IMPORTANTE ECONOMIZAR ÁGUA

151

Por Alessio Canonice – alessio.canoncie @ bol.com.br

A importância da água para as pessoas e a sua economia nas residências é fator preponderante, esclarecendo ao mesmo tempo que a água, este líquido precioso, é um bem comum que todos dele necessitam, estando neste contexto os animais para a sua sobreviência.
Entretanto, a preocupação e seu correto uso vem despertando a atenção de países govertantes; afinal, em muitos lugares falta água potável e em outros fica cada vez mais caro conseguir água para uma população de 7 bilhões, aproximadamente, de pessoas que habitam o mundo.
Nas cidades ela é usada para o consumo e para preparar alimentos. Nessas condições, esta água deve ser potável e tratada, mas também é usada para limpeza, banho, vasos sanitários e em outros pontos da residência. Sua importância é grande e indispensável às indústrias de transformação, sendo que milhares delas usam a água como parte do processo de fabricação de seus produtos.
Em suma, a água é vital para todas atividades, portanto, é extremamente lógico que a preocupação com o seu uso correto seja uma constante nas pessoas e governos de países.
Muitas pessoas não se importam com o desperdício de água e, assim sendo, acreditam ser muito pouco em relação ao montante de água disponível. O problema deste tipo de raciocínio é que as pessoas não levam em conta que a água que chega até nós tem um custo de captação, tratamento e distribuição até nossas residências e que este processo é feito de uma forma compatível com suas necessidades.
Quanto mais o desperdício ocorra, a conta do mês se eleva, onde deverá o consumidor se conscientizar das necessidades de economia para o bem próprio e da própria comunidade em que vive.
Um dos vários exemplos é o fato de se deixarem torneiras abertas ou pingando, além dos vazamentos nessas torneiras, chuveiro, vasos sanitários e outros locais. Neste contexto estão por ventura banhos prolongados na época do frio, onde a água quente gera um certo conforto para quem está debaixo do chuveiro e um bem-estar, porém, de acordo com os entendidos, este conforto poderá se transformar em pesadelo ao tomar um golpe de vento frio, quando se despede do chuveiro.
Quando sua conta de água aumenta, deve solicitar um reparo, pois tudo indica que algum vazamento deva estar ocorrendo e, não havendo esta iniciativa, além de prejudicar a si próprio, prejudica centenas e milhares de pessoas em confronto com a redução do fornecimento de água.
É certo que, em sendo a água um bem natural e precioso, além do fato de ser encontrada com grande quantidade no planeta Terra, seu tratamento é caro e trabalhoso, ressaltando ao mesmo tempo que alguns especialistas afirmam que, se o consumo de água continuar nos níveis atuais, considerando o alto deperdício, futuramente poderemos enfrentar sérios problemas de falta de água.
Além da colaboração dos consumidores com o meio ambiente, com o consumo consciente atrelado à economia, podem gerar bom resultado na conta de água do fim do mês, bastando para isso a boa vondade do consumidor neste sentido.
Várias dicas recomendam o uso moderado de água, tais como ao escovar os dentes e se barbear, a torneira deve ser mantida fechada, usando-se a máquina de lavar roupa na capacidade que é permitida, pois não deixa de ser uma das formas, no sentido de economizar o que nos é precioso e que vem ao encontro do desejo de todos que usam a água de forma racional.
Outra recomendação aos usuários de água, trata-se de lavagens de calçadas em vez de varrê-la, já que poderá surtir o mesmo efeito de limpeza sem a utilização do desperdício de água, um fato que pode resultar em uma economia de centenas de litros, que seriam para ajudar a reforçar a economia deste líquido importante e indispensável à humanidade.
Concluindo esta observação, uma máquina de lavar roupa, conforme pesquisa que efetuamos, consome até l60 litros em uma lavagem de peças de roupa, portanto, se houver uma união de pensamentos por parte de todos que habitam uma cidade, no sentido de levar avante e economia de água, poderemos ter mais segurança quanto ao fornecimento por parte do setor competente de cada município.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA