LUZES DA CIDADE MOMENTOS DE INCERTEZA

186

Estávamos eu e um amigo caminhando pela cidade quando avistei na calçada um papel com alguns escritos, catei-o e passei a ler em vós alta para nós dois que, justamente, acabávamos de comentar a situação de insegurança pela qual passamos em razão dos pronunciamentos do pessoal do governo: tratava-se de um trecho do salmo l03 de Davi com os seguintes dizeres: “ Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece daqueles que o temem. Pois Ele conhece nossa estrutura, lembra-se de que somos pó, porque o homem tem seus dias contados, como a erva; como a flor do campo, assim floresce.
Pois, passando por ela o vento, logo se vai e o seu lugar não conhece mais. Mas a misericórdia do Senhor é de eternidade a eternidade sobre aqueles que o temem e a justiça sobre os filhos dos filhos; aqueles que guardam o seu concerto e sobre aqueles
que se lembram de seus mandamentos para os cumprirem. O senhor tem estabelecido seu trono nos céus, e o seu reino domina tudo. “Bendizei ao senhor, anjos seus, magníficos em poder, que cumprem as suas ordens e obedecendo à voz da sua palavra”. “Bendizei ao Senhor todos seus exércitos, vós ministros seus que executais o seu beneplácito. “Bendizei ao Senhor todas as suas obras, em todos os lugares do seu domínio; Bendiz, ó minha alma, ao Senhor.“ Passamos então a comentar a situação atual e concordamos que este Salmo de Davi serve para nós em todos os momentos em que precisarmos confiar nos propósitos de Deus. Tais palavras nos fizeram bem porque, ultimamente, forças do mal nos ameaçam com acusações injustas eis que a ambição de certos poderosos não tem limite. Não podemos prever o futuro, mas uma coisa é certa: reconhecemos que naquele momento, apesar das dificuldades atuais, devemos nos animar com palavras das Escrituras que encontramos, oportunamente, num pedaço de papel!

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA