Escolas municipais do complexo educacional terão câmeras de monitoramento

Prefeitura vai instalar 36 câmeras de vídeo nas escolas com o objetivo de proporcionar maior segurança aos estudantes e comunidade escolar

171
A previsão é de que os trabalhos comecem nos próximos dias e que o sistema de monitoramento entre em funcionamento no mês que vem

A partir do próximo mês, as escolas municipais do complexo educacional do Jardim Novo 1 vão contar com sistema de monitoramento eletrônico interligado ao trabalho da Guarda Civil Municipal (GCM). No total serão instaladas 36 câmeras de vídeo nas três unidades municipais de ensino: sendo 10 câmeras na Sebastião Ambrózio, 12 na Hélio Jorge dos Santos e outras 24 na escola Angela Monaco Perin Aily, que juntas atendem mais de 1.300 estudantes. “Nossa prioridade no momento é garantir a segurança das crianças para que elas possam ter um ambiente seguro e propício para aprendizagem”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que visitou o complexo nesta quinta-feira (10).
A notícia foi muito bem recebida pela comunidade. “Estou muito feliz, é uma maravilha saber que nossos filhos vão ter mais segurança na escola”, comentou Débora Otir de Araújo Santos. Juntamente com as amigas Michele Aparecida de Araújo e Waleska Cristina Severino de Camargo, Débora conversou com o prefeito sobre o assunto.
A licitação para a aquisição dos equipamentos e instalação foi encerrada em julho e o contrato com a empresa vencedora já foi assinado. A previsão é de que os trabalhos comecem nos próximos dias e que o sistema de monitoramento entre em funcionamento no mês que vem. O investimento é de R$ 27,3 mil. “As câmeras serão instaladas dentro e fora da escola numa ampla área de cobertura”, explica o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira, que acompanhou o prefeito na visita ao complexo educacional junto com os diretores Jailson Malta Miranda da Silva (Acompanhamento de Obras) e Mário Davi do Amaral Veiga (Alimentação Escolar).
Além do sistema de monitoramento, o complexo educacional terá outras melhorias. A prefeitura vai investir R$ 330 mil em serviços de reforma, dinheiro oriundo de repasse do governo estadual para investimento no setor de educação. Os recursos foram liberados após o governo municipal conseguir “limpar o nome da cidade” e obter a Certidão Negativa de Débitos Tributários (CND) no dia 7 de julho. O principal pleito dos educadores é construir entradas independentes para cada unidade.
Além das três escolas municipais, o complexo educacional ainda abriga a escola estadual Januário Sylvio Pezzotti, com 900 alunos do ensino fundamental 2, ensino médio e supletivo.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA