ganharam reforço na iluminação.
A camada de asfalto aplicada na ponte do Nova Rio Claro elimina as trepidações que incomodavam motoristas e passageiros ao passarem pelo local. “A ponte foi construída com placas pré-moldadas com um pequeno vão entre uma e outra, o que causou, ao longo do tempo, os intervalos entre as placa, uma vez que o asfalto se soltou”, informa o secretário municipal de Obras, Paulo Roberto de Lima. “Tem moradores que passam pela ponte umas dez vezes por dia e sofriam com este incômodo”, observa.
O acesso à ponte também ganhou sinalização de solo e algumas vias públicas do bairro estão em melhores condições de tráfego, pois a prefeito colocou raspas de asfalto no leito carroçável.