PÉROLAS PRECIOSAS

184

Ana Lúcia Missaglia Guarnieri
“O Reino dos Céus é também como um comprador que procurou pérolas preciosas. Quando encontra uma pérola de grande valor, ele vai, vende todos os seus bens e compra aquela pérola”(Mt. 13, 44-52). Leitura do Evangelho de 29/30-07-2017.
*******************************
“Protegei, ó Senhor, aqueles que caminham conosco e ajudai-nos a respeitar a todos, pedestres e transeuntes ,agindo sempre com prudência. (…) Protegei, ó Senhor, nossos jovens para que sejam protagonistas da nova sociedade do terceiro milênio. Confortai, ó Senhor, as famílias que perderam pessoas queridas, vítimas do cruel trânsito brasileiro. Dai-lhes esperança necessária para viverem sem condenação ou rancor. Que possam, Senhor, descobrir vossa presença na Natureza e em tudo que nos rodeia, amando cada vez mais a vida. Amém”.”DIÁRIO DO RIO CLARO”,25/07/2017.
*********************************
Dia 25/07/2017, quando se comemorou o Padroeiro dos motoristas, São Cristóvão, a sua Oração (cujas palavras finais estão repetidas acima) foi comentada com Sr. Odair que nos trazia de volta de um pagamento feito à Loja mais tradicional do Bairro Cidade Nova. Comovido,ele comentou: O bem atrai o bem, é certeza. A realidade da vida é como aquele amigo que comendo uma tâmara e querendo plantar seu caroço, foi advertido por outro, dizendo-lhe que aquela árvore demora cem anos para dar frutos ao que o cultivador da natureza responde:” – Mas para eu comer a fruta, hoje, alguém plantou”.
E o Evangelho sobre as Pérolas Preciosas teve a abertura de Dom Orlando Brandes, na Basílica de Aparecida, com a leitura da mensagem do Papa Francisco, enviada especialmente para o encerramento do Rota300, movimento com a participação de mais de dois mil jovens, vindos de várias regiões brasileiras para a grande comemoração histórica da nossa Padroeira. Enfaticamente Dom Orlando procedeu à sua leitura, aqui resumida:” Com a união da cabeça ao corpo, Ela gerou a unidade em ação (…) Não tenham receio de lutar contra a corrupção nem se deixem seduzir por ela(…) A criatividade responsável será, a partir de agora, a nova aliança do povo com Deus”.
No dia em que a jornalista Claudette Maria Atibaia publicou, no Editorial, apreciação sobre a vida do Prof. Geraldo Leonardo Zanello, Diretor e Presidente do “Diário do Rio Claro”( por ocasião de seu falecimento)destacando-o como defensor da criatividade, do direito de expressão e dos atuais meios de comunicação, também afirmando que ele dizia “no Google se acha de tudo mas não leva a lugar nenhum” , ficamos conhecendo sua visão profética para um futuro tenebroso, caso não se plantem tâmaras nem se cultivem pérolas preciosas.
Os regimes da atual ditadura do Governo não se importam com o desemprego, que tira a dignidade humana, para salvar interesses espúrios, mencionando no futuro(séc. XXI) como donos do tempo e do dinheiro. E isto é anular o Senhor da História, crendo que a cibernética, computadores & Cia tudo farão, no lugar da criatividade dos criados à imagem e semelhança de Deus, quando não se faz mau uso dos dons, que Ele nos dá, a cada um, principalmente aos pequenos.(A luz vem dos que não servem a dois Senhores: todo poder dividido contra si mesmo perece).
O biólogo Luís Ricardo Simone, da USP, explica que “a pérola é o resultado de uma reação natural do molusco contra invasores externos e que quando fica grudada na concha as esféricas são as mais valiosas e demoram 3 anos para uso”.Traduzindo para o reino do HOMO SAPIENS : “pedra que rola não cria limo” , ou seja, usar a crise ou a perversidade para justificar a falta de caráter e o bom senso é abdicar do grande chamado para serem pérolas preciosas ou o povo de Deus.
— Como não levar avante conquistas como direito de votar da mulher, libertação dos escravos, campanhas de educação alimentar como responsabilidade social, cuja ação faz parte do desenvolvimento sustentável? (Na mensagem do Papa Francisco, pelo Rota300, ele previu que “o Brasil tem jeito”).
Talvez já não se lembre mais de “O Maior Vendedor do Mundo”, de Og Mandino, BEST- SELLER pela grandeza de sua visão sobre o dinheiro, moeda de troca por trabalhos que nos fazem chegar o PÃO NOSSO DE CADA DIA a todas as mesas (-todas?) e a grande demanda que está por detrás disso.
Mandino nos apresenta Hafid, homem pobre, que queria ser como Pathros, homem rico. Para isso ele precisaria: adquirir bons hábitos; amar ou saudar ,com amor, o hoje; ter persistência, até vencer; ter-se como milagre -Eu sou o milagre-( que é a proposta atual de Deepak Chopra, no livro Você é o Universo); centuplicar valores; ter fé, suplicar por obtê-la e agir, agora. O desfecho magistral de sua obra é que o legado de Hafid, após a morte de Pathros, é de Paulo, Apóstolo, o convertido do Cristo, como sendo O Maior Vendedor do Mundo no campo da espiritualidade, que define o “para sempre”:- O Amor não acaba, nos diz Paulo, (não Saulo),porque, “para o Pai, todos vivem”.
– Se quem ama chega primeiro, quantos pobres terão sido alimentados, presos visitados, tristes confortados, mortos socorridos? Amar é o Verbo e só Ele nos torna pérolas preciosas uns aos outros.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA