Fórmula 1: Chuva atrapalha treino classificatório em Monza

421
Com as várias interrupções do treino classificatório em função da chuva, a torcida dava um jeito de se manter seca nas arquibancadas

E. Cortez

Olá amigos! Apenas uma semana depois do GP da Bélgica, a F1 desembarcou para a etapa italiana da categoria, em Monza, uma das mais tradicionais da história. É aqui que o Mundial de Fórmula 1 despede-se também da Europa. Lewis Hamilton tirou metade da diferença que tinha para Sebastian Vettel durante as férias de verão, de 14 para sete, ao vencer em Spa e ver seu principal rival chegar logo atrás.
Monza também é um dos locais preferidos para anúncios de mudanças de pilotos e equipes. Foi na Itália, por exemplo, que Felipe Massa anunciou aposentadoria no ano passado, mudando de idéia logo após Valtteri Bottas se transferir para a Mercedes.
Mas o mau tempo no circuito atrapalhou completamente a programação de ontem. Em função da forte chuva, o terceiro treino livre teve apenas 15 minutos de duração. Com as condições de visibilidade e aderência precárias, os pilotos tiveram de passar 75% da sessão dentro dos boxes aguardando liberação da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para que pudessem deixar a garagem. Quando a pista foi liberada, coube a Felipe Massa anotar o tempo mais veloz da sessão, com 1m40s660, comandando a dobradinha da Williams na última atividade antes do treino classificatório, que também teve várias interrupções. FORMULA 1
Aliás, a sessão na manhã de ontem teve início já em bandeira vermelha, pois a chuva intensa fazia acumular quantidade considerável de água no asfalto. Porém, como o regulamento obriga um intervalo de pelo menos duas horas entre o último treino livre e a classificação, o cronômetro foi disparado no horário previsto, às 6h de Brasília.
Por volta das 10 horas, no entanto, a garoa continuava caindo – não com a mesma força de mais cedo, mas suficiente para manter a pista molhada por um tempo e exigir voltas do safety car mostrando que ainda havia bastante água na reta dos boxes. Quarenta minutos depois, nenhuma ação ainda estava programada e Sebastian Vettel aproveitou para ir à mureta dos boxes dar um tchauzinho para a torcida da Ferrari.
O mau tempo, portanto, deve ser a principal incógnita do desempenho dos pilotos hoje na pista. Mesmo em possíveis condições meteorológicas adversas, o piloto inglês voltará a mostrar a potência do Mercedes, ou a Ferrari responde com autoridade em sua casa? Isso é o que vamos ver a partir das 9 horas, quando tem início a corrida.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA