Fórmula 1: Com Vettel fora do páreo, Hamilton vence em Cingapura

416
Hamilton reforça, com a vitória em Cingapura, a liderança no Mundial

E. Cortez
E não deu outra: contando com um pouco de sorte, já que largou na quinta colocação, o britânico Lewis Hamilton venceu o GP de Fórmula 1 de Cingapura e disparou na liderança do campeonato de pilotos, somando agora 263 com o primeiro lugar deste domingo. Já Sebastian Vettel, que saiu na frente, mas não pontuou, ficou com 235, em segundo.
O alemão não conseguiu somar pontos porque se envolveu em um acidente logo na primeira curva e teve que abandonar a prova. Largando na pole – e debaixo de chuva -, o piloto alemão da Ferrari foi tocado por Max Verstappen, que por sua vez havia sido deslocado por Kimi Raikkonen, também da Ferrari. Com isso, o caminho ficou livre para Hamilton liderar até o fim.FORMULA 1
Foi a primeira vez em toda história que duas Ferraris se envolveram no mesmo acidente e abandonam uma corrida juntas. “Não entendi o que aconteceu. Olhei quem vinha pela esquerda, tentei fechar e me acertaram. Estou muito triste, não tive culpa alguma. Tive que sair e tenho que pensar no que fazer para continuar na briga pelo título. Eu saí bem, mas fui para a esquerda para segurar Max um pouco e logo me tocaram”, disse Vettel.
O segundo colocado foi Daniel Ricciardo, da Red Bull, com Valtteri Bottas, da Mercedes, completando o pódio. Felipe Massa não foi bem e ficou apenas em 11º.
“Quero parabenizar a equipe, foi um resultado incrível. Não tínhamos idéia do que aconteceria na corrida. Obviamente, tive muita sorte no início e não poderia estar mais feliz. Eu capitalizei no acidente. Ricciardo correu muito bem, e eu estava esperando brigar com Sebastian na ponta. Claro que foi melhor desse jeito, e estou feliz de ter conquistado o resultado”, disse.
Hamilton destacou outro ponto importante para a sua vitória: a chuva. No início da corrida, a pista estava molhada, e o britânico costuma se dar bem nesse tipo de condição. “Estávamos focados na vitória. Precisava que chovesse e, como isso aconteceu, eu sabia onde eu iria terminar. Essa é a minha condição favorita”, completou.
A próxima corrida da temporada de 2017 da Fórmula 1 acontece no dia 1º de outubro, na Malásia. Restam apenas seis GPs para o término do atual campeonato.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA