Rio Claro e Ipeúna trabalham juntos para recuperar pontes

Os municípios de Rio Claro e Ipeúna estão unindo esforços para colocar em ordem pontes que são importantes referências para a comunidade e motoristas que transitam na região rural. Os prefeitos João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e José Antônio de Campos, o Zé Banana, estão fazendo esforço conjunto na busca de recursos para a reconstrução da ponte do bairro Quilombo, que serve a ambas as cidades.
“Estamos juntos fazendo gestões no governo estadual para conseguirmos as verbas necessárias para arrumar a ponte do Quilombo, há anos danificada”, explica Juninho, que esteve na semana passada com Zé Banana vistoriando obras de recuperação de outra ponte, a do Farol, em mais um trabalho conjunto dos dois municípios.
O conserto da ponte do Quilombo é um problema herdado das administrações anteriores de Rio Claro e Ipeúna. Para que haja solução definitiva, será necessário grande investimento e as duas cidades, neste momento, não têm recursos para arcar com uma obra desse porte.
Outra ponte que também será consertada em ação conjunta dos dois municípios é a do bairro Sitinho. A intenção é iniciar a obra assim que os trabalhos na ponte do Farol forem concluídos. “Estamos redobrando esforços para dar toda a atenção que a região rural merece”, conclui Juninho.RIO CLARO E IPEUNA TRABALHAM, (2)

Prefeitura regulariza área do Lago Azul e consegue escritura do Centro Cultural

O terreno do Lago Azul, onde está instalado o Centro Cultural de Rio Claro é legalmente propriedade do município de Rio Claro. A prefeitura conseguiu regularizar a escritura da área por meio de ação judicial de usucapião instaurada em fevereiro deste ano. “Depois de décadas em condição irregular, o Centro Cultural e toda a área do Lago Azul pertence legalmente ao município”, comemora o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, agradecendo o empenho de todos os envolvidos nessa conquista. “O resultado é fruto da união de esforços e quem ganha com isso é a população”, comenta.
O Lago Azul foi criado no final da década de 1960. Na época, o município era proprietário de alguns dos terrenos que compõem o parque e outros foram desapropriados. O processo de desapropriação foi feito corretamente obedecendo aos trâmites legais, porém não foi realizado o registro da área total em nome do município. Essa situação irregular vinha se perpetuando há anos e várias administrações municipais.
Assim que assumiu o governo, o prefeito Juninho da Padaria determinou que o problema fosse resolvido. Em fevereiro deste ano, a procuradoria jurídica ingressou com ação de usucapião na Justiça solicitando a titularidade da área. “Essa ação obteve o sucesso pretendido pela prefeitura. A Justiça concedeu a propriedade da área ao município em decisão já transitado em julgado”, explica o procurador geral do município Rodrigo Ragghiante que agradece a celeridade do judiciário que, de forma precisa e dentro da legalidade, emitiu sentença favorável ao município. “Com o trânsito em julgado da ação, a Justiça expediu carta de sentença, instrumento que permitirá a realização do registro de propriedade junto ao cartório competente”, esclarece Ragghiante.
Com a regularização da área do parque, a prefeitura também conseguiu a posse legal do Centro Cultural inaugurado na década de 1980. Como o prédio foi construído em terreno irregular, o município não tinha a escritura do imóvel e ficava impedido de obter recursos por meio das leis de incentivos fiscais de fomento à cultura. “Com a aquisição da escritura teremos a possibilidade de obtenção de recursos vindos tanto do Estado quanto da União para a reforma e adequações que são necessárias ao Centro Cultural”, observa a secretária de Cultura, Daniela Ferraz.
De acordo com ela, o prédio do Centro Cultural precisa de reformas, mas sem a escritura do espaço não era possível concorrer a uma emenda parlamentar, submeter um projeto a um convênio com o governo federal, nem buscar dinheiro através dos projetos de lei de incentivo a cultura dos governos estadual e federal. “Com a documentação do espaço teremos todas essas possibilidades de obtenção de recursos para que possamos investir na melhoria do Centro Cultural para melhor atendermos a população”, conclui Daniela.

Espaço Mais Saúde realiza atendimento

O Espaço Mais Saúde começou o atendimento na quarta-feira (20), os primeiros pacientes de uma fila que reúne milhares de pessoas à espera de consultas, exames e cirurgias. “Nas primeiras semanas atenderemos de 40 a 60 pessoas por dia”, informou o secretário municipal de Saúde, Djair Francisco, no final da tarde de sexta-feira na solenidade de inauguração do complexo médico-hospitalar implantado pela prefeitura.
“Desde o primeiro momento de nosso trabalho temos o setor de saúde como prioridade e o Espaço Mais Saúde nos permite ampliar o atendimento destes serviços à comunidade, especialmente aos que mais precisam”, afirmou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.ESPAÇO MAIS SAÚDE INICIA (2) ESPAÇO MAIS SAÚDE INICIA (3)
O atendimento no Espaço Mais Saúde tem início pelas especialidades oftalmologia e vascular. Os pacientes estão sendo chamados por telefone pela Central de Regulação da Secretaria da Saúde. Para ser atendido no local o paciente deve necessariamente ter passado por uma das unidades da rede municipal de Saúde. No site da prefeitura (www.rioclaro.sp.gov.br/includes/folder_web02.pdf) estão orientações sobre as especialidades, exames e cirurgias que terão atendimento no Espaço Mais Saúde, quais documentos são necessários e outras informações.
Para oferecer os serviços no Espaço Mais Saúde, o município está investindo aproximadamente R$ 5 milhões. “A Câmara Municipal se sente orgulhosa em ter colaborado com este projeto de grande alcance social”, destacou o vereador e presidente da Câmara, que em junho antecipou a devolução de R$ 1 milhão para que a prefeitura investisse no setor de saúde.
Para facilitar a locomoção dos pacientes e acompanhantes, a prefeitura coloca em operação também na quarta-feira (20) a linha de ônibus Mais Saúde, com viagens gratuitas de ida e volta no percurso entre o Espaço Mais Saúde e o terminal de transporte coletivo urbano, na antiga estação ferroviária.
Na inauguração de sexta-feira (15), o deputado Aldo Demarchi lembrou que projeto semelhante é realizado na capital e disse que “em Rio Claro também irá funcionar com sucesso, estamos iniciando uma nova era na saúde de Rio Claro”.
O deputado federal Luiz Lauro Jardim parabenizou o município pela conquista. Em ofício, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, também cumprimentou Rio Claro pela implantação do Espaço Mais Saúde.
A senhora Maria Odete Borges que aguarda atendimento oftalmológico desde julho de 2014 e será uma das primeiras pacientes a serem atendidas, agradeceu a todos do Mais Saúde.
Para Kengi Itinose, do Cies Global, Rio Claro passará a ser exemplo para o Brasil no atendimento à saúde pública.
O promotor de Justiça, Gilberto Porto Camargo, afirmou que o Espaço Mais Saúde permitirá à população uma resposta mais eficiente e mais imediata no atendimento.
Também participaram da inauguração o vice-prefeito Marco Antonio Bellagamba; o presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Domingos de Almeida; pastor Vagner e padre Cândido; os vereadores Júlio Lopes, Geraldo Voluntário, Val Demarchi, Seron, Adriano La Torre, Carol Gomes, Irander Augusto, Rafael Andreeta, Hernani Leonhardt, Luciano Bonsucesso, Rogério Guedes, Ney Paiva, Maria do Carmo Guilherme e Thiago Japonês.

Continua a mostra “Nada é o que parece ser” no Casarão da Cultura

A exposição que teve início no sábado (16) no Casarão da Cultura, em Rio Claro, “Nada é o que parece ser”, de Luiz Fernando Machado poderá ser conferida até dia 29 pela manhã e à tarde, com entrada gratuita.
Com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, a mostra reune trabalhos da nova fase do artista, que aplica seu conhecimento do marmorizado, técnica de pintura milenar, sobre a técnica de pintura sobre tela, e é nesta fusão que ele descobre e revela sua linguagem criativa. A exposição poderá ser vista até dia 29 de setembro, das 8 às 12 e das 13h30 às 17 horas.
Nascido em Rio Claro em 18 de julho de 1964, Luiz Fernando Machado foi estudar Letras Clássicas (Latim e Grego) na Universidade de São Paulo.
No mesmo período, fez cursos de encadernação e restauração de livros, tornando-se professor e diretor da Aber – Associação Brasileira de Encadernação e Restauro.
No final dos anos 80, começou a pesquisar a marmorização, cuja principal característica é a de ser realizada sobre uma superfície líquida.NADA É O QUE PARECE SER - LUIZ (2)
O artista tornou-se um dos maiores especialistas desta técnica no Brasil, participando de apresentações na TV, como no Programa Mais Você da TV Globo, além de ter seus trabalhos vendidos e publicados nos Estados Unidos e Europa. Hoje tem seu atelier na Vila Madalena em São Paulo.
Há três anos Luiz Fernando tornou-se aluno de Paulo Pasta, pintor que lhe abriu um novo horizonte criativo, unindo o marmorizado à pintura sobre tela.  “Uma mistura de marmorização, expressionismo e cores vulcânicas”, destaca Paulo Pasta sobre o resultado do trabalho.

Semana do Trânsito de RC prossegue nesta 5ª-feira

A Semana do Trânsito de Rio Claro tem atividades nesta quinta-feira (21) no Sest/Senat com atividades para 350 alunos das escolas municipais Hamilton Prado e Silvio de Araújo. A programação, desenvolvida pelo departamento municipal de Mobilidade Urbana, tem ações das 7h45 às 10h45 e das 13h30 às 16h45, com escola de bicicletas e atividades artísticas em que os alunos fazem desenhos sobre trânsito.
No total, quase dois mil estudantes da rede pública municipal de ensino de Rio Claro participam da Semana do Trânsito até a sexta-feira (22). No sábado (23) será feito mais um bloqueio educativo e distribuição de folhetos na região central, fechando a programação.
A Semana Municipal de Trânsito de Rio Claro é realizada pela prefeitura de Rio Claro, por meio da Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana, com apoio do Sest/Senat, Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, Polícia Militar e 3ES Serviços para o Trânsito.

Rio Claro realiza seminário “Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio”

Para marcar o “Setembro Amarelo” em Rio Claro, mês de prevenção do suicídio, uma programação especial está marcada para o dia 28 de setembro, quinta-feira da próxima semana. Nesse dia será realizada a primeira edição do seminário “Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio”, a partir das 13h30, no auditório do Núcleo Administrativo Municipal (NAM).
O assunto será tema de palestras ministradas pelas psicólogas da rede de saúde mental da Secretaria Municipal de Saúde, Juliana Cristina da Silva e Karen Batista, e pelo voluntário José Esteves, do CVV (Centro de Valorização da Vida).
O evento está sendo organizado pelo Núcleo de Educação em Saúde, Treinamento e Desenvolvimento (Nestd), com apoio da Prefeitura de Rio Claro, Câmara Municipal e CVV que atende pelo telefone 141.
O seminário em Rio Claro irá discutir o suicídio, um problema de saúde pública com crescente número de vítimas. No Brasil são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da aids e da maioria dos tipos de câncer.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada 10 casos de suicídio poderiam ser prevenidos. Para isso, é necessário que a pessoa procure ajuda e receba atenção de quem está à sua volta.

Rio Claro está com inscrições abertas para Mostra de Artes

A prefeitura de Rio Claro abriu nessa terça-feira (19) as inscrições para a 17ª Mostra de Artes Novos Olhares. Os interessados em participar do concurso devem fazer a inscrição até sexta-feira (22) na sede do Arquivo Público e Histórico localizado no Núcleo Administrativo Municipal (NAM) na Rua Dr. Eloy Chaves, 3.265, Alto do Santana. O horário de atendimento ao público é das 7h30 às 12h00 e das 13h00 às 16h30. A inscrição é gratuita.
A mostra terá como tema a cidade de Rio Claro: paisagens, pessoas, costumes populares, arquitetura, símbolos, entre outros detalhes significativos. “A Mostra de Artes Novos Olhares visa valorizar o olhar-artista sobre o município, atualizar o registro da história de Rio Claro e enriquecer o acervo de memórias da autarquia”, explica Mônica Frandi Ferreira, superintendente do Arquivo Público, organizador do concurso.
Os participantes poderão inscrever até três trabalhos em cada uma das três categorias: pintura, desenho e escultura. “Os trabalhos deverão ser originais e inéditos e terem sido desenvolvidos nos últimos 12 meses”, informa Mônica. Os trabalhos selecionados por comissão julgadora vão participar da premiação e exposição aberta ao público. Os três primeiros colocados em cada categoria do concurso vão receber premiação em dinheiro e também haverá concessão de troféu de Menção Honrosa.
A abertura e premiação da Mostra de Artes Novos Olhares serão realizadas no dia 10 de novembro, a partir das 20h30, no Casarão da Cultura. A exposição acontecerá de 11 de novembro a 8 de dezembro no mesmo local.
Mais informações sobre a mostra podem ser obtidas pelo telefone (19) 3522-1948 ou pelo e-mail arquivo@aphrioclaro.sp.gov.br. Por esse e-mail também é possível solicitar a ficha de inscrição e o regulamento do concurso.

Programa ‘Jogando Limpo’ coleta cerca de 120 quilos de recicláveis no Bonsucesso

Aproximadamente 120 quilos de material reciclável foram coletados sábado (16) em Rio Claro na terceira edição do programa Jogando Limpo nos Bairros, que atendeu o Bonsucesso. O evento realizado pela prefeitura faz parte das ações do programa Município Verde Azul, no qual o governo estadual premia as cidades melhores ranqueadas no desenvolvimento de ações ambientais.
Com o slogan “Lixo Certo na Hora Certa”, foi realizada panfletagem e ações de educação ambiental, além da recolha de móveis sem uso, feita pelo caminhão do cata bagulho. Os recicláveis serão destinados à associação de catadores Novo Tempo.
As atividades foram organizadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O material reciclável entregue pelos moradores foi trocado por verduras, providenciadas pela Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção. Cada “kit verde” tinha alface, couve e almeirão.
As crianças receberam orientações na área ambiental e se divertiram em brinquedos infláveis, ganharam pipoca, algodão doce e livros. “É um trabalho voltado à preservação do meio ambiente, e que tem contado com forte participação e interesse da população”, comenta o secretário do Meio Ambiente, Antonio Penteado. A coordenação do “Jogando Limpo” é do departamento municipal de Resíduos Sólidos. Estiveram presentes na ação no Bonsucesso o diretor Maycon Joahnson e os gerentes Leonardo Andrade, Willian de Oliveira, Elilson Corocher e Marina Brandt, além do diretor municipal de Silvicultura, Sérgio Litholdo.
O projeto tem ainda apoio das secretarias de Cultura e Saúde. Além do bairro Bonsucesso, outras duas ações já foram realizadas, no bairro Jardim Nova Rio Claro e no Jardim das Flores.

Coluna Edmar Ferreira

Rogério Ceni retornou à Europa para dar prosseguimento aos estudos de sua nova carreira. O eterno ídolo tricolor se reuniu com Michael Beale e Charles Hembert, seus ex-auxiliares no time do Morumbi. Desde que foi demitido em julho, o treinador não concedeu nenhuma entrevista a imprensa.
São Paulo treinou com portões fechados ontem no CT da Barra Funda. Apenas o aquecimento foi liberado aos jornalistas. Técnico Dorival Júnior tem apenas uma dúvida para o clássico contra o Corinthians, marcado para domingo, às 11h, no Morumbi, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Os dez jogadores considerados titulares são Sidão, Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio, Júnior Tavares, Petros, Marcos Guilherme, Lucas Fernandes, Hernanes e Lucas Pratto. A única dúvida está entre Jucelei e Cueva. Se optar pelo primeiro, terá um time mais defensivo. Se mantiver o peruano, vai com tudo para cima do Timão.
Titular do São Paulo até o mês passado, o goleiro Renan Ribeiro não deve ter o seu contrato renovado com o São Paulo. Após perder a titularidade para Sidão, o arqueiro não tem ficado nem no banco de reservas. Na sequência, ele só ficou no banco contra Avaí e Palmeiras. Eu sempre achei ele um goleiro fraco.
Esse tal de Borja já está “enfurmigando” no Palmeiras. O colombiano não gostou de ter a atenção chamada pelo companheiro Thiago Santos e abandonou o treino mais cedo. Ainda que Cuca foi bonzinho e tentou acalmar o atacante, que segue em má fase. Depois de um tempo, o volante se desculpou com o gringo.
Felipe Melo, enfim, voltou a participar de um treino com bola no Palmeiras. O pitubull foi reintegrado ao elenco há duas semanas. Até essa atividade, o volante vinha fazendo treinos separado do restante dos companheiros.
Fernando Prass e Palmeiras estão próximos de um acordo para renovação de contrato. O vínculo atual termina em dezembro, mas segundo as duas partes as conversas estão bem encaminhadas. O goleiro de 39 anos é o jogador do elenco atual há mais tempo no clube. Por outro lado, a imprensa crava que Gatito Fernandez, do Botafogo/RJ, será o goleiro do Verdão em 2018.
Ponte Preta confirmou o retorno do técnico Eduardo Baptista até o final de 2018. Ele substituirá Gilson Kleina, demitido após a derrota para o Atlético-GO por 3 a 1, em pleno Moisés Lucarelli, pelo Brasileirão. Baptista foi treinador do clube entre abril e dezembro de 2016, com 43 jogos, 17 vitórias, 11 empates e 15 derrotas. Conseguiu o oitavo lugar no Brasileirão e ainda alcançou a fase oitavas de final da Copa do Brasil.
Os conselheiros do Atlético/MG aprovaram a proposta da construção de um estádio próprio, com capacidade para 41.800 torcedores no bairro Califórnia, região noroeste de Belo Horizonte.
O terreno, estimado em R$ 50 milhões, foi comprado pela construtora MRV e doado ao Galo. A obra está orçada em R$ 410 milhões. Esse dinheiro viria da venda de “naming rights” para a MRV (R$ 60 milhões), venda de 50,1% do Shopping Diamond Mall para a Multiplan (R$ 250 milhões), além da venda de cadeiras cativas e camarotes (R$ 100 milhões).
Dois jogos esta noite completam as quartas de final da Taça Libertadores da América: 19h15 – River Plate x Jorge Wilstermann (ida 0 x 3) e às 21h45 – Lanus x San Lorenzo (ida 0 x 2).
Pela Copa Sul-Americana, o Fluminense decide vaga nas quartas de final contra a LDU, às 19h15, em Quito. No jogo de ida, o time carioca venceu por 1 a 0, gol de Gustavo Scarpa. Técnico Abel Braga não poderá contar com seu artilheiro Henrique Dourado, que está suspenso. Na terça-feira, o Nacional/PAR eliminou o Estudiantes/ARG, enquanto o Junior Barranquilla/COL despachou o Cerro Porteño/PAR.
Gabriel Jesus recebe cerca de R$ 1 milhão por mês no Manchester City. Nem bem chegou e o camisa 33 já é ídolo da torcida e um dos maiores artilheiros do clube inglês. Temendo perder a fera para os temidos Barcelona e Real Madrid, a diretoria do City planeja renovar em breve o contrato do brasileiro, que ganharia um aumento salarial considerável.
A Fifa divulgou os 55 jogadores que concorrerão as 11 vagas na seleção mundial da temporada passada. Os mellhores serão conhecidos na festa de gala que acontecerá no dia 23 de outubro, em Londres. Entre eles estão os brasileiros Daniel Alves, David Luiz, Marcelo, Thiago Silva, Casemiro, Philippe Coutinho e Neymar.
Fiquei impressionado com essa notícia. Celta de Vigo foi multado pela La Liga porque não preencheu a área da torcida que aparece nas transmissões de televisão no Estádio de Balaídos. É mole? Contra o Alavés foram 16.961 mil torcedores e diante do Real Sociedad outros 17.384. A área que estava de frente para as câmeras não contemplava a capacidade mínima de 75% exigida no regulamento aprovado pelos clubes do campeonato.
Wayne Rooney, craque do Everton, teve sua carteira de motorista suspensa por dois anos no começo da semana depois de se declarar culpado em um tribunal de ter dirigido embriagado. O atacante pediu desculpas por sua “falta de juízo imperdoável”. Se fosse no Brasil, duas cestas básicas resolveriam.
O mundo do boxe está de luto. Faleceu ontem nos EUA, aos 96 anos, o ex-boxeador Jake LaMotta, em razão de complicações causadas por uma pneumonia. O “Touro Indomável” como era conhecido, vencendo 83 lutas e perdeu 19. Ficou famoso por suas seis grandes lutas contra o lendário Sugar Ray Robinson. Sua história virou um filme dirigido por Martin Scorsese nos anos 80.
Curiosidade do dia: O Brasil foi o único país que se candidatou para sediar a Copa de 1950. A Europa castigada pela guerra, não apresentou candidatos.

Entulho autoritário

Contundente a capa da Veja desta semana (13-9), ilustrando com três reportagens a falência do atual modelo político-institucional: 1) “Enfim, cai o sistema petista” (O ex-ministro Palocci torna-se o primeiro membro do PT a abrir a boca e presta um depoimento devastador para Lula); 2) “Os segredos da JBS” (Mensagens de WhatsApp obtidas por Veja sugerem que a empresa negociava sentenças nos tribunais); 3) “A delação de Funaro” (O doleiro conta que Temer sempre soube das roubalheiras do PMDB e recebeu dois repasses de propina). Estamos perplexos perante a confirmação da existência no nosso país de uma corrupção generalizada, envolvendo políticos, magistrados, empresários.
Como ironicamente dizia um amigo brincalhão, é “falta de ignorância” acreditar que o Brasil, ao longo de sua história, passada ou presente, tenha usufruído de um governo verdadeiramente democrático. Por definição, republicano ou democrático deveria ser o governo do povo, pelo povo e para o povo, mas isso nunca aconteceu na nossa realidade. O que tivemos até agora foram profissionais do poder (ditadores ou chefões de partidos) que fizeram da atividade política um meio de vida para se enriquecerem.
Alguém, com um mínimo de conhecimento e discernimento, pode acreditar que o atual sistema político, a chamada democracia “representativa”, está realmente interessada em corresponder aos anseios populares? Estamos cansados de constatar que quem elege nossos governantes são forças econômicas estatais e empresariais que firmam entre si “pactos de sangue” para custear vultosas campanhas eleitorais, comprando os votos de uma maioria desinformada e carente. Daí a formação de currais eleitorais que levam ao poder os corruptos de sempre.
Já passou da hora de superarmos este entulho autoritário, transformando nossa perversa democracia representativa numa democracia “participativa”, onde o poder possa ser exercido mais diretamente pelo povo. Precisaríamos criar mecanismos de controle da autoridade de políticos, magistrados, executivos de cargos governamentais, mediante referendos, plebiscitos, revogações de mandados dos que traíram a confiança do povo, prepondo interesses individuais ou de apadrinhados ao bem da coletividade. Mas é uma ilusão esperar que os atuais parlamentares façam algo neste sentido. Nossa esperança é saber escolher, nas eleições de 2018, gente honesta e competente para realizarmos a sonhada reviravolta.
Salvatore D’ Onofrio é Dr. pela USP e Professor Titular pela Unesp.

ORDEM E PROGRESSO

Alexandre Garcia
Antes de embarcar para a assembléia das Nações Unidas, conta-se que o presidente Temer fez uma avaliação das eleições de 2018 com seus ministros e políticos mais chegados. Concluíram que tem razão o marqueteiro de Bill Clinton, James Carville, quando cunhou a expressão que, traduzida, dá em “É a economia, estúpido!”. Avaliam que os bons resultados econômicos favorecerão os candidatos que o presidente apoiar. Não resta dúvida que os resultados estão aí, mostrando reação à administração desastrada do PT, que deixou 14 milhões de desempregados. O desemprego diminui há meses, o crescimento, embora discreto, persiste, inclusive na indústria, o juro básico desaba, a inflação está abaixo da meta, a balança comercial e o agronegócio dão resultados excepcionais.
Mas pensar que é só a economia é uma estupidez, porque seria imaginar que o povo brasileiro está alheio ao problema ético, com a corrupção institucionalizada. O povo certamente está marcado pela falta de ética dos políticos e seus partidos, descobertos pela Lava-jato e outras operações da Polícia Federal e do Ministério Público. Os três presidentes desde 2003 estão denunciados e um já condenado: Lula, Dilma e Temer. Superfaturaram os estádios da Copa, compraram a Olimpíada, inflaram com o BNDES Eike e Joesley, com a Petrobrás as empreiteiras e partidos políticos, grandes empresários estão na cadeira, assim como políticos, tesoureiros de partidos e ex-presidentes da Câmara, ex-presidentes do Senado estão denunciados.
As tragédias populistas cobraram caro dos mais pobres. O estímulo ao consumo e ao crédito deixou-os endividados. Para os grandes, o crédito subsidiado endividou o Tesouro, a desoneração de folhas arrombou o INSS, e o corte demagógico de tarifas derrubou o setor elétrico. Procuradores e juízes que investigam e condenam passam por cima do teto constitucional em seus rendimentos. O agente público privilegiado ganha mais que o trabalhador comum, tem emprego estável e aposentadoria integral, reajustada como se na ativa estivesse. A Constituição de 1988 tornou o país inviável. Crescia em média 5% ao ano desde a República; passou a crescer em média metade disso com a vigência da nova Carta, cheia de direitos e escassa em deveres. A insegurança pública ficou cheia de direitos para bandidos de todas as idades e estamos em 160 homicídios dolosos por dia. O governo Lula viveu de ilusões e Dilma gastou o que já não tinha.
A mania brasileira de deixar como está, não resolve. Empurrar com a barriga, só vai agravar. A reforma da Previdência é urgente como um tratamento contra câncer. Também é preciso, com urgência, reformar o estado, para que ele se livre das gorduras e tenha músculos para prestar serviços. Presidente sem popularidade já nada tem a perder, a não ser ganhar nome na História. Reformar a Previdência, o Estado, os tributos, é apenas o mínimo para a sobrevivência no presente. Para que o país tenha futuro – e não apenas repita o passado -, é preciso preparar os brasileiros para ordem e progresso, como está escrito na Bandeira.
=============

Dobra número de brasileiros no Caminho de Santiago

País já ocupa a 11ª posição no ranking de nações que mais enviam peregrinos para a rota milenar que cruza o norte da Espanha
Você trocaria o conforto de casa, os seriados favoritos, as facilidades do delivery, o happy-hour do fim do dia com os amigos para caminhar, todos os dias, cerca de 25 quilômetros em um país estranho? Parece loucura, mas essa foi a opção de 4.365 mil brasileiros que, em 2016, fizeram o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. Em 2012, esse número era de 2.229 – um aumento de 98% em apenas cinco anos.
De acordo com dados da Catedral de Compostela, o Brasil passou da 13ª para a 11ª no ranking de países que mais enviam viajantes para a rota que tem, no total, cerca de 800 quilômetros (Caminho Francês). “O Caminho de Santiago não é uma viagem, é um projeto de vida. Ao longo de 30 dias, o peregrino tem a oportunidade de buscar-se a si mesmo. É a forma com que muitas pessoas recorrem para virar a página e encontrar novos significados para suas vidas”, diz Daniel Agrela, autor do livro O Guia do Viajante do Caminho de Santiago.
Para esclarecer as dúvidas de brasileiros que querem fazer o Caminho de Santiago, Agrela ministrará a terceira edição da Oficina Para Peregrinos, nos dias 7 e 8 de outubro em São Paulo. “O objetivo é detalhar as informações sobre a rota para que o viajante possa aproveitar ao máximo esse período sabático. Como é sabido, a viagem tem uma complexidade: é preciso, em média, 30 dias para percorrer todas as etapas. Para isso, é necessário estar preparado”, explica Agrela, que já realizou duas vezes o Caminho.
De acordo com ele, o curso abordará temas de grande preocupação dos interessados em fazer o Caminho. São eles: planejamento financeiro para realizar a viagem, como é o dia a dia, em que época do ano ir, onde dormir, qual a melhor forma de se alimentar, o que levar na mochila, além de diversas questões relacionadas à segurança e infraestrutura do trajeto.
Caminhada preparatória
No último dia da oficina os participantes poderão ter a experiência de sentir um pouco do que encontrarão no Caminho de Santiago. “Faremos uma caminhada preparatória de 10 km em área de Mata Atlântica preservada em São Paulo. O objetivo é dar dicas práticas de como enfrentar os muito quilômetros diários da rota de Compostela, além de apresentar um pouco da atmosfera que se pode sentir na peregrinação”, comenta Agrela.
Serviço:
Oficina Para Peregrinos
Datas: 7 e 8 de Outubro
Valor: R$ 549,00
www.oficinaparaperegrinos.com
Sobre o Caminho – O Caminho de Santiago começou a fazer história quando, há doze séculos, foram encontrados os restos mortais do apóstolo Tiago – que hoje estão depositados na igreja da cidade de Santiago de Compostela. Em 1987, esse trajeto foi declarado Primeiro Itinerário Cultural Europeu e, mais tarde, Patrimônio da Humanidade. Hoje deixou de ser um roteiro percorrido apenas por religiosos e passou a fazer parte do destino de pessoas que têm como foco o autoconhecimento.
Sobre o autor
Daniel Agrela é viajante profissional. Formado em jornalismo, iniciou sua vida de mochileiro em 2002. Apaixonado por viajar e escrever usa o faro de repórter para descobrir novas culturas pelo mundo e as retrata em seus textos. De todos os destinos já explorados por ele, o mais marcante e revelador foi à rota de Compostela, motivo pelo qual O Guia do Viajante do Caminho de Santiago – uma vida em 30 dias é seu livro de estreia. Percorreu o Caminho de Santiago (Caminho Francês) duas vezes.
É criador da maior comunidade sobre a rota no Facebook, com mais de 55 mil pessoas: www.facebook.com/OCaminhodeSantiago

Só por Deus mesmo…

Por Eduardo Sócrates Bergamaschi

“De acordo com dados da Catedral de Compostela, o Brasil passou da 13ª para a 11ª no ranking de países que mais enviam viajantes para a rota que tem, no total, cerca de 800 quilômetros (Caminho Francês). O Caminho de Santiago não é uma viagem, é um projeto de vida. Ao longo de 30 dias, o peregrino tem a oportunidade de buscar-se a si mesmo. É a forma com que muitas pessoas recorrem para virar a página e encontrar novos significados para suas vidas.
Essas pessoas que fazem esta viagem, trocam o conforto de um hotel ou de sua casa; os seriados favoritos; as facilidades do delivery; o happy-hour do fim do dia com os amigos, para caminhar, todos os dias, cerca de 25 quilômetros em um país estranho.
E em 2016 esta foi a opção de 4.365 brasileiros que, em 2016, fizeram o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. Em 2012, esse número era de 2,229 – um aumento de 98% em apenas cinco anos”. Este é parte de um texto de Daniel Agrela, viajante profissional. Formado em jornalismo, iniciou sua vida de mochileiro em 2002.
Aí fiquei pensando, seria por acaso que brasileiros tenham se enveredado pelos caminhos de Compostela apenas por loucura, curiosidade, fé.
Este aumento de brasileiros no Caminho de Compostela seria apenas curiosidade turística? Não acredito que alguém, simplesmente para fazer turismo se sujeite a caminhar 25 quilômetros por dia, durante 30 dias.
Velhas piadas sempre são bem vindas e eu me lembro de uma que um dia me contaram: dizem que quando Deus fez o mundo, ao terminá-lo sofreu algumas contestações. Cobravam de Deus o seguinte: “Poxa vida, em todo lugar do mundo sempre há uma ameaça natural, terremotos, furacões, tsunamis, guerras santas, guerras nem um pouco santas e no Brasil não há nada, só belezas naturais. O Senhor não está sendo injusto não. Ao que Deus respondeu: “Vocês verão os políticos que colocarei lá”.
E não é que refletindo sobre essa piada chegamos à conclusão que não há nada mais destruidor na natureza do que esses políticos.
Os furacões destroem as casas de pessoas, mas o estado, geralmente, nestes lugares lhes garantem condições de reergue-las e em espaço de tempo muito curto.
Os nossos políticos não deixam nem que consigamos comprar nossas casas, que dirá reconstruí-las.
Os furações, os tsunamis, os terremotos matam algumas pessoas a cada dois, três anos.
Os nossos políticos matam milhares de brasileiros anualmente, ao desviarem para seus bolsos dinheiro que poderia estar sendo endereçado à saúde, segurança, educação, saneamento básico, manutenção de estradas, etc…
Concluindo, eu acho que o número de peregrinos brasileiros em Compostela só não aumentou mais, porque nossos políticos não permitiram.
Caso contrário, com certeza todos nós estaríamos lá pedindo perdão a Deus e solicitando a expurgação destes senhores do mal, de nossas vidas…