Carretas da Saúde já estão em Rio Claro

Atendimento à população terá início na segunda quinzena de setembro. Pacientes serão chamados pela Central de Regulação

210
As carretas percorreram vários bairros da cidade para que a população pudesse conhecer o novo serviço que começará a funcionar na segunda quinzena de setembro

As Carretas da Saúde chegaram a Rio Claro na manhã dessa terça-feira (29). Elas percorreram vários bairros da cidade para que a população pudesse conhecer o novo serviço que começará a funcionar na segunda quinzena de setembro. As Carretas da Saúde estão estacionadas no Espaço Mais Saúde, na Avenida Visconde do Rio Claro com a Avenida 12. Rio Claro é a primeira cidade do interior paulista a ter as Carretas da Saúde.
“A partir de hoje Rio Claro escreve uma nova página na história da saúde do município. As Carretas da Saúde chegaram e vão ajudar a população que está há muito tempo esperando por atendimento”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.
“É um compromisso com a cidade e com os pacientes que aguardam na fila para realizar mais de 37 mil procedimentos. Com as carretas, esperamos diminuir essa lista”, afirma Djair Francisco, secretário municipal de Saúde.
Os vereadores também acompanharam a chegada das Carretas da Saúde. “Na Câmara, fizemos a nossa parte e com um novo modelo de gestão baseado na economia e eficiência conseguimos repassar R$ 1 milhão para esse novo serviço que prioriza o atendimento médico aos que mais precisam”, destaca o presidente. O dinheiro foi devolvido à prefeitura em julho.
A primeira quinzena de setembro será destinada para a instalação dos equipamentos nas carretas e o treinamento dos colaboradores que vão atender a população. No Espaço Mais Saúde, as pessoas que estão na fila de espera na rede pública de saúde poderão fazer consultas, exames e cirurgias de pequena e média complexidade.
Os pacientes serão chamados pela Fundação Municipal de Saúde por meio da Central de Regulação. Para serem atendidos nas Carretas da Saúde é necessário que tenham passado por uma unidade de saúde da rede municipal.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA