Mais Saúde tem linha de ônibus gratuita que começa a circular na quarta-feira

Os atendimentos no Espaço Mais Saúde de Rio Claro começam na quarta-feira (20) e a prefeitura providenciou um serviço a mais para os pacientes e acompanhantes. A linha Mais Saúde fará gratuitamente o trajeto de ida e volta entre o complexo médico-hospitalar, que fica na Avenida Visconde do Rio Claro com Avenida 10, e o terminal de transporte coletivo urbano, na antiga estação ferroviária.
Na quinta-feira (14) o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, acompanhou os últimos detalhes para implantação da nova linha de ônibus. “Queremos ir além de um atendimento médico de qualidade, também estamos tomando todos os cuidados para o bom acolhimento e conforto dos pacientes”, comenta Juninho sobre a linha de ônibus Mais Saúde.

MAIS SAÚDE TEM ÔNIBUS (2)
Para usar o transporte gratuito será necessário apresentar a carteirinha do Mais Saúde e o comprovante de agendamento da consulta.
O Espaço Mais Saúde é uma iniciativa da prefeitura para reduzir a fila de espera na rede municipal, que acumula aproximadamente 37 mil procedimentos. Para ser atendido no Espaço Mais Saúde, os pacientes devem primeiro passar por uma unidade da rede municipal. No local serão realizadas consultas, exames e cirurgias. Mais informações sobre o Programa Mais Saúde e o atendimento que será prestado nas carretas podem ser obtidas no endereço http://www.rioclaro.sp.gov.br/includes/folder_web02.pdf. As informações também estão sendo fornecidas pela Ouvidoria da Secretaria da Saúde, pelo telefone 3533-3065.

Professores fazem curso sobre matemática no cotidiano escolar

Professores da rede pública municipal de ensino de Rio Claro concluíram na quarta-feira (13) curso de aperfeiçoamento profissional, oferecido pela Secretaria Municipal de Educação. O treinamento ministrado pela professora Rosemeire Marques Ribeiro Archangelo abordou com os participantes o uso do raciocínio lógico-matemático nas brincadeiras do cotidiano escolar.
“É importante proporcionar aos profissionais cursos de atualização e aprimoramento para que possamos cada vez mais oferecer aos alunos educação de qualidade”, observa Adriano Moreira, secretário de Educação.
Realizado em parceria com o Instituto Federal de São Paulo – IFSP, o curso foi iniciado no dia 3 de maio e teve como objetivo aprofundar os conceitos do processo de aquisição do número pela criança, como conservação, seriação e classificação. As aulas também abordaram a prática pedagógica a partir da fundamentação teórica e do planejamento de atividades, entre elas brincadeiras e jogos que favorecem a aprendizagem da matemática.
“Em nome do Instituto Federal de São Paulo parabenizo a todos os alunos pelo grande esforço e dedicação, pois mesmo após uma jornada inteira de trabalho, demonstraram grande interesse no curso e nos estudos”, destacou o professor Marcelo Camacho de Souza, gerente administrativo do IFSP. “Agradeço à professora Rosemeire Archangelo por compartilhar com motivação suas experiências e conhecimento com todos, agradeço também a equipe da Secretaria de Educação pela parceria e comprometimento demonstrado com a formação e capacitação de seus servidores”, acrescentou.
Com carga horária de 60 horas, o treinamento teve participação de professores e professores coordenadores que trabalham com crianças com idade de quatro a sete anos, atendendo as turmas de infantil 1 e 2 e 1º e 2º anos do ensino fundamental das escolas municipais. PROFESSORES FAZEM CURSO SOBRE (1) PROFESSORES FAZEM CURSO SOBRE (2)
“A formação contribuiu com a minha prática diária na sala de aula e me fez compreender uma forma de aprendizagem que possibilita às crianças a formação do pensamento e desperta o desenvolvimento do raciocínio lógico matemático, enriquecendo minhas aulas e ampliando o repertório de atividades.”, afirmou a professora Andréia Ângelo Marques.
O professor Iuri Pellegrini Alvarenga destacou a qualidade do material teórico oferecido no curso, relatando que ouviu de outros professores participantes o quanto o conteúdo contribuiu para a prática na sala de aula.
Já a professora Ilsa Helena da Silva Correa além de ressaltar a qualidade do curso, lembrou da importância do uso do espaço em que funciona o IFSP, no bairro Santana, assim como a transferência da Escola Municipal Arlindo Ansanello para um dos prédios da antiga Unesp.  “Como moradora do bairro ouço a comunidade próxima do prédio agradecer, pois especialmente o funcionamento de cursos no período noturno no prédio do IFSP trouxeram melhorias para o bairro”, afirmou.

Vacinação em cães e gatos continua neste final de semana

A Campanha de Vacinação Antirrábica que teve início em agosto, em Rio Claro, continua neste domingo (17) com 10 postos de vacinação montados em vários pontos da cidade. As equipes estarão atendendo das 9 às 16 horas.
O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) registrou até agora um aumento médio de 44,3% no número de animais vacinados desde o início da campanha, comparando-se aos números da campanha do ano passado, mas frisa que ainda há muitos cães e gatos no município que não foram imunizados. “Para que consigamos atingir a nossa meta, é necessário que os proprietários aproveitem a presença dos postos de vacinação em seus bairros e levem seus animais para serem vacinados”, explica a gerente do CCZ, Amanda Borotti. Ainda de acordo com Amanda, Rio Claro possui cerca de 32 mil cães e gatos. A meta é vacinar neste ano 60% desse total, cerca de 19 mil animais. Ao final da campanha, o número de cães e gatos imunizados será somado ao número de animais vacinados na unidade do CCZ durante os demais meses do ano.
Os bairros onde houve maior adesão dos moradores à campanha até o momento foram Recanto Paraíso, Jardim Panorama e Jardim das Paineiras, com o total de 381 animais vacinados no domingo, dia 3. “O movimento foi grande, o que demonstra a consciência dos moradores com relação à necessidade de proteger seu animal contra a raiva”, enfatiza a gerente do CCZ.
No final de semana antes do feriado, dias 2 e 3 de setembro, o Centro de Controle de Zoonoses chegou a registrar um aumento de mais de 90% na procura pela vacina, em relação ao mesmo período de 2016, e quer manter esse ritmo. Para isso conta com a presença dos proprietários nos postos de vacinação nos próximos finais de semana, até o dia 1º de outubro.raivacao
Confira os locais onde os profissionais da Zoonoses estarão neste domingo:
 Dia 17/09 (domingo)
 1. Jd. Maria Cristina: Av. 18jc c/ R. 9ª
 2. Res. dos Bosques / Jd. Centenário: Av. 8jc c/ Av. 10jc no PSF Benjamin de Castro
 3. Jd. Paulista I / Benjamin de Castro: R. 30 c/ Av.13 (terreno)
 4. Assistência: Av. 1 na UBS Assistência
 5. Inocoop/Chácara Lusa: Av. Tancredo Neves c/ R.1JI e 2JI.

São Benedito e a tradição afrodescendente

O Largo de São Benedito é o principal espaço simbólico da cultura afrodescendente no município por marcar sua integração à comunidade depois de inicial fase de exclusão.
Ali se compuseram e desenvolveram tradições de cultura e lazer como organização de irmandade religiosa, a Festa do 13 de Maio, quermesses, danças típicas e o ritmo do samba no município. A área é berço dos então chamados cordões dos pretos, precursores do carnaval de rua e das escolas de samba da cidade.
Ponto de concentração de negros desde o Império, às vésperas da República (1889) o terreno onde hoje é a praça ganhou organização católica para ali construir um templo e assistir os negros.
Em área adquirida pela Igreja, a construção foi concluída e inaugurada em 1905 em circunscrição da igreja de Boa Morte. O africano São Benedito foi escolhido padroeiro para a catequese dos rio-clarenses negros.
Originalmente o terreno era uma área de exclusão afastada do centro, lugar ermo em que desde antes da Abolição (1888) concentraram-se os primeiros negros libertos, alforriados ou que de algum modo haviam conquistado a própria liberdade.
A vizinhança da Boa Morte ficava fora do limite urbano. A seguir dali, os terrenos eram despovoados. A área de expansão urbana abrangia da Rua 1 à Rua 10 e das avenidas 11 a 12. Mais além era quase tudo mato. As ruas 1 e 2 passaram a existir com a chegada do trem em 1876. A cidade era composta basicamente por portugueses, alemães e afrodescendentes. Italianos, sírio-libaneses e japoneses começariam a chegar logo mais.
Com a substituição da mão de obra escrava pelo trabalho imigrante, escravos e seus descendentes seguiram como agregados nas fazendas. Outros se concentraram nas cidades dando origem a bairros periféricos.
Em Rio Claro os afrodescendentes instalaram-se em regiões dos bairros Boa Morte, Buraco Quente, depois chamado de Consolação, e no que viria a ser o Bairro do Estádio, além de áreas do Quilombo, região da igreja de Nossa Senhora Aparecida. Eram áreas de arrabalde e de exclusão.
O ponto de encontro para as atividades recreativas, de canto, danças, festejos e comemorações da Abolição da Escravatura (13 de maio) permaneceu no Largo de São Benedito. Os primitivos batuques ali executados há décadas ganhavam o formato do que viria a ser chamado de samba, consagrado pela indústria fonográfica.
Nos anos 1930, por consequência da expansão urbana e imobiliária, o espaço de frequência dos negros frequentadores da Praça de São Benedito foi transferido para o antigo espaço livre que havia entre as avenidas 5 e 7 com as ruas 12 e 13.
O local era conhecido como Largo de São Roque por ter havido na vizinhança um hospital de caridade com o nome do padroeiro das vítimas de doenças contagiosas. Em 1863 o pároco e a Câmara Municipal haviam indicado para que aquele terreno fosse utilizado para a construção do novo cemitério. A iniciativa não prosperou.
Ali os afrodescendentes passaram a festejar o 13 de Maio com umbigadas e outras danças e a realizar quermesses, sempre à luz de fogueiras e ao ritmo dos batuques de seu samba. Mais recentemente o local foi ocupado por uma escola municipal. A tradicional ocupação negra acabou esvaziada.
Mesmo com a transferência para o São Roque, as raízes da cultura negra persistiu no São Benedito. Nas imediações da praça havia um rancho chamado Pau do Meio. O nome parece advir de algum tipo de mastro instalado ao centro do terreno utilizado para rodas de festejos.
À entrada do século XX, o Pau do Meio já não era tão distante da vida urbana. Os limites daquela área de exclusão passaram a ser rompidos pelos negros quando eles resolveram ir até a cidade para participar dos desfiles de carnaval. Nascia aí o chamado Cordão dos Pretos. Raiz mais antiga das escolas de samba locais.
Desde 1900 há registros de passeata de carnaval pelas ruas centrais. A manifestação exibia folguedos de tipo europeu com carros de tração animal. A participação do Cordão dos Pretos deu formato inédito ao desfile, acrescentando música e desfile. Daquela forma original surgiram as escolas de samba Tamoio e A Voz do Morro com exibição de baterias, cabeções típicos de Recife e alegorias de Bumba Meu Boi.
A consagração do Largo de São Benedito como templo do samba rio-clarense deu-se com as participações de Dalva de Oliveira. Em suas visitas à terra natal, a Rainha da Voz e do Rádio frequentava as rodas remanescentes do Pau do Meio, quando brindava os participantes com seu brilho.
A pintora Lúcia Cereda Lima preservou para a memória local imagem do Largo de São Benedito em tela de 1923. Por si apenas a pintura é obra importante por ser contemporânea da Semana de Arte Moderna (1922), assim incluindo Rio Claro no pioneirismo do estilo.
Patrimônio do Arquivo Histórico “Oscar de Arruda Penteado”, o quadro reproduz reunião de negros em torno de fogueiras sob assédio de granfinos em passeio por um Ford bigode e de policiais com cassetetes nas mãos. Escura, quase negra, a tela expõe a figueira ainda jovem.
A ser escrita, a história do Largo do São Benedito vai além de aspectos sociais isolados. Sua referência será sempre a integração racial conquistada pela comunidade através da cultura, festejos, quermesses e da música.
Em 2014, por iniciativa do vereador Geraldo Voluntário, a Câmara Municipal instituiu lei que consagra o espaço do local como marco original do samba na cidade.
A lei inclui no calendário oficial eventos a serem realizados na Praça pelo município e comunidade durante as comemorações de 20 de novembro pelo Dia de Zumbi, em referência à integração cultural dos rio-clarenses.
Nos últimos anos, por iniciativa de moradores da vizinhança, membros da Família Rios e entidades civis, a praça ganhou diversos eventos como shows, comemorações do Dia do Trabalho e apresentações de música popular e sertaneja.

sao_benedito_5 sao_benedito_4 sao_benedito_3 sao_benedito_2 sao_benedito sao_benedito1 sao_benedito_9 sao_benedito_8 sao_benedito_7 sao_benedito_6

Trechos na região do aeroculube estarão interditados no domingo

Os motoristas devem ficar atentos ao transitarem pela região do aeroclube, em Rio Claro, neste domingo (17). Vários trechos estarão interditados para a realização da 1ª Corrida e Caminhada Mais Forte Que a Deficiência.
A Secretaria de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana informa que a interrupção será das 7 às 15 horas em todo o trajeto do evento, que inclui trecho da Avenida Presidente Kennedy entre as rotatórias da Rua 14 e Rua 9. De lá o percurso continuará pela Rua João Polastri até a Avenida 57, de onde seguirá até a Rua 20, alcançando a Avenida 61 e seguindo até a Avenida Marginal. Da Avenida Marginal o trajeto será finalizado na Avenida Presidente Kennedy.
A 1ª Corrida e Caminhada Mais Forte Que a Deficiência está inserida na programação da Semana da Pessoa Com Deficiência, organizada pela Câmara Municipal.

Bairro Mãe Preta reativa feira livre

A retomada da feira livre do bairro Mãe Preta já é realidade. Autor do projeto que resultou na Lei 5088/17, que estabelece a ampliação deste tipo de atividade no município, Luciano Bonsucesso (PR) esteve no Centro de Artes e Esportes Unificado – CEU, na última quinta-feira, 14.
Pelo projeto, aprovado pela Câmara Municipal, as feiras livres que atualmente são realizadas no Cervezão, São Benedito e Vila Martins precisam ocorrer também no Jardim Novo Wenzel, Terra Nova, Jardim Maria Cristina e no Jardim Portugal.
“O bairro Mãe Preta foi o primeiro a ser contemplado mas vamos continuar o trabalho para que outras áreas periféricas também possam receber esta importante atividade”, comentou Luciano Bonsucesso ao visitar os feirantes que estavam comercializando seus produtos no CEU Mãe Preta.
Ao indicar os locais que devem receber as feiras livres,o parlamentar observa que a área onde localiza-se o Novo Wenzel concentra os moradores do Bonsucesso e Bom Retiro I e II. O Maria Cristina, cita o vereador, inaugurou recentemente o residencial Bastiãozinho com mais de 300 moradias populares e o Terra Nova aumentou consideravelmente o número de moradores também com a entrega de casas populares recentemente.

Fórmula 1: Hamilton luta para manter a liderança em Cingapura, mas pole é de Vettel

E. Cortez

O britânico Lewis Hamilton – que viveu um GP perfeito na Itália, quando quebrou o recorde de poles na Fórmula 1 do alemão Michael Schumacher, venceu a corrida e tomou a liderança da temporada de Sebastian Vettel, da Ferrari – luta hoje em Cingapura para manter o posto, estando com apenas três pontos de vantagem sobre o concorrente.
Na avaliação de Hamilton, o esforço será grande, devido às características do circuito de Marina Bay. “Você não consegue ultrapassar aqui, e os carros são maiores, então a posição (no grid) é muito importante”, disse ele.
Mas, se julgar pela posição no grid, a missão realmente não será fácil. E poderia até ficar boa, já que parecia que a Red Bull dominaria a classificação deste sábado (. Como nos velhos tempos, o time foi o mais rápido com Max Verstappen nas duas primeiras fases da sessão já quebrando o recorde da pista. No entanto, tinha exatamente um Sebastian Vettel no meio do caminho.FORMULA I
Ex-piloto da Red Bull, o alemão da Ferrari registrou sua pole position de número 49 na carreira em uma volta fantástica no final do Q3, com 1min39s491.
Ele superou Verstappen por 0s323 em uma última volta de tirar o fôlego. Restou para a Red Bull se contentar com segundo e terceiro lugares, com o holandês levando a melhor em cima de Daniel Ricciardo.
Para Hamilton, a sessão não foi boa. Ele tomou 0s635 do tempo do rival pela disputa do título e pole position, Sebastian Vettel. Seu companheiro na Mercedes, Valtteri Bottas, ficou a mais de 1s da pole, e foi o sexto.
Depois de tocar no muro em sua primeira volta rápida no Q1 e furar o pneu, Felipe Massa retornou aos boxes e conseguiu ainda voltar à pista no final da sessão. O brasileiro ainda tentou, mas com um erro na última curva e a falta de performance do carro da Williams, Massa não fez melhor que um 17º no grid, uma posição à frente do companheiro Lance Stroll.
“Mas espero que na corrida as coisas possam me ajudar. Vamos fazer tudo que pudermos. Se pudermos conseguir pontos neste domingo, será um grande trabalho”, considerou Massa, ressaltando que o circuito em Cingapura não é favorável para a Williams. “Nós sabemos que esta não é a melhor pista para nosso carro. Estamos devagar demais em comparação com os outros”, ressaltou
Experiência única para o torcedor – Localizada no Sudeste Asiático, Cingapura é sinônimo de incríveis experiências. Propícia para negócios, rica e com a maior concentração de milionários do mundo, a cidade-Estado permite o sonho de conhecer diversas culturas em uma única viagem e em um único lugar. De Little India a China Town, há também a Arab Street e assim, indianos, chineses, árabes e povos de todos os cantos do mundo dividem o encanto de quem visita esse local que hoje recebe o Grande Prêmio de Fórmula 1 .
O evento nas ruas de Marina Bay – onde é realizada a única corrida noturna de toda a temporada de F1 – promete ser emocionante, afinal, são apenas três pontos que separem Lewis Hamilton e Sebastian Vettel do topo da classificação. E qualquer resultado pode dar vantagem e ser muito benéfico para o restante da temporada.

Projeto define regras para animais de grande porte soltos em vias

Através do Projeto de Lei 48/2017 aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal o vereador busca a definição de regras que estabelecem direitos e deveres aos proprietários dos animais.
“Além do risco de acidentes, estes animais espalham a sujeira por onde passam”, comentou Ney Paiva no Plenário do Legislativo. “É preciso tomar medidas antes que ocorra o pior. Estamos em uma cidade onde o número de veículos em circulação cresce consideravelmente todos os dias”, acrescenta.
Pelo projeto, os animais localizados soltos em vias públicas serão apreendidos por cinco dias. Encerrado este prazo, se nenhuma pessoa reivindicar a propriedade, com todos os documentos de comprovação, os mesmos serão encaminhados para leilão.
Segundo o parlamentar, a recolha dos animais ficará a cargo do município os quais serão levados para abrigo público. Ao dar entrada, serão examinados por veterinários que determinará os procedimentos corretos que deverão ser adotados.
“Os animais com características de maus-tratos não serão devolvidos a seus proprietários até que seja feita a apuração dos fatos pelos órgãos competentes”, sinaliza Ney Paiva ao defender medidas de proteção ao bem estar animal.
Na proposta, consta, ainda, que para reaver o animal, o proprietário deverá recolher aos cofres públicos municipais o valor da multa, bem como providenciar o ressarcimento referente a gastos com alimentação, higiene, transporte, estadia e cuidados médicos despendidos com o animal. Aprovado, o projeto foi encaminhado para publicação no Diário Oficial do Município (DOM).

Prefeitura reforça iluminação em trecho perigoso do Jd Maria Cristina

A prefeitura de Rio Claro começou nesta semana a providenciar melhorias no Jardim Maria Cristina. Nessa quarta-feira (13) um segundo holofote foi instalado na Avenida Marginal, nas imediações da linha férrea, concluindo serviço iniciado na terça-feira (12), quando o primeiro equipamento foi colocado. É parte de uma série de ações determinadas pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que na segunda-feira (11) visitou o bairro junto com o vereador Irander Augusto.
“Esse reforço na iluminação vai aumentar a sensação de segurança nas imediações”, comenta Juninho, informando que outras medidas estão sendo tomadas pelo município para melhorar as condições naquela região. Ainda na terça-feira a Secretaria Municipal de Obras iniciou serviços de limpeza e remoção de entulho naquelas proximidades.
Paralelamente, a prefeitura está solicitando à empresa Rumo ALL, responsável pela linha férrea, para que seja instalada passagem de nível de pedestres visando aumentar a segurança no trânsito, conforme várias solicitações de moradores.
Em março deste ano já houve reunião com a empresa que naquela oportunidade demonstrou disposição em estabelecer parceria com o município para resolução desses problemas.

Shopping Rio Claro sedia abertura oficial da Semana Municipal da Pessoa com Deficiência

O Shopping Rio Claro em parceria com a Câmara Municipal de Rio Claro, Prefeitura de Rio Claro e Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência realizam a Semana Municipal da Pessoa com Deficiência no período de 17 a 24 de setembro.
A abertura oficial da Semana, que tem como tema “Coragem para alguns, respeito para todos!”, acontece na segunda-feira, 18, a partir das 13h30, na Praça de Alimentação do Shopping Rio Claro, momento em que haverá o lançamento do circuito inclusivo, exposição de fotos das atividades das entidades assistenciais à pessoa com deficiência, apresentação cultural e desfile inclusivo.
Para o Gerente Geral do Shopping Rio Claro, Everton Rondini, “a defesa dos direitos dos deficientes é uma ação de cidadania que apoiamos por acreditar na necessidade da inclusão, na igualdade e no potencial dos deficientes, que devem ser respeitados por todos os segmentos da sociedade”.
As atividades da Semana Municipal da Pessoa com Deficiência serão realizadas em vários locais da cidade durante toda a semana, como palestras, piquenique inclusivo, oficinas no Lago Azul e apresentações musicais.

Brasil e Congo: semelhantes (e lamentáveis) violências!

A República Democrática do Congo é considerada um dos países mais ricos do mundo em recursos naturais e apontado como o segundo mais bio-diversificado, atrás apenas do Brasil. Cobaldo (usado em baterias de celulares), diamante e ouro, entre outros, estão presentes em imensas jazidas, das quais apenas 10% são legalmente exploradas. O resto é contrabando. A ilegalidade no extrativismo mineral também se vê muito por aqui em terras brasileiras.
Congo e Brasil são países pobres, violadores de direitos humanos e liberdades públicas, com PIB e renda per capita ínfimas. Há mais para se comparar, pena que ainda sob o prisma negativo.
Embora a violência contra o ser humano envolva todas as classes sociais, países desenvolvidos ou não, em alguns lugares do planeta a opressão e desprezo pela mulher chamam mais a atenção. Nesse sentido, Congo e Brasil são muito próximos quando o tema é violência contra a mulher. O Brasil é o 5º no mundo, atrás apenas de El Salvador, Colômbia, Guatemala e Rússia, em homicídios com vítimas mulheres (em 2013 foram quase 5000). 527 mil sofrem violência sexual a cada ano; um estupro a cada 11 minutos e por aí vai, sendo que apenas 10% relatam os fatos às autoridades.
Aqui temos falta de confiança no poder público, vergonha, culpabilização da mulher, despreparo de agentes públicos, médicos sem capacitação específica para lidar com tudo isso, embora sensibilizados e prestativos, enfim, uma gama de aspectos que ceifa vidas, destrói a honra, detona princípios básicos de liberdade e dignidade da pessoa humana, desestrutura famílias e causa toda ordem de prejuízos à sociedade.
Algo positivo é que, aqui, temos a Lei Maria da Penha. Funciona? Mais ou menos! É boa na essência. Na prática, muito a avançar. País grande, grandes contrastes e “guerras” pontuais! Aqui, devemos louvar o trabalho e atuação do Navis-Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual e do Núcleo de Estudos e Ações em Direitos Humanos (Neadh), ambos da Faculdade de Medicina da USP.
Já no Congo, o estupro é considerado arma da guerra civil que já dura 15 anos. Estupros coletivos vitimizam mulheres de 5 a 80 anos. Ultimamente, bebês de 6 a 12 meses também têm sido alvo das atrocidades que lhes destrói o corpo e a alma. A brutalidade das ações nesse ambiente de guerra é caracterizada pelo uso de canos de armas de fogo, paus e ácidos!
Lá, o médico especialista Denis Mukwge (indicado ao Nobel da Paz em 2009 e chamado “O homem que conserta as mulheres”) criou técnica menos invasiva para tratar a fístula vaginal, rompimento entre a vagina e o ânus devido ao estupro violento, que causa grandes transtornos físicos e psíquicos. O médico é o maior expert do mundo nesse tratamento. Corre sério risco de vida (atua no hospital vigiado por 6 seguranças, só sai com colete e carro blindado da ONU), pois combate ostensivamente a violência às mulheres de seu país, aponta os motivos da guerra civil, alerta sobre a escravidão sexual e esterilização forçada, desnudando a miséria resultante de ditaduras e conflitos intermináveis decorrentes de uma riqueza mineral mal explorada, aliada ao total desrespeito aos princípios da dignidade do ser humano.
Aqui e lá; lá e cá, muito em comum as riquezas minerais coexistindo com a pobreza e a miséria; violência imensurável contra a mulher e conflitos peculiares, de um lado; heróis médicos e defensores dos direitos humanos, de outro.
William Nagib Filho – Advogado

E o nosso legislativo hein?…

Por Eduardo Sócrates Bergamaschi

Desde o início das conversas para que aumentassem o número de cadeiras no legislativo de Rio Claro fui voz contrária. E não sou contra só pelo simples aumento das cadeiras, mas sim, porque ninguém se preocupou em melhorar a QUALIDADE de nossos legisladores.
Curioso para saber onde ou se houve melhoras naquela casa de leis, entrei depois de muito tempo no site da Câmara e busquei projetos e outras proposituras encaminhadas a votação naquela casa.
E me parece que o filme continua antigo, visto, revisto, decorado e copiado.
Algumas aberrações como a proibição para que associações, cooperativas ou terceiros que não estiverem devidamente regularizados e cadastrados no município recolham resíduos sólidos e materiais recicláveis nos limites de Rio Claro. E que caso sejam surpreendidos nestas funções terão a apreensão dos veículos utilizados na captação desses materiais, além de multa de 2.000 UFMRC (R$ 3,1780 por unidade) o que representaria a quantia de R$ 6.356,00.
Primeiro vejo isso como um tremendo atraso de vida. Rio Claro tem inúmeros catadores de reciclados que AJUDAM na limpeza da cidade e que sequer são pessoas físicas, neste caso inclusos no categoria TERCEIROS, da lei. Pois bem, estas pessoas, via de regra, estão incluídas dentro da camada mais necessitada da sociedade e não teriam nem em sonho os mais de R$ 6 mil para pagar a multa.
E a lei não aponta nenhuma alternativa para ajudar essas pessoas. Acredito até que o vereador autor do projeto de lei estivesse muito bem intencionado, mas me parece que não estudou tão bem a situação das pessoas envolvidas e que poderiam ser PREJUDICADAS por ela. Acredito que seria interessante os vereadores analisarem muito bem este projeto que entrará em votação na próxima segunda-feira (18) em segunda discussão e consta no site ter sido aprovada por unanimidade em primeira discussão.
Além deste projeto vimos projetos instituindo no calendário oficial do município o dia da Agricultura Familiar, da Família na Floresta, entre outros. Instituir dias ao calendário oficial do município até que poderia ser interessante desde que trouxesse benefícios a toda a população. Que estes novos dias dessem ao cidadão rio-clarense uma melhor qualidade de vida. Mas, não, são baboseiras sobre baboseiras, atos para agradarem um certo nicho da sociedade de onde poderá aparecer alguns votinhos na próxima eleição. Só isso.
E as tais moções de aplausos?! Na sessão camarária da última segunda-feira (11) foi votada e aprovada uma que outorgava uma dessas a certo deputado “pelos excelentes serviços prestados a todo cidadão brasileiro, em especial ao nosso município de Rio Claro, que através de seu empenho em destinar verbas para nossa cidade e dando seu apoio e amparo constante as reivindicações desta cidade, podendo assim amenizar nossos problemas sociais e ajudar o novo Poder Executivo que iniciou seu mandato junto com meu mandato (2017)”. O trecho entre aspas foi tirado da Ordem do Dia.
Para não correr o risco de ser injusto, procurei por 5 projetos deste tal deputado que trouxe benefícios para a população de Rio Claro. Procurei por 5 verbas chegadas ao município que viessem do tal deputado. Confesso que não achei nenhuma.

Não é só bobagens
Felizmente existem algo aproveitável nessas sessões camarárias. E uma delas é o projeto 109/17 que “estabelece diretrizes de atuação da Patrulha Maria da Penha. O patrulhamento visa garantir a efetividade da lei Maria da Penha integrando ações e compromissos pactuados no Termo de Adesão ao Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres estabelecendo relação direta com a comunidade, assegurando o acompanhamento e atendimento das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar”. Agora cabe ao vereador Rugero Augusto Seron ficar atento para que esta lei seja cumprida e que não se torne como inúmeras leis que são totalmente esquecidas pela fiscalização, como por exemplo a Lei das Caçambas de Cata Entulho; a Lei Cidade Limpa; a lei que proíbe que bares e restaurantes coloquem mesas nas calçadas e, principalmente nas ruas; assim como tantas outras leis…

Cada crime com seu nome

Carlos Brickmann

Vamos falar claro: nenhum empresário deu propina a políticos, nenhum político recebeu propina. A palavra propina é sinônimo de “gratificação”, ou “gorjeta”, agradecimento livre e espontâneo pela prestação de bons serviços. Não é crime. “Gorjeta” deriva de “gorja”, garganta – algo como “tome uma dose”. Equivale ao francês “pour boire” – para beber. O que esses empresários fizeram foi “suborno”; Suas Excelências foram “subornados”. Todos os envolvidos no suborno cometeram crime.
Os “malfeitos” de que falava Dilma chamam-se crimes. A delação premiada foi essencial para desmascarar esse tipo de práticas. Mas deixemos de lado os eufemismos: aproveitemos as revelações da delação e desprezemos os delatores. São “caguetas”, “dedos-duros”, “alcaguetes”, “X9” – seres desprezíveis, que jogam cúmplices no fogo para salvar os próprios rabos sujos. Seres que não se envergonham de ostentar, perante filhos e família, a pena reduzida, o símbolo da traição. Visitar o cúmplice para gravá-lo? São traidores. Que tenham tido tantos privilégios para fazer coisas tão feias mostra o nível de bandalheira a que chegou a moral do país.
Na zona não há santos. Os ingleses diziam que um cavalheiro não ouve a conversa dos outros (diziam, mas ouvem; dizer era a homenagem que o vício presta à virtude). No Brasil do vale-tudo, em que milícias de policiais disputam com bandidos o controle da bandidagem, nem se faz, nem se diz.

A novilíngua
Todo esse esforço para amenizar o nome tradicional dos crimes lembra um romance clássico de George Orwell, 1984. Num Estado totalitário, em que os habitantes são permanentemente monitorados por câmeras, em que até o sexo tem de ser autorizado, tenta-se mudar o idioma para uma tal Novilíngua, em que certos conceitos desapareceriam, na falta de palavras para designá-los. “Liberdade”, por exemplo, era uma palavra politicamente incorreta. Aqui, em vez de cuidar da urbanização, saneamento, transporte, passa-se a chamar favela de “comunidade”, como se isso mudasse alguma coisa. A máfia de larápios que se entupiu de dinheiro para trair eleitores vira um grupo que “recebeu propina”. Queremos clareza: ladrão é ladrão.

E, veja, é médico!
Muita gente aqui tem amigos que de vez em quando viram inimigos mas logo voltam a ser amigos. Lula sempre tratou Antônio Palocci, coordenador de sua campanha vitoriosa à Presidência, seu ministro da Fazenda, indicado por ele para coordenar a campanha de Dilma, imposto por ele para a Casa Civil da nova presidente, como amigo de fé e irmão camarada, daqueles de se guardar do lado esquerdo do peito (lado do coração e da carteira). Agora, caguetado, eis o que disse do amigo Palocci, que pelo jeito agora é inimigo, para Sérgio Moro: “É médico, frio, calculista, simulador”. Que é que significa, na frase, “médico?” Um dia Lula diz “Conheço o Palocci bem. Ele é tão esperto que é capaz de simular uma mentira mais verdadeira que a verdade”. “Ele espertamente diz ‘não é que sou santo’, e pau no Lula”.

Amigos, amigos…
Do lado do procurador-geral Rodrigo Janot, a surpresa veio de onde ele menos esperava: de seu colega mais próximo, o procurador Marcelo Miller. Miller, um dos coordenadores da caguetagem dos dois Batista, demitiu-se da Procuradoria e começou a trabalhar no escritório de advocacia que defende os irmãos que dedaram Michel Temer. Não é comum, mas a lei permite – só que surgiram suspeitas de que Miller já orientava a defesa dos dois alcaguetes enquanto estava na Procuradoria. A Polícia Federal tem certeza de que as suspeitas são verdadeiras. Janot obteve a prisão de Miller.

…negócios à parte
Enquanto cuida da frente interna, Janot aproveitou seus últimos dias como procurador-geral (a partir desta semana, o cargo é de Raquel Dodge) para apresentar nova denúncia ao Supremo contra o presidente Michel Temer e o Quadrilhão do PMDB; Segundo a denúncia, o grupo, chefiado por Temer, incluía os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, mais Eduardo Cunha, Rodrigo Rocha Loures, Geddel Vieira Lima, Henrique Eduardo Alves – estes quatro já presos. As fraudes em contratos da Caixa, Furnas, Petrobras, ministérios da Agricultura e da Integração, Secretaria da Aviação Civil e Câmara dos Deputados atingiriam R$ 587 milhões.

Calma no Brasil
A denúncia será agora examinada no Supremo. Se aceita, vai à Câmara, que terá de autorizar a abertura de inquérito. Não é fácil: se 172 deputados votarem contra, ou simplesmente não aparecerem, o pedido é rejeitado.

A festa do caqui
Joesley foi preso com um terço nas mãos (os outros dois terços não apareceram). Geddel chorou (e explicou: teme ser estuprado). Wesley, irmão de Joesley, diz que seu crime foi virar delator. Foi mesmo. Feio, né?

COMENTE: carlos@brickmann.com.br
Twitter: @CarlosBrickmann

Jardim Público recebe reforço na iluminação e melhorias

O Jardim Público de Rio Claro está mais claro e iluminado. Nesta sexta-feira (15), a prefeitura instalou 12 refletores de 400 watts de potência nas proximidades dos sanitários. Eles vão reforçar a iluminação das lâmpadas de mercúrio de 250 watts, melhorando a claridade. Na próxima semana, serão instalados refletores no outro lado da praça, onde fica a Fonte do Índio.
“Além de melhorar o visual, a nova iluminação proporciona mais segurança para a população”, observa o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que acompanhou a execução do serviço realizado por funcionários da Selt Engenharia. De acordo com o gerente da empresa, Márcio Weiss, “o facho de luz dos refletores foram posicionados de forma a focar as passarelas do jardim, tornando a circulação de pessoas mais segura durante a noite”, explica.
O munícipe Walter Borges Romão passa frequentemente pelo Jardim Público e aprovou as ações da prefeitura no local. “O Jardim precisava de melhorias, a nova iluminação deixará esse espaço mais seguro”, comentou.JARDIM PÚBLICO RECEBE REFORÇO (1)
Além de ampliar a iluminação, a prefeitura também iniciou um mutirão de limpeza no Jardim Público. Um caminhão pipa foi utilizado para lavar o coreto, que recebeu limpeza geral com retirada de cartazes. Enfeites de festas e comemorações anteriores que continuavam pendurados pela praça foram também foram retirados.
As ações intensificadas da prefeitura no Jardim Público começaram na quinta-feira, com atendimento a pessoas em situação de rua que estavam no local. Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social e do Instituto Viver e Conviver (IVC) fizeram alguns encaminhamentos. Aqueles que aceitaram ajuda foram levados à Casa Transitória para banho e alimentação, além de serem cadastrados no programa de capacitação profissional Nova Vida.

PAT recebe inscrições para cursos gratuitos de qualificação

O Posto de Atendimento ao Trabalhador, em Rio Claro, tem nesta sexta-feira (15) e segunda-feira (18) inscrições abertas para os cursos gratuitos na área de departamento de pessoal, de técnica em vendas e assistente administrativo. Os cursos são resultado de parceria entre a prefeitura e o governo do estado de São Paulo, por meio da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho.
“No total 90 vagas estão sendo disponibilizadas, 30 para cada um dos três cursos”, informa Gilberto Brina, secretário de Governo e Desenvolvimento Econômico. A carga horária é de 60 horas e o material didático está incluso no curso, que não terá custos para os participantes. Horários e local estão sendo definidos. As aulas devem começar no dia 27 deste mês.
As inscrições serão realizadas somente nesta sexta-feira (15) e segunda-feira (18) das 8 às 16 horas no Posto de Atendimento ao Trabalhador. O interessado deve ter idade a partir de 16 anos, ter completado ou estar cursando o ensino médio, residir em Rio Claro e estar desempregado. Para realizar a inscrição é necessário apresentar cópias e originais do RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de escolaridade, além dos originais de título de eleitor e carteira de trabalho. Para lista de espera serão inscritos 15 candidatos a mais por curso, sendo que as inscrições serão encerradas quando atingirem esse limite, mesmo que antes do prazo final de matrículas.

‘Jogando Limpo’ acontece neste sábado no Bonsucesso

A prefeitura de Rio Claro, por intermédio da secretaria Municipal do Meio Ambiente, realiza na manhã deste sábado (16), no bairro Bonsucesso, a terceira ação do programa “Jogando Limpo nos Bairros”. A coordenação é do departamento municipal de resíduos sólidos.
O programa inclui a troca de garrafas pet e outros materiais recicláveis por verduras com o objetivo de intensificar a integração entre poder público e comunidade. Atividades recreativas e culturais com foco na educação ambiental e na sustentabilidade fazem parte da programação.
A Secretaria Municipal de Agricultura Abastecimento vai fornecer 300 kits com alface, couve e almeirão durante o evento, que está programado para ser realizado das 8h30 às 11h30, na associação de moradores do Bonsucesso, na Avenida 67.
As crianças também poderão se divertir em brinquedos infláveis e vão ganhar pipoca, algodão doce e livros.
“As crianças e jovens participam ativamente com muito interesse, e se tornam agentes multiplicadores do que é ensinado a elas”, destaca o secretário do Meio Ambiente, Antonio Penteado.
A Atividade tem apoio da Secretaria da Agricultura, Secretaria de Cultura, Secretaria de Saúde e Câmara Municipal. Todo o material reaproveitável coletado será destinado para a associação de catadores de materiais recicláveis Novo Tempo.
Além da ação desse sábado, outras duas já foram realizadas, uma no bairro Jardim Nova Rio Claro e outra no Jardim das Flores.
O evento também faz parte das ações do programa Município Verde Azul, do governo estadual, que premia as cidades melhores ranqueadas no desenvolvimento de ações ambientais.

Campanha de multivacinação prossegue até o dia 22 em RC

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Família (USFs) de Rio Claro são pólos da Campanha Nacional de Multivacinação no município. As vacinas estão sendo aplicadas de segunda a sexta-feira das 8 às 17 horas. A campanha, realizada anualmente pelo Ministério da Saúde, prossegue até o dia próximo dia 22 (sexta-feira), com o objetivo de estimular a atualização das carteirinhas de vacinação. Os endereços das UBSs e USFs de Rio Claro podem ser conferidos no endereço http://www.saude-rioclaro.org.br/enderecos.htm.vacina
A campanha é direcionada a crianças e adolescentes menores de 15 anos. Como na vacinação de rotina, basta levar a carteirinha e documento da unidade de saúde de referência para verificação de quais imunizantes serão necessários.
Estão sendo aplicadas as vacinas do calendário de imunizações. Para crianças menores de sete anos, estão disponíveis as vacinas
BCG, Hepatite B, VIP, VOPb, rotavírus humano, pneumocócica 10 valente, Meningocócica C conjugada, febre amarela, tríplice viral, tetra viral ou tríplice viral + varicela (atenuada), DTP, Hepatite A e varicela.

Município vai realizar obra para garantir água em Assistência

Um antigo problema enfrentado pelos moradores do distrito de Assistência está começando a ser resolvido. O município de Rio Claro conseguiu autorização da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) para implantação de três quilômetros de rede e adutora em trecho da rodovia SP-127. A obra irá permitir que a prefeitura finalize o novo sistema de abastecimento e resolva o problema da falta de água no distrito. O investimento previsto é superior a R$ 1,5 milhão.
O anúncio sobre a obtenção da licença foi feito nessa sexta-feira (15) pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Essa conquista foi possível graças a uma união de esforços. Mais um problema herdado que estamos conseguindo resolver com muito trabalho e responsabilidade”, declarou Juninho. Para viabilizar a obra, a prefeitura precisava de liberação da agência visto que a rede irá passar em área de concessão das concessionárias Centrovias e Colinas.MUNICIPIO VAI REALIZAR OBRA (2)
Comitiva de Rio Claro realizou no início do ano reunião com representantes da Artesp para solicitar a autorização. Em agosto, o pedido foi reiterado e felizmente teve resposta positiva. “A água é um insumo vital e com essa intervenção política e institucional nós conseguimos agilizar a publicação da autorização pela Artesp para a adutora passar em área de domínio do governo estadual”, pontua o deputado estadual Aldo Demarchi que acompanhou desde o início as tratativas para obtenção da licença.
O superintendente do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae), Francesco Rotolo, informa que a autorização será publicada na próxima semana no Diário Oficial do Estado. A partir disso, o departamento poderá publicar o edital para abertura da licitação, o que deve acontecer na próxima sexta-feira (22). “Se não houver problemas nos trâmites legais, licitação e assinatura do contrato com a empresa vencedora serão realizadas em 60 dias”, explica Rotolo. Concluída essa etapa, a obra poderá ser iniciada.
“Finalmente esse problema antigo será resolvido para alívio da população de Assistência que convive com o problema da falta de água há mais de dez anos”, comenta o vereador Rafael Andreeta, que também participou das tratativas e reuniões com a Artesp.
“Mais um obstáculo está sendo vencido em benefício dos moradores que sofrem com desabastecimento de água principalmente aos finais de semana”, conclui o prefeito Juninho da Padaria que nessa sexta-feira (15) visitou o local onde será iniciada a obra nas imediações da empresa 3 Fazendas, com Rotolo, Demarchi, Andreeta e o diretor municipal de subprefeituras, David Maxwell Ferreira.