Rio Claro terá Semana de Prevenção e Combate à automutilação

O crescente registro de práticas de automutilação entre os jovens chama atenção de especialistas e traz grande aflição às famílias surpreendidas por este tipo de comportamento

220
Vereador Anderson Christofoletti (PMDB) na tribuna da Câmara Municipal

Rio Claro, que não é exceção nesse cenário preocupante, terá a partir de agora a Semana Municipal de Prevenção, Conscientização e Combate à Automutilação, criada pelo Projeto de Lei 76/2017, de autoria do vereador Anderson Christofoletti (PMDB), aprovado em segunda discussão pelo plenário da Câmara Municipal na última segunda-feira, 14.
Nesta semana, que ocorrerá anualmente no mês de setembro, serão desenvolvidas ações como palestras com médicos e especialistas, grupos religiosos e de apoio à família, para conscientização da população a respeito da doença e suas características, além dos meios de prevenção e recuperação.
“A ideia é fazer com que o indivíduo treine e desenvolva o seu autocontrole, prevenir, orientar e ajudar os pais, trazer à tona que o problema existe e criar situações para que o adolescente não se envolva na solidão e nos problemas pessoais não resolvidos que o levam à automutilação” – explica Anderson.
A automutilação é caracterizada como qualquer comportamento intencional envolvendo agressão direta ao próprio corpo com ou sem intenção consciente de levar ao suicídio. Segundo o vereador, pesquisas apontam que esse comportamento afeta cerca de 20% dos jovens brasileiros.
De acordo com especialistas, as práticas geralmente têm como objetivo o alívio de dores emocionais e, em grande parte dos casos, tem sido observada sua crescente associação a problemas como depressão, transtorno bipolar, síndrome do Pânico, bulimia, anorexia, bullyng, epilepsia, problemas emocionais, transtornos alimentares e ao jogo da baleia.
“Fico feliz por ter aprovado mais um projeto que defende a vida e à família. O objetivo é chamar a atenção e requerer a participação da comunidade para a discussão sobre esse tema tão importante”, ressalta Anderson Christofoletti.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA