Professor da Unesp recebe Prêmio Fundação Bunge Juventude

Entrega ocorreu no Palácio dos Bandeirantes no dia 27 de setembro

580
Vigilantes municipais poderão ser incorporados à GCM de Rio Claro

Marcelo Loureiro Garcia, professor do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Unesp de Rio Claro, foi contemplado com o Prêmio Fundação Bunge Juventude na categoria Desafios globais da sustentabilidade do agronegócio brasileiro, que, nesta 38ª edição contemplou a área de Ciências Agrárias. O prêmio consiste em Medalha de Prata, Diploma de Reconhecimento Público e importância de R$ 60 mil.
A entrega do Prêmio ocorreu dia 27 de setembro, em sessão solene, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, SP, com apresença do Govenador do Estado, Geraldo Alckmin; e do prefeito da cidade de São Paulo, João Dória, e do reitor da Unesp, Sandro Roberto Valentini, entre outras autoridades. A divulgação ocorreu dia 11 de agosto em sessão solene realizada no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.
Marcelo Loureiro Garcia foi reconhecido pelos estudos ligados ao tratamento de rejeitos diversos e o reuso de águas, com aplicação de métodos que proporcionem redução de impactos ambientais e recuperação de matéria e energia. Nascido em Piracicaba, no interior de São Paulo, Marcelo é graduado em Engenharia Civil, com mestrado em Engenharia Hidráulica e Saneamento, ambos pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC/USP).

Depoimento do vencedor do Prêmio Bunge Juventude
“É uma honra receber a premiação da Fundação Bunge. Sinto-me muito satisfeito e feliz com o reconhecimento. Espero fazer uma excelente representação da Unesp nos eventos relativos à Cerimônia. A conquista, no entanto, foi somente possível porque eu tive a felicidade de encontrar pessoas muito competentes nos diversos estágios da minha carreira acadêmica, as quais me fizeram crescer pessoal e profissionalmente e com as quais trabalhamos conjuntamente e desenvolvemos inúmeras colaborações científicas. Eu tive o melhor discente que algum docente pode ter, Lucas Tadeu Fuess, e tive os melhores orientadores que um discente pode ter, Marcelo Zaiat e Lars Angenent. A importância da obtenção do prêmio implica a continuidade de um trabalho que vem sendo desenvolvido há anos. É um indicador de que estamos percorrendo o caminho certo e serve como combustível para desenvolver mais trabalhos, gerando novos conhecimentos e a formação de recursos humanos.”
Marcelo Loureiro Garcia, professor do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Unesp de Rio Claro

Sobre Marcelo Loureiro Garcia
Atua no curso de graduação em Engenharia Ambiental e no programa de pós-graduação em Geociências e Meio Ambiente do Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE) da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP) – Câmpus de Rio Claro, no qual realizou a Livre-Docência em Engenharia Sanitária. Obteve o título de Doutor (Ph.D.) em Engenharia Ambiental pela Washington University in Saint Louis (WUSTL), School of Engineering & Applied Science (USA), com financiamento do U.S. Department of Agriculture (USDA). É graduado em Engenharia Civil, mestrado e pós-doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da Universidade de São Paulo (USP), cujos projetos de pesquisa foram financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Tem experiência na área de Engenharia Sanitária e Ambiental com ênfase em tratamento de águas residuárias, na qual os seguintes temas de pesquisa são aplicados: digestão anaeróbia, desenvolvimento de reatores, produção de bioenergia, pós-tratamento, disposição de lodo em solo, reúso de água, microbiologia e biologia molecular; busca ações de sustentabilidade no manejo de águas residuárias, investigando a aplicação de métodos de tratamento que proporcionem a redução de impactos ambientais e a recuperação de matéria e energia.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA