Prefeitura reafirma apoio a Associação Novo Tempo e entrega cestas básicas

As 24 famílias que integram a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Novo Tempo receberam na manhã dessa quinta-feira (17) cestas básicas da administração municipal, por meio do Fundo Social de Solidariedade. “Vem em boa hora, vai ajudar bastante, pois já estavam começando a faltar as coisas em casa”, comentou Rosangela Donizete dos Reis. “Nossa esperança é terminar logo nosso barracão para coletar mais materiais e melhorar a renda”, afirmou Josilma de Jesus Fonrozo, presidente da entidade.
“No que depender da prefeitura, este sonho vai se concretizar, pois vamos continuar apoiando o trabalho de vocês”, disse aos catadores o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Realmente precisamos deste apoio e agradecemos, pois sem a participação da prefeitura não seria possível ter o barracão”, comentou Josilma. “O foco hoje é ter um teto, depois caminhamos firmes em frente”, ressaltou Luci Bonatti, vice-presidente da associação.PREFEITURA REAFIRMA APOIO A ASSOCIAÇÃO (2)
O barracão está sendo construído pela Associação Novo Tempo ao lado do ecoponto do Jardim Inocoop, em área doada no início do ano pela prefeitura, que também realizou o trabalho de terraplenagem e, por intermédio do Daae, providenciou a ligação de água. “Estamos conversando com a Elektro para instalar energia elétrica para vocês”, anunciou Paulo Roberto de Lima, secretário municipal de Obras. O vice-prefeito e secretário municipal de Segurança, Marco Antonio Bellagamba, disse que a Guarda Civil Municipal passará a fazer rondas noturnas no local.
Nos próximos dias, um débito de R$ 3 mil da Associação Novo Tempo com um estabelecimento de material de construção será quitado com dinheiro conseguido em doação da Fraternidade Feminina (Frafem) de uma construtora, conforme anunciou a presidente da entidade, Luciana Bellagamba. A dívida é referente a materiais utilizado na construção do barracão.
Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social, informou que as famílias dos catadores de recicláveis passarão a receber produtos da horta municipal. O Banco de Alimentos, que funciona em parceria da Udam e Secretaria Municipal de Assistência Social, também está cadastrando as famílias. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente também apoia o trabalho dos catadores.

Adoções no canil municipal dobram em julho

Quarenta e quatro animais que estavam no canil municipal de Rio Claro foram adotados em julho. A quantidade, recorde, é o dobro da média mensal de adoções registrada no primeiro semestre deste ano. Uma das ações recentes da prefeitura para fazer do canil referência para quem quer adotar é a implantação de microchips nos animais que serão adotados. “É um procedimento que auxilia na identificação dos animais e contribui para inibir maus tratos e abandonos”, explica a diretora do diretora do departamento municipal de Proteção Animal (DPA), Solange Mascherpe.
De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, a quantidade de animais adotados no canil municipal varia mês a mês, mas o crescimento em julho foi bastante significativo. Nos seis primeiros meses deste ano, 132 cães e gatos do canil foram adotados – 22 por mês, em média, metade do registrado no mês passado.
Os animais recolhidos no canil municipal são bem cuidados e quem adotar levará para casa cães e gatos clinicamente saudáveis. No canil são aplicadas vacinas antirrábica e V-8 (que previne contra cinomose, parvovirose e leptospirose) e realizados procedimentos como vermifugação e castração, além de exames clínicos e de sangue. O canil municipal possui baias individuais, coletivas e as especiais, para cães e gatos em recuperação, além de centro cirúrgico, ambulatórios veterinários e área de soltura.
AdoçãoADOÇÕES NO CANIL DOBRAM EM JULHO (2)
É fundamental ficar atento a alguns cuidados ao se decidir ter animal de estimação. A prefeitura destaca que é preciso considerar aspectos como o espaço físico disponível, os recursos para alimentar e cuidar da higienização do animal, a empatia dos demais membros da família e as opções para não haver abandono caso a família viaje.
Os interessados em adotar podem visitar o canil municipal, que abre diariamente e abriga cerca de 130 animais entre cães e gatos. Localizado na Avenida das Indústrias, sem número, no Distrito Industrial, o canil atende de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas e aos sábados, domingos e feriados, das 7 às 12 horas. É necessário levar um documento de identificação.
A fanpage do canil municipal no Facebook está no endereço www.facebook.com/canilrioclaro e é opção para a comunidade ver quais os animais abrigados a espera de adoção. Os interessados também podem entrar em contato pelo telefone 3532-4115.

Prefeitura de Rio Claro instala limitador de altura na divisa com Santa Gertrudes

Limitador de altura foi instalado nessa quinta-feira (17) pela prefeitura de Rio Claro na Rua Batista Russo, próxima à divisa com Santa Gertrudes. A partir da instalação do equipamento, não é permitido o tráfego de veículos com mais de 2,90 metros nos dois sentidos da via.
“A medida visa melhor organização no trânsito de caminhões na malha viária do município”, observa Adilson Marques, diretor de trânsito.
O limitador de altura foi instalado entre a linha férrea e a Rua 4PF, no bairro Porto Fino. Os motoristas devem se atentar à sinalização e respeitar o limite de altura máximo eastabelecido para evitar danos e acidentes. O local está devidamente sinalizado.

PREFEITURA DE RIO CLARO INSTALA LIMITADOR (1)

Tem início a Festa de Santa Rosa de Lima 

Dia 17 de agosto, quinta-feira, às 18h30, ocorreu a recitação do Terço e 19h Missa de abertura do Tríduo Preparatório;
Hoje, dia 18, sexta-feira, recitação do Terço, às 18h30; Santa Missa, às 19h e após, uma movimentada quermesse.
Dia 19, sábado, recitação do Terço, às 18h30; Santa Missa, às 19h e após, quermesse com música ao vivo por Luiz Fernando e Felipe.
Dia 20, domingo, Procissão, às 18h; Missa Solene, às 18h30 e após, quermesse.
Dia 23, quarta-feira, dia de Santa Rosa de Lima, recitação do Terço, às 19h30.
O evento acontece na Capela Santa Rosa de Lima localizada na Avenida M51, nº 2.066 – Jardim Progresso. Mais informações: (19) 3527-3112.

Santa Rosa de Lima é lembrada dia 23 de agosto
Para todos o dia de Santa Rosa de Lima é de grande alegria, pois é celebrada a memória da primeira santa da América do Sul, Padroeira do Peru, das Ilhas Filipinas e de toda a América Latina. Santa Rosa nasceu em Lima (Peru) em 1586; filha de pais espanhóis, chamava-se Isabel Flores, até ser apelidada de Rosa por uma empregada índia que a admirava, dizendo-lhe: “Você é bonita como uma rosa!”.
Rosa bem sabia dos elogios que a envaideciam, por isso buscava ser cada vez mais penitente e obedecer em tudo aos pais, desta forma, crescia na humildade e na intimidade com o amado Jesus. Quando o pai perdeu toda a fortuna, Rosa não se perturbou ao ter que trabalhar de doméstica, pois tinha esta certeza: “Se os homens soubessem o que é viver em graça, não se assustariam com nenhum sofrimento e padeceriam de bom grado qualquer pena, porque a graça é fruto da paciência”.
A mudança oficial do nome de Isabel para Rosa ocorreu quando ela tomou o hábito da Ordem Terceira Dominicana, da mesma família de sua santa e modelo de devoção: Santa Catarina de Sena e, a partir desta consagração, passou a chamar-se Rosa de Santa Maria. Devido à ausência de convento no local em que vivia, Santa Rosa de Lima renunciou às inúmeras propostas de casamento e de vida fácil. Começou a viver a vida religiosa no fundo do quintal dos pais e, assim, na oração, penitência, caridade para com todos, principalmente índios e negros, Santa Rosa de Lima cresceu na união com Cristo, tanto quanto no sofrimento, por isso, tempos antes de morrer, aos 31 anos (1617), exclamou: “Senhor, fazei-me sofrer, contanto que aumenteis meu amor para convosco”.
Foi canonizada a 12 de abril de 1671 pelo Papa Clemente X.

Prefeitura inicia iluminação e amplia número de obras na região do Terra Nova 

A Avenida Marco Antonio Padula, em frente ao Centro Social e Esportivo Claretiano, está recebendo reforço na iluminação pública. A obra foi um dos locais vistoriados na manhã desta quarta-feira (16) pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, na região do bairro Terra Nova, onde a prefeitura está realizando uma série de obras, incluindo moradias.
No entorno do centro social serão instalados 185 metros de cabo e 10 braços com 10 lâmpadas brancas de vapor metálico de 250 watts. “O reforço na iluminação pública beneficia a comunidade que terá mais segurança”, destaca Juninho, que esteve no local acompanhado de vereadores e secretários municipais.
Também foi inspecionado o canteiro de obras da creche que vai atender 120 crianças. A obra foi retomada neste ano depois de ficar quase dois anos parada e o convênio com o governo estadual ter sido cancelado. A administração municipal, com o apoio do deputado Aldo Demarchi, conseguiu reativar o convênio e retomar a obra que deverá ser concluída até o fim deste ano. O investimento é de R$ 1,7 milhão, sendo R$ 427,8 mil de contrapartida do município.
Outra obra visitada foi a construção da segunda pista da ponte que liga os bairros Jardim Novo e Terra Nova. Nesta semana estão sendo instaladas as grades de proteção nas laterais. A próxima etapa é construir as calçadas, reforçar a iluminação e fazer os retoques finais para liberar a pista que está interditada para realização dos trabalhos.
Vice-presidente da Câmara Municipal, o vereador Júlio Lopes ressalta o empenho dos secretários municipais em acelerar as obras. “Quem ganha é a comunidade. A ponte vai facilitar o acesso das crianças ao complexo educacional e gerar economia no transporte escolar”, comenta lembrando que a creche quase foi perdida devido à extinção do convênio, mas felizmente foi recuperada.
Também participaram da visita técnica os secretários Adriano Moreira (Educação) e Paulo Roberto de Lima (Obras); o diretor de Alimentação Escolar, Mário Veiga; os vereadores Geraldo Voluntário, Rafael Andreeta, Irander Augusto e Val Demarchi; e os assessores parlamentares Marcelo Venâncio e Anelise Gemignani, dos gabinetes dos vereadores Ney Paiva e Maria do Carmo Guilherme.

Prefeitura inicia construção de rotatória na Avenida 2-JF com Avenida M-25

Uma rotatória está sendo implantada pela prefeitura de Rio Claro em movimentado trecho do Jardim Floridiana, no acesso ao Distrito Industrial e ao Grande Cervezão – região mais populosa do município. O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, acompanhou na quinta-feira (17) a obra, no cruzamento da Avenida 2-JF com Avenida M-25. “É mais um ponto turbulento do trânsito que estamos organizando”, comenta Juninho, que esteve no local acompanhado do vereador Julio Lopes e do secretário de Obras, Paulo Roberto de Lima.
Segundo Julio Lopes, que fez requerimento solicitando a obra, a necessidade de melhorar o trânsito naquele cruzamento é antiga. “Há mais de oito anos venho pedindo uma solução para o problema”, recorda. “Muitas vias convergem para este cruzamento, que fica nas imediações de escola e clube, e por onde transitam muitos veículos de outras regiões da cidade”, acrescenta.
A opção por uma rotatória foi adotada pelo fato da ideia inicial, de instalar semáforos, não ser a melhor para o local, como confirma o diretor de Mobilidade Urbana da prefeitura, Adilson Marques. “A rotatória ali é ideal para disciplinar o trânsito e deixar o fluxo de veículos mais seguro”, explica.
O secretário de Obras, Paulo Roberto de Lima, esclarece que o trabalho, que começou na quarta-feira (16), está sendo feito com mão de obra da própria prefeitura. “Estamos trabalhando em ritmo acelerado para que a rotatória seja entregue o mais breve possível, eliminando esse gargalho no trânsito”, comenta.

 

Câmara de Rio Claro realiza solenidade para entrega da Medalha Produtor Rural na próxima segunda-feira

Diante do êxodo rural, muitas pessoas resistem mantendo a tradição familiar e desta forma contribuindo para que o município tenha setor agrícola aquecido no que diz respeito a produção e venda.
Com o objetivo de prestar justa homenagem a estas pessoas que acordam muito antes do raiar do sol para cuidar de plantações e criações, a Câmara Municipal desde 2013, através do Decreto Legislativo 449/2013, instituiu a Medalha Produtor Rural do Ano com apoio da Associação dos Produtores rurais de Rio Claro, Sindicato Rural, Conselho dos Produtores Rurais, Casa da Agricultura e Secretaria Municipal de Agricultura.
A solenidade neste ano será realizada na próxima segunda-feira, às 19h30, no Plenário da Câmara Municipal. Autor do Decreto Legislativo, o vereador Julinho Lopes (PP) informa que neste ano serão homenageados os seguintes produtores: Antônio Marin Viscaíno, Roseli Schiavi Franco Pereira, Moacir Altarugio, Esequiel de Oliveira, Vail Altarugio, Liberato Hepfener Filho, Euclides Altarugio e Guilherme Altarugio Filho.
“A Câmara, com a Medalha Produtor Rural, abre espaço para homenagear as pessoas que atuam em uma área importante para a economia da cidade”, comenta Julinho Lopes. “Estes produtores enfrentam adversidades, como a seca que recentemente castigou o solo, os desafios para o escoamento da produção pelas estradas rurais e até os riscos causados pela violência crescente na zona rural para manter a tradição familiar e desta forma garantir o sustento e ao mesmo tempo contribuir com a cidade”, acrescenta o parlamentar.

Geduc da Guarda Civil orienta 445 alunos neste semestre

Cerca de 170 alunos da escola municipal Monsenhor Martins, em Rio Claro, recebem orientações nesta sexta-feira (18) do programa Guarda Educacional (Geduc). É parte da programação da primeira semana de atividades do Geduc neste segundo semestre. Um total de 445 crianças do terceiro ano do Ensino Fundamental está sendo atendido pela ação educativa, realizada pela prefeitura. As ações são coordenadas pela Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana, por meio da Guarda Civil Municipal.
O tema geral das orientações em sala de aula é “Drogas, não entre nessa”, com ampla abordagem. “Falamos sobre convivência, bullying, Estatuto da Criança e do Adolescente, valores sociais, drogas lícitas e ilícitas, as pressões de grupos e da mídia, e auto-estima”, explica a Guarda Civil Sabrina Christofoletti. Neste semestre cada um desses assuntos está sendo desenvolvido, semanalmente, nas escolas Ephraim Ribeiro dos Santos (segundas-feiras), Marcelo Schmidt (terças), Antonio Maria Marrote (quartas) e Monsenhor Martins (sextas).

GEDUC DA GUARDA CIVIL ORIENTA (1)
Às quintas-feiras o Geduc realiza palestras com temas variados para as unidades de ensino interessadas. Nesta quinta-feira (17) a palestra da Guarda Civil Municipal abordou os perigos do cerol em atividade para estudantes da escola municipal Sérgio Hernani Fittipaldi. Para agendar palestra do Geduc é preciso entrar em contato com a Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Civil e Mobilidade Urbana pelo telefone 3522-2277, ou encaminhar ofício à pasta.
O Geduc é uma ação da Guarda Civil Municipal no âmbito da prevenção, educando crianças e adolescentes em trabalho conjunto com a Secretaria Municipal da Educação. Além de falar de temas diretamente ligados à segurança pública, como drogas e cerol, as orientações do Geduc também estimulam valores como o respeito, cooperação, amor, solidariedade, humildade, afetividade, auto-estima e paz, para ajudar os jovens a construírem uma visão de mundo saudável e cidadã.

Guarda civil localiza chassi de motoneta

Na manhã de quinta-feira 17/08/2017, por volta das 09h50, a viatura 4.86 da Guarda Civil com os GCMs Gonçalves e Andrade, em patrulhamento pela Estrada Velha de Ipeúna localizou em meio ao canavial um chassi com motor e bengala de uma motoneta aparentando ser uma Honda Biz. Não foi possível ter a identificação precisa, já que o chassi e o motor estavam com os números suprimidos.

Solenidade de valorização Policial Militar e alusiva ao 28º Aniversário do 37º BPMI

Na oportunidade em que também foi celebrado o 28º aniversário da instalação do Trigésimo Sétimo Batalhão de Polícia Militar do Interior.
O reconhecimento do trabalho prestado pelo policial militar, o equilíbrio entre as aspirações individuais e as necessidades da organização Policial Militar, o treinamento e o desenvolvimento das potencialidades do efetivo da Unidade, resultam no aperfeiçoamento da Instituição e no seu sucesso como órgão de prestação de serviços à comunidade, e a tríade estimular-reconhecer-premiar condiz com uma sequência lógica e natural de satisfação àqueles que tentam conquistar seu espaço profissional e por isso adotamos como boa política de administração de recursos humanos, enaltecer o policial militar que se destaca por sua atuação profissional e/ou junto à comunidade, realizando assim a solenidade de valorização policial.
O evento também celebrou o 28º aniversário do Trigésimo Sétimo Batalhão na cidade, o qual foi criado em 15 de agosto de 1989, sendo atualmente responsável pelo policiamento ostensivo em uma área com 08 municípios e uma população de aproximadamente 294.000 habitantes.
Comandado pelo Tenente Coronel PM Márcio Silveira Franco, tem a missão de zelar pela segurança, ordem e bem estar social, sempre pautada na legalidade e na observância dos princípios éticos e morais.

Câmara realiza palestra com alunos do ensino médio no Colégio Alem

Para realizar a atividade, o estabelecimento de ensino solicita a participação da Câmara de Rio Claro a qual abre suas instalações para visitas e realiza palestras.
Através deste trabalho, estudantes têm condições de conhecer, com detalhes, como funciona o Legislativo, suas atribuições, bem como sanar dúvidas diversas, entre elas as funções desempenhadas pelos vereadores e o processo eleitoral.
Na noite da última terça-feira, 15, o procurador jurídico da Câmara Municipal Ricardo Penteado foi o palestrante no estabelecimento de ensino com alunos do curso noturno. Primeiro secretário da atual Mesa Diretora, o vereador Geraldo Voluntário também acompanhou os trabalhos e ainda respondeu algumas perguntas.
Os representantes da Câmara foram recepcionados no colégio pelo professor de História e Filosofia Rafael Christofoletti, a coordenadora pedagógica Cristine Alem e a diretora Rita Alem. “Trata-se de um canal importante para ambos os lados”, disse Geraldo Voluntário. “A Câmara, através desta atividade, tem condições de conversar e sanar dúvidas dos estudantes que encontram-se em uma fase importante da vida bem como eles têm a oportunidade de conhecer como funciona o Legislativo e esclarecer dúvidas sobre o que cabe ou não ao vereador realizar no dia a dia”, acrescentou.

Rio Claro terá Semana de Prevenção e Combate à automutilação

Rio Claro, que não é exceção nesse cenário preocupante, terá a partir de agora a Semana Municipal de Prevenção, Conscientização e Combate à Automutilação, criada pelo Projeto de Lei 76/2017, de autoria do vereador Anderson Christofoletti (PMDB), aprovado em segunda discussão pelo plenário da Câmara Municipal na última segunda-feira, 14.
Nesta semana, que ocorrerá anualmente no mês de setembro, serão desenvolvidas ações como palestras com médicos e especialistas, grupos religiosos e de apoio à família, para conscientização da população a respeito da doença e suas características, além dos meios de prevenção e recuperação.
“A ideia é fazer com que o indivíduo treine e desenvolva o seu autocontrole, prevenir, orientar e ajudar os pais, trazer à tona que o problema existe e criar situações para que o adolescente não se envolva na solidão e nos problemas pessoais não resolvidos que o levam à automutilação” – explica Anderson.
A automutilação é caracterizada como qualquer comportamento intencional envolvendo agressão direta ao próprio corpo com ou sem intenção consciente de levar ao suicídio. Segundo o vereador, pesquisas apontam que esse comportamento afeta cerca de 20% dos jovens brasileiros.
De acordo com especialistas, as práticas geralmente têm como objetivo o alívio de dores emocionais e, em grande parte dos casos, tem sido observada sua crescente associação a problemas como depressão, transtorno bipolar, síndrome do Pânico, bulimia, anorexia, bullyng, epilepsia, problemas emocionais, transtornos alimentares e ao jogo da baleia.
“Fico feliz por ter aprovado mais um projeto que defende a vida e à família. O objetivo é chamar a atenção e requerer a participação da comunidade para a discussão sobre esse tema tão importante”, ressalta Anderson Christofoletti.

Darcy Ribeiro Compreendendo o Brasil Matriz Lusitana

Na trindade majoritária étnica que compõe a formação do Brasil temos como raiz os portugueses, cuja história vem da Idade Média, e inseparável da Espanha.
O que hoje conhecemos como Portugal, uma das nações mais antigas da Europa, teve a sua independência em 1143, depois de ter passado diversos povos que deixaram suas marcas no povo que conhecemos hoje.
Sujeito às mais variadas e regulares invasões, o país recebeu uma variada sucessão de habitantes ao longo dos séculos.
Portugal, do descobrimento, rivalizava o monopólio político e econômico com a Espanha, e representava uma vanguarda para os povos europeus. Precoce como nação, suas características marcantes eram a síntese da ousadia.
Fronteiriço à Espanha, a única saída dos portugueses para o mundo era através do mar, o que o forjou como um país de pescadores e de grandes navegadores por uma questão de sobrevivência.
Foi por meio das raízes arábicas que os portugueses dominaram a técnica da construção de navios com leme e com velas, onde conseguiram enfrentar os humores do alto mar, resultando na formação tecnológica e científica de desbravadores.
Da economia agropastoril, fruto da junção de povos como lusitanos, galegos, célticos, vários caminhos formaram a gênese do povo português.
A contribuição fenícia, em síntese, está na metalurgia de ferro, nas primeiras formas de escrita, e no conceito de cidade. Os gregos e cartagineses trouxeram o espírito navegador e o comércio. Com a invasão romana, levou o latim à guerra. Os árabes ensinaram os algarismos, o mosaico colorido, o moinho de água, o azulejo, o açúcar. Do judaísmo, vieram o anel do dedo e o mercantilismo.
Com a luta pela sua independência, a expulsão dos árabes mouros, e com os castelhanos espanhóis, Portugal se firma como povo, como nação.
Dentro desse panorama histórico, o reino de Portugal fica subordinado, literalmente, ao comando romano, onde a Santa Sé tem papel preponderante quando o rei crê que sua missão agrega o processo civilizatório por meio das Cruzadas.
As Cruzadas foram movimentos militares cristãos que marcharam em direção à Terra Santa com a finalidade de ocupá-la e mantê-la sob o domínio cristão. Esse conceito estendeu-se ao novo mundo com o protagonismo de Portugal e Espanha.
O rei de Portugal, amparado pela autoridade divina, outorgada pela cadeira petrina, obtém licença para escravizar ou exterminar aqueles que não professem a fé romana, como no caso dos índios brasileiros.
Somam-se a isso as necessidades da corte mercantil que via na nova terra, uma oportunidade singular de ganhar dividendos sob a égide de uma economia escravagista. Nascem desse apoderamento das terras tupiniquins, os primeiros conflitos civilizatórios.

Henrique Matthiesen
Bacharel em direito
Jornalista

Ciência sem futuro

A educação superior de qualidade é feita majoritariamente pelas universidades públicas, como têm mostrado vários índices e indicadores internacionais. A associação entre atividades de ensino, de pesquisa e de extensão é primordial para a excelência acadêmica. Os alunos têm acesso ao conhecimento de fronteira em sua formação e podem participar do desenvolvimento e criação desse conhecimento por meio de bolsas de pesquisa, atividade que é continuada nos programas de pós-graduação. Assim, causam enorme preocupação – apesar de não surpresa – os anúncios de que o CNPq (Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico) atingiu o limite orçamentário para o repasse e pagamento dessas bolsas.
No governo Itamar Franco houve um realinhamento e maior reconhecimento das atividades de pesquisa científica, com boa recuperação dos valores das bolsas de estudo das agências de fomento federais. A política foi mantida nos governos tucanos e petistas, com algumas apreensões quanto a atrasos nos pagamentos, mas com forte consolidação e expansão do sistema, especialmente nos últimos 15 anos.
Deixar de pagar as bolsas de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado é podar o futuro de cientistas e profissionais. Na verdade, é podar boa parte da ciência no país, que é feita pelos alunos e não pelos pesquisadores, dedicados a suas necessárias atividades didáticas e de coordenação de projetos, mas também atolados nas extenuantes atividades burocráticas.
São esses os profissionais que fazem a ciência de que tanto o Brasil precisa para seus saltos de qualidade, que não acontecerão no curto prazo e precisam do necessário tempo de consolidação e amadurecimento. No império da ignorância, cresce a crença. Uma corrente tem defendido a ciência por meio da criação do “Partido da Ciência”, mas um partido científico teria um papel de alerta, porém, provavelmente, pouca força política. Precisamos, sim, difundir a importância da experimentação científica para nossa compreensão do mundo e produção de tecnologia – o que demanda gente trabalhando nos laboratórios das universidades.
Prospera o discurso do utilitarismo que defende que apenas setores produtivos devam ser bancados pelos recursos públicos, e o pagamento de bolsas é financiar apenas a formação de um aluno especializado, o que é uma falácia ou argumento de pouca visão. O agronegócio, por exemplo – notório pelos aumentos de produtividade e desenvolvimento de espécimes resistentes – se beneficia desses profissionais. Boa parte dos técnicos, engenheiros e outros profissionais do setor tiveram, em algum momento de suas formações, o recebimento de bolsas que os incentivaram a continuar a formação e até retardar a vida profissional remunerada para se especializarem.
Dirão que o cobertor é curto, mas também o acobertado é oculto. É muito provável que alguma solução será encontrada nos próximos dias, pois há forte repercussão contrária, especialmente nos meios televisivos de maior sensibilização à população. A preocupação, porém, não diminui: outro setor tão importante quanto o de bolsas será descoberto e não será o das valiosas emendas parlamentares.

Adilson Roberto Gonçalves é doutor em química pela Unicamp, livre-docente pela USP e pesquisador no IPBEN – Unesp de Rio Claro – SP.

“INVISTA NO FUTURO, COMPRE OVOS”

Muito se prega que para ser bem sucedido você tem que ter motivação para fazer as coisas. E pouco se comenta para fazer as coisas que gosta. Tem uma enorme diferença entre estar motivado e o que gosta.
Para aumentar suas áreas de habilidades seja sábio. Salomão com toda a sua riqueza pediu a Deus somente sabedoria. Para ter mais recursos seja sábio. Não lute para ser motivado. Lute para ser sábio. Não há nada pior que ir além da motivação e continuar a ser ignorante. Dá para imaginar o que é ser um burro supermotivado?
Imagine que você vai a um show de um cantor famoso, e teve a oportunidade de antes do show visitar seu camarim. E naquela empolgação olha para o artista e diz: — Olha nesta multidão de fãs que estão te esperando no palco, está também uma pessoa que mais amo; capricha na voz, hein! Será que é necessário lhe dizer isso para que ele se empenhe?
Atente para este ponto: se você faz o que gosta, não precisa de muita motivação. E se você não faz o que gosta, motivação nenhuma vai tirá-lo do lugar comum e torná-lo especial. Nem tudo está perdido; se você não gosta de alguma coisa, passe a conhecê-la, porque de tanto conhecer, você pode acabar gostando e de tanto gostar vai acabar conhecendo.
Conhecer é o primeiro passo para alcançar a motivação. As vezes o conhecimento também pode destruir o gostar. Quanto mais você conhece sobre o “inferno” menos vai gostar dele, não é?
Para continuar muito motivado foque pela sabedoria para conhecer. Ou seja, conheça para gostar, pergunte para conhecer, assim poderá gerar em sua mente a interminável busca da curiosidade e da investigação.
Jô Soares certa vez levou ao deliro sua platéia quando disse: “Invista no futuro, compre ovos”. A sabedoria de conhecer o que você gosta e fazê-lo bem é poder transformar o que já é(ovo) pelo que será(ave). Transformar o que ainda não é(futuro) no que já é(presente). O grande segredo não é não é você olhar para o presente e prever o futuro e melhorar ou destruir o seu presente.
Quando o telefone se popularizou nos EUA, foi feito uma pesquisa para saber o que as pessoas mais desejavam para melhorar o serviço. Pediram que tivessem mais liberdade para andar com o telefone no cômodo da casa. Aumentaram a metragem do fio. Por que não pensaram antes no telefone sem fio? Só a informação não vale nada.
Como pretende usar sua informação (o que você já sabe) para melhorar a qualidade de vida das pessoas que interagem com você? Quando vai pensar em melhorar o seu bairro? Nas coisas que você faz? E em algo para melhorar a vida de outras pessoas? Talvez pensando assim você se surpreenda que mais cedo ou mais tarde em um momento de sua vida comprando ovos. Portanto invista mais em você e não permita que ninguém conduza os rumos de seu destino. Somente o Criador e você têm o direito de mudar sua estória. Pense nisso!
Dr. José Roberto Teixeira Leite é Cirurgião Dentista e Coach em PNL
Email: pnljoseli@gmail.com

Recuperação da antiga sede do Telesp Clube abre caminho para a zona sul contar com projeto social

A proposta apresentada pelo vereador Adriano La Torre (PP), que tem como objetivo principal a recuperação do local possibilitando a sua utilização pela comunidade da zona sul da cidade, conta com apoio da Prefeitura de Rio Claro através da Secretaria Municipal de Esporte e Turismo (Setur) que tem como titular Ronald Penteado.
Nesta semana, o parlamentar esteve no local acompanhado do secretário municipal onde constatou o avanço nos serviços, em andamento, para recuperar a infraestrutura da área. O Professor Claudinho, que conta com projeto social naquela região, acompanhou a vistoria.
O abandono da antiga área do Telesp Clube causou transtornos diversos às famílias que residem nas imediações. Os problemas giram em torno da ocupação ilegal. De acordo com relatos, a área construída para abrigar atividades de esporte e lazer, em ruínas, por muito tempo passou a abrigar viciados em entorpecentes.
“Recebemos a solicitação do vereador La Torre e verificamos a possibilidade de dar uma atenção especial à esta área de forma a devolvê-la para a comunidade”, comenta Ronald Penteado. “O serviço será realizado por etapas devido à extensão do terreno. Na primeira delas, a meta é deixar o campo de futebol em condições de uso para que o Professor Claudinho possa colocar a garotada para praticar esporte resgatando a vida e o bom convívio aqui”, acrescentou o titular da Setur.
Adriano La Torre reconhece o esforço da administração municipal em atender a solicitação que é da comunidade do Jardim Esmeralda e região e está a frente da iniciativa por entender que a importância do esporte principalmente para crianças e jovens. “Este problema se arrasta há mais de 10 anos. Isso é um absurdo. Agora, com o apoio da Setur a zona sul terá mais uma importante praça esportiva à disposição”, completou.
Histórico
A área do antigo Telesp Clube, já em estado de abandono, chegou a ser repassada para o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal em 2007 através da Lei 3775 com o objetivo da construção da sede social da categoria mas o projeto não tornou-se realidade. De lá prá cá, outras iniciativas de ocupação foram discutidas sem sucesso. Agora, a Prefeitura de Rio Claro busca dar uma definição a partir da recuperação do campo de futebol.