AS CHAVES DO REINO

74

Ana Lucia Missaglia Guarnieri
“…tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”- Mt., 16:13-20(Evangelho, 27/08/2017).
********************************
“…é muito difícil vencer a injustiça secular, que dilacera o Brasil em dois países distintos: o país dos privilegiados e o país dos despossuídos”.Ariano Suassuna (1927-2014).
********************************
Pois, então, é Natal para o “Diário do Rio Claro” que, a primeiro de Setembro próximo, comemora seus cento e trinta e um anos de existência!!!
Há algumas décadas, colaborando com dona Cecy David, filha do fundador do “Arquivo Histórico da Família Rioclarense”, Major José David Teixeira,dela ganhei uma cruz de ouro que me trouxera da Europa.(Não fossem ladrões terem-na roubado junto a outras jóias, herdadas da família, e hoje teria provas materiais do que se conquista pelo afeto). Como gratidão e respeito se guardam no coração e na memória, as colaborações continuaram com seus descendentes, depois participando da fase de transição do “Diário do Rio Claro” para seus novos donos, Prof. Geraldo Leonardo Zanello (em memória) e Prof.a Jacira Russo Zanello,obtendo “carta branca” para colaborações diversas.
Pelo Editorial da jornalista Claudette Maria Atibaia – 18/07/2017- lemos que familiares do Prof. Zanello aceitaram o desafio de prosseguir com a luta jornalística, esperando comemorar seus 200 anos.
Hoje, a cada colaboração, ainda enviada e publicada, agradeço a Deus por tudo e a todos, pois (e pela terceira vez o citamos) “ser feliz e deixar que os outros sejam felizes” – lema da Redatora-chefe do “Diário”, Claudette Maria Atibaia– é solução para que se renove a face da Terra pelos homens de boa vontade, como nos sugere o Evangelho de Domingo, em que o Senhor dá a Pedro as chaves do Reino.
Antes de dá-las, o Senhor perguntara aos apóstolos quem era Ele na opinião deles e Pedro foi que deu a resposta perfeita, dizendo ser Ele o Cristo, o Filho do Deus vivo, confirmando sua manifestação como prerrogativa de que para ligar e desligar, na Terra e no Céu, o seu Reino, é preciso que o Pai (não a carne nem o sangue) lhes revele a Verdade.
Assim como Santa Maria Madalena foi a primeira testemunha a anunciar a Ressurreição do Senhor, hoje é Mônica Buonfiglio que nos fala sobre o natal do Senhor. Amando-se e amado pelo Pai, desde o nascimento, o Menino Jesus, descendente do Rei Davi, no seio de Maria, já veio reafirmando sua natureza nobre e a sua realeza, ganhando ouro, incenso e mirra dos Reis Magos.(“Ouro, um dos mais altos valores no sistema monetário; incenso aromático, como sua função sacerdotal e mirra, goma resinosa de árvores baixas do deserto da Arábia, pelas dores que Ele sofreria na sua Crucificação”).O Rei dos reis, crucificado! Humilhado, para que o orgulho humano da grandeza exterior fosse rebaixado.
Hoje ,Padre Aleksandr Mien, um dos pensadores contemporâneos de maior destaque, autor de um livro sobre a vida de Jesus que levou a fé a milhares de cidadãos da antiga União Soviética,é quem nos escreve: “ …o amor a ele (Cristo) fez surgirem os maciços das catedrais levantados pelas mãos do homem, guiou o estro criativo de poetas e artistas, suscitou as harmonias de sinfonias e corais. (…) No alvorecer do Terceiro Milênio, o Evangelho, que narra a vida terrena de Cristo, está traduzido em mil e quinhentas línguas e é lido em todo o mundo”. E, atualmente, no BLOG Vinhas de Luz, podemos apreciar a Sua presença profética nos meios eletrotécnicos de comunicação, obtidos pela inteligência humana.
Não basta mudar o pensamento sem ter consciência sobre o que significa estar interligado e conectado, como já nos comunicava o piloto e autor de O Pequeno Príncipe, Saint-Exupéry: você é responsável pela rosa que cativa. E a História nos mostra o que se tem construído com o bem, ou destruído pelo mal. Em 4Esd1,32, lemos:”Eu vos mandei os meus servos, os profetas, e vós os condenastes à morte e dilacerastes seus corpos, mas sobre vós cairá todo sangue inocente derramado”.De fato, o Senhor não teve piedade para com uma religiosidade farisaica , pois “ela equivale à blasfêmia contra o Espírito de Deus”.Daí a importância de agir segundo a Justiça, amar a misericórdia e viver na presença de Deus com humildade, pois Jesus deixou aos seus apóstolos uma única autoridade, a autoridade moral, que se conquista amando e servindo aos outros.
Nosso escritor, Ariano Suassuna,que se dizia fraco na Fé e na qualidade(para ele, expressão da Caridade) denominando-se como o homem da Esperança, tudo resumiu no Auto da Compadecida: “Não sei, só sei que foi assim”, muito avançando, porém, em relação à fé de nós todos: “Sonho com o dia em que o Sol de Deus vai espalhar justiça pelo mundo todo”…E para o tempo duro, onde, devido à crescente corrupção, o amor arrefecerá na maioria (Apocalipse) Ariano nos confirma na Graça do Deus-Menino. “A humanidade se divide em dois grupos: os que concordam comigo e os que estão equivocados”. O mais é “ser feliz e deixar que os outros sejam felizes”(é o peso d consciência sem peso).

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA