Câmara Municipal destaca trabalho do Fundo Social

Campanhas de alimentos e agasalhos e realização de cursos de capacitação estão entre os trabalhos desenvolvidos pelo Fundo Social

139
A Câmara de Vereadores de Rio Claro entregou segunda-feira (11) moção de aplausos à Paula Silveira Costa, presidente do FSS do Município, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido em prol da comunidade  

A Câmara de Vereadores de Rio Claro entregou segunda-feira (11) moção de aplausos à Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade do Município, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido em prol da comunidade. “Desde o primeiro momento a nossa equipe tem se empenhado ao máximo e a comunidade também responde positivamente aos nossos pedidos, possibilitando sucesso nas ações em prol daqueles que mais precisam”, ressalta Paula.
A iniciativa de reconhecer a liderança de Paula no comando do Fundo Social partiu do vereador Luciano Bonsucesso e foi aprovada por todos os demais integrantes do Poder Legislativo. Ao justificar sua moção, o vereador Luciano destacou o apoio dedicado pelo Fundo Social de Solidariedade à equipe de Rio Claro que participou dos Jogos Regionais do Idoso. O município ficou na décima posição. A moção foi estendida à toda delegação que esteve nos jogos.
Além do apoio aos Jogos Regionais, o Fundo Social desenvolve outras atividades voltadas ao público da terceira idade. Entre elas destaque para a Semana do Idoso, que está será realizada em outubro.CÂMARA MUNICIPAL DESTACA (1)
O trabalho social é outra importante vertente desempenhada pelo Fundo Social. Campanhas do agasalho e de alimentos representam importante auxílio para centenas de famílias. Durante a campanha do agasalho, realizada entre os meses de maio e julho, mais de 3.500 pessoas foram atendidas. Já a campanha de alimentos arrecadou e distribuiu mais de sete toneladas de alimentos a entidades de atendimento a famílias.
Outro passo importante foi dado no que diz respeito a camas hospitalares. Muitas pessoas não têm condições financeiras para alugar o equipamento e recorrem ao Fundo Social. A fila de espera para conseguir empréstimo de camas hospitalares foi zerada a partir de compras realizadas com o dinheiro arrecadado em eventos promovidos pelo Fundo Social. A compra de 16 camas possibilitou o atendimento a pessoas que há tempos aguardavam.
No Centro de Ressocialização Feminino as reeducandas agora podem desenvolver importante trabalho social voltado à confecção de perucas para quem está em tratamento contra o câncer. Isso está sendo possível com a colaboração do Fundo Social, que disponibilizou as máquinas de costura para o trabalho.
Há ainda importante trabalho voltado à capacitação profissional. Para auxiliar quem está à procura de oportunidades, o Fundo Social oferece cursos gratuitos em várias áreas. Desde o início do ano mais de 400 pessoas participaram dos treinamentos.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA