A Doença Psicossomática e o P.D.C.

175

Hoje o mundo vem sofrendo de uma nova doença, denominada psicossomática. Essa, porém se origina segundo especialistas do assunto, do nosso viver cotidiano o qual é recheado de erros vitais, ao bem-estar mental, psicológico.
Existem então, três pontos impulsionadores para o agravamento da moléstia são eles: PREOCUPACÕES, DIFICULDADES e CONTRARIEDADES (P.D.C.). Vivendo, portanto regido por esses três obstáculos, o ser humano acaba atraindo a citada doença psicossomática. Três grupos dividem os indivíduos, que sofrem desse mal; o primeiro grupo é o das pessoas AZEDAS ou PESSIMISTAS, o segundo pertence as que COM TUDO SE PREOCUPAM, se não tem com o que se preocuparem, vão se envolver com a vida alheia, para assim satisfazerem seus egos; e o último grupo traz aqueles os quais se vêem sempre metidos em encrencas, dificuldades difíceis de resolver. A análise médica diz que o primeiro caso é o mais grave.
Para efeito de informação, o causador da maioria de nossas dores é a CONTRAÇÃO. Quando apertamos nosso punho por determinado tempo, o incômodo logo nos aflige, relaxando ele se vai. O mesmo acontece com os pensamentos e emoções, esses quando mal utilizados transmitem ao restante do corpo, o efeito arrasador, sendo os principais afetados a nuca, o esôfago e o estômago, além é claro dos inúmeros vasos sangüíneos e sérias doenças de pele. Você está vendo como preocupar, dificultar e contrariar (P.D.C.) pode levar-nos a sérias conseqüências?
Devemos viver com serenidade, tranqüilos controlando nossa mente, passando dia após dia, sem querermos “ATROPELAR” o amanhã ou RESGATAR o ontem e resolvendo o hoje repletos de paciência e perseverança. Também vamos evitar a ESCRAVIDÃO em torno do dinheiro, pois o resultado será a FALÊNCIA de nossa empresa chamada CORPO HUMANO.

Autor: Douglas S. Nogueira
Técnico de Manutenção e Integrante das Associações Literárias de Santa Bárbara e Piracicaba – ACIBEL e CLIP
Blog: www.douglassnogueira.blogspot.com
E-mail: douglas_snogueira@yahoo.com.br
Douglas S. Nogueira
BLOG: www.douglassnogueira.blogspot.com

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA