Professor da Fatec Rio Preto cria jogo virtual educativo de RPG para smartphone

Disponível gratuitamente em Android e iOS para qualquer educador interessado, app pretende difundir utilização de novas tecnologias no ensino

429
Ao lado de alunos da Fatec Rio Preto, Henrique Dezani (centro)  exibe ferramenta disponível gratuitamente para downloadFoto: Divulgação

Um cenário de fantasia medieval onde os estudantes são os heróise só eles podem salvar o mundo de criaturas malignas, utilizando como arma o conhecimento adquirido nas aulas. Esse é o enredo do jogo Heroes of Learning, um aplicativo para smartphone desenvolvido pelo professor Henrique Dezani, da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) São José do Rio Preto. Qualquer educador pode baixar a ferramenta gratuitamente, montar suas próprias atividades e utilizar com os alunos.
O app foi inspirado na linguagem dos jogos RPG, sigla que significa Role-Playing Game, em português: jogo de interpretação de personagens. Trata-se de uma modalidade bastante popular entre os jovens, em que os jogadores precisam encarar os desafios propostos. “E o mais interessante, neste caso, é que o mestre do mundo virtual é o próprio mestre da vida real: o professor”, explica Dezani.
O autor do jogo é professor de linguagem de programação para internet e dispositivos móveis. Ele conta que o projeto foi elaborado com o intuito de difundir a utilização de novas tecnologias na educação, por meio do conceito de gamificação, que é a aplicação dos games em áreas que tragam benefícios além do entretenimento.
Após trabalhar sete meses no desenvolvimento do projeto, Dezani começou a utilizar o aplicativo na sala de aula em agosto, com os alunos dos cursos superiores tecnológicos de Informática para Negócios e Análise e Desenvolvimento de Sistemas. “O resultado tem sido excelente. Além de transmitir o conteúdo das aulas de maneira descontraída, o jogo permite a adoção de metodologias ativas de aprendizagem em conjunto”, afirma.
Uma das metodologias a que ele se refere é a Flipped Classroom, conhecida como sala de aula invertida. O conteúdo da matéria é apresentado aos alunos antes das atividades presenciais, com a finalidade de prepará-los para realizar a prática em sala de aula.

Batalha virtual
Ao baixar o aplicativo, o professor cria uma batalha em formato dequiz, com uma pergunta e alternativas de respostas. Cada desafio é compartilhado com os alunos, que recebem uma notificação para responder o teste. Os acertos somam pontos e permitem avançar para outras fases. O sistema elabora um ranking de pontuação entre os jogadores, estimulando a interação e a competitividade. O app também permite compartilhar vídeos, áudios e textos, que são os materiais de apoio para resolver os problemas.
O estudante Ricardo Garutti é um dos “heróis” entusiasmados, tentando “salvar o mundo” com a nova ferramenta. “O jogo é muito interessante, com gráficos bem produzidos e uso simplificado. É uma forma de manter os alunos antenados com as matérias ensinadas, unindo diversão e aprendizado”, ressalta.
O jovem também destaca a facilidade de acesso ao conteúdo teórico. “O fato de precisar estudar o material postado no aplicativo para conseguir acertar nas batalhas ajuda bastante a nos preparar para as aulas”, completa.
O jogo Heroes of Learning pode ser utilizado por qualquer professor em qualquer área do conhecimento e está disponível gratuitamente para Android e iOS.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA