Escola Armando Grisi vai ganhar muro após quase dez anos de espera

Prefeitura vai contratar empresa especializada para reconstrução de muro de arrimo danificado há quase dez anos

179

Uma empresa será contratada pela prefeitura para executar o serviço que atende reivindicação da comunidade escolar que aguarda a melhoria há quase dez anos
Uma empresa será contratada pela prefeitura para executar o serviço que atende reivindicação da comunidade escolar que aguarda a melhoria há quase dez anos

A Escola Municipal “Armando Grisi”, localizada no bairro Jardim Paulista II em Rio Claro, terá reconstruído muro de arrimo em uma das laterais do terreno que cerca a unidade de ensino. Uma empresa será contratada pela prefeitura para executar o serviço que atende reivindicação da comunidade escolar que aguarda a melhoria há quase dez anos. “Uma obra simples muito aguardada pela escola que felizmente estamos conseguindo atender”, declara o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.
O edital de licitação foi publicado no Diário Oficial do Município do fim de semana. O investimento previsto é de R$ 152 mil, conforme prevê a planilha orçamentária elaborada pela Secretaria de Obras. “Aos poucos estamos conseguindo atender aos pedidos de manutenção das escolas para melhorar as condições de ensino e aprendizagem”, informa o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira.
Priscila Gama Cardoso, diretora da escola, confirma que a reconstrução do muro era uma reivindicação antiga que felizmente está sendo atendida agora. “Essa conquista é muito significativa para a escola e vai impedir que o problema se agrave”, comenta. O encerramento da licitação está previsto para o dia 13 de setembro.
A prefeitura também vai construir muro em volta das escolas Jardim das Palmeiras – Caic e Isolina Huppert Cassavia, no Jardim Brasília I. Sete empresas participaram da licitação e apresentaram propostas financeiras para executar a obra orçada em R$ 313 mil. O processo está em fase de análise da documentação para definir a vencedora. A obra deve ser iniciada em setembro com previsão de término de quatro meses.
Enquanto as três escolas aguardam a melhoria, a Escola Sueli Aparecida Marin, localizada no Jardim São João, já foi contemplada. Um muro caído em 2012 foi reconstruído entre maio e junho para alegria dos educadores e dos 200 alunos atendidos pela unidade escolar.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA