Campanha de arrecadação de lacres de alumínio na Escola Municipal Antonio Maria Marrote

Muitos são os impactos ambientais que vêm ocorrendo na sociedade nos últimos anos, como por exemplo, o descarte inadequado de resíduos sólidos, como por exemplo, os provenientes do alumínio, um dos grandes vilões e prejudiciais do meio ambiente.

367
Alunos da Escola Antonio Maria Marrote com as garrafas Pets,  cheias de lacres de alumínio arrecadados

O alumínio é um metal muito utilizado na sociedade contemporânea, em diferentes setores e pela população, sobretudo nos enlatados diversos. Seu descarte inadequado pode trazer impactos ao meio ambiente, pois sua decomposição natural leva cerca de 100 a 500 anos.
Diante disso, uma saída é a adoção de técnicas de reutilização e reciclagem deste tipo de material, a partir de campanhas de coleta, trazendo benefícios em escala ambiental, evitando problemas ecológicos, e também contribuindo para geração de renda (recolhimento e venda das latinhas por catadores de matérias recicláveis).
Um dos componentes do alumínio protagonistas nestas campanhas são os lacres, que podem ser transformados em produtos de artesanato.
Nesse sentido a Escola Municipal Antônio Maria Marrote, do município de Rio Claro, tem realizado um projeto juntamente com alunos, professores e pais de alunos de recolhimento e arrecadação de lacres de latinhas de alumínio, que totalizam o preenchimento por estes lacres de 325 garrafas pets. Este projeto tem aspectos ambientais (reutilização e reaproveitamento) e sociais, uma que estes lacres foram entregues a instituições de caridade.
O reaproveitamento dos lacres das latinhas de alumínio tem-se transformado em beneficio a instituições, servindo como moeda de troca pelos seguintes objetos: andadores, bengalas, cadeiras de roda ou demais objetos de apoio.
Segundo a Coordenadora da escola, Ana Cassia Carrazone Rafael Leite, esta iniciativa iniciou-se no ano de 2016, com reunião dos educadores envolvidos em trabalhos ambientais, e tomou proporções positivas, a partir de parcerias sociais junto ao Rotary Club Rio Claro, por intermédio do Rotary Kids, que assumiu o compromisso de destinar o montante arrecadado de lacres em cadeiras de rodas, e esta ação vem sendo contínua. Assim a arrecadação contribui ao meio ambiente, mas também incentiva a solidariedade, envolvendo outras instituições, escolas, ou mesmo empresas a se engajarem nesta ação, frisa Ana Cassia.

Portanto atualmente para troca, por exemplo, de cadeiras de rodas são necessárias de 130 a 150 garrafas pets cheias de lacres. Este número é elevado, dessa forma faz-se necessário mobilizar toda a comunidade a participar destas campanhas e projetos, o que trará resultados positivos ao meio ambiente e a sociedade.

Aluno envolvido na campanha dos lacres de alumínio
Aluno envolvido na campanha dos lacres de alumínio
Aluna que colaborou na arrecadação dos lacres de alumínio
Aluna que colaborou na arrecadação dos lacres de alumínio
Porta Lacres confeccionado, e distribuído em todas as salas de aula
Porta Lacres confeccionado, e distribuído em todas as salas de aula
Alunos da Escola Antonio Maria Marrote com as garrafas Pets,  cheias de lacres de alumínio arrecadados
Alunos da Escola Antonio Maria Marrote com as garrafas Pets,  cheias de lacres de alumínio arrecadados
Porta Lacres decorados pelos alunos, e que se tornaram SLOGAN da campanha
Porta Lacres decorados pelos alunos, e que se tornaram SLOGAN da campanha
Representante da Escola e Rotary com a quantidade total de lacres de alumínio arrecadados pelos alunos
Representante da Escola e Rotary com a quantidade total de lacres de alumínio arrecadados pelos alunos
Galões de 05 litros, e Potes cheios de lacres de alumínio, coletados pelas crianças
Galões de 05 litros, e Potes cheios de lacres de alumínio, coletados pelas crianças
Latinhas de alumínio arrecadadas pelas crianças da Escola Marrote
Latinhas de alumínio arrecadadas pelas crianças da Escola Marrote

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA