Escolas municipais darão orientações sobre o uso racional de energia elétrica

Professores vão participar de capacitação nos dias 21 e 22 de setembro para desenvolver projetos ambientais com os alunos em sala de aula

297
O secretário municipal da Educação, Adriano Moreira, observou que o projeto Elektro nas Escolas vem somar com outras ações já desenvolvidas pela prefeitura para promover a educação ambiental e sustentabilidade  

Alunos de escolas municipais de Rio Claro vão receber orientações sobre o uso racional e eficiente de energia elétrica, sustentabilidade e preservação ambiental. A ação educativa faz parte do projeto Elektro nas Escolas desenvolvido em parceria da prefeitura com a concessionária de energia. O convênio que estabelece a cooperação técnica foi assinado nessa terça-feira (12) pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e Eduardo Zornoff, gerente da empresa.
Para Juninho da Padaria, esse projeto vem ao encontro das necessidades da sociedade que tem se preocupado com sustentabilidade e questões ambientais. “O conhecimento transmitido às crianças sobre a importância do uso racional de energia e dos recursos naturais será compartilhado com os pais e familiares multiplicando a informação”, comenta.
Cerca de 120 professores de 16 escolas municipais vão participar de capacitação voltada ao meio ambiente, conservação e eficiência de energia e sustentabilidade nos dias 21 e 22 de setembro. Depois disso, as atividades com temática ambiental serão desenvolvidas em salas de aulas com apoio da Estação Móvel de Ensino da Elektro que estará em Rio Claro no início de outubro. “A unidade irá percorrer as escolas possibilitando aos educadores conciliar a teoria com a prática”, destaca Eduardo Zornoff que também agradeceu a prefeitura por acreditar junto com a Elektro na transformação da sociedade através da formação das pessoas.
O secretário municipal da Educação, Adriano Moreira, observou que o projeto Elektro nas Escolas vem somar com outras ações já desenvolvidas pela prefeitura para promover a educação ambiental e sustentabilidade nas escolas, além de investir na formação de alunos e educadores.
Também presenciaram a assinatura do convênio a secretária municipal de Cultura, Daniela Ferraz; a diretora do Departamento Pedagógico e de Supervisão Escolar da Secretaria da Educação, Simone Gonçalves Reganham; Aline Hebling, coordenadora pedagógica da Secretaria da Educação; Adriana Lotumolo, procuradora jurídica do Daae; Vinícius Hoefling, diretor municipal de Habitação; Rodrigo Lagreca, da HomeCarbon; e o vereador Geraldo Voluntário.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA