O BENEFÍCIO ECOLÓGICO DAS PRAÇAS ARBORIZADAS NAS CIDADES

670
Praça Dr. Luis Gonzaga de Arruda Campos - Acervo APHRC

Ao percorrer as cidades é notória a forte caracterização urbana marcada pelo fluxo intenso de veículos, sinalizações, ruas asfaltadas, estacionamentos, prédios. No entanto envolto a urbanização há na maioria das cidades alguns pontos com áreas verdes, por exemplo, as praças arborizadas.
As praças arborizadas exercem importante função ambiental na medida em que contribuem para a amenização dos efeitos da poluição do ar e das altas temperaturas, decorrente da vegetação que influenciando positivamente no microclima urbano. Além disso, são espaços destinados a passeios, lazer, e cultura.
Assim as praças arborizadas têm valor paisagístico e estético, pois as árvores podem oferecer abrigo aos pássaros, bem como, sombra para os pedestres que transitam pelas ruas, garantindo bem estar físico à população.
Antigamente a localização das praças resumia-se a pontos específicos, próximo a igrejas ou em áreas centrais das cidades, mas atualmente devido à expansão das cidades estas se ampliaram e estão presentes em vários bairros. No entanto várias destas praças têm apenas bancos de assento, corredores de concreto e gramas, pois são construídas para destinação rápida para uma área em desuso, e a construção e a manutenção de componentes verdes como com árvores, arbustos e flores, em muitas praças não são eficazes.
Assim as praças, devem ser consideradas e reconhecidas não apenas por ser aspecto de lazer e recreação, mas também por sua identidade ecológica. Há municípios que possuem programas de incentivo às praças arborizadas, mas além do papel do poder público, cabe também à população colaborar com a manutenção e cuidado com o local. Portanto faz-se necessária a conscientização, que a quantidade de árvores em uma praça, não significa risco, e que uma praça sem árvores, não se forma como tal, pois ela precisa fornecer algo que garanta bem estar social, cultural, lazer, história. Assim as praças arborizadas precisam se expandir cada vez mais, pois sua vegetação além de proporcionar qualidade de vida das pessoas, estas auxiliam no equilíbrio do clima do ambiente, principalmente, em zonas urbanas, onde poluição é uma realidade triste e desafiadora.

 Praça da Liberdade - Centro de Rio Claro 
Praça da Liberdade – Centro de Rio Claro 
Praça Ancel - Acervo APHRC
Praça Ancel – Acervo APHRC
Praça da Delegacia - Avenida da Saudade - Ruas 11 e 12
Praça da Delegacia – Avenida da Saudade – Ruas 11 e 12
Praça Dr. Luis Gonzaga de Arruda Campos - Acervo APHRC
Praça Dr. Luis Gonzaga de Arruda Campos – Acervo APHRC
Praça da Bombinha - Avenida Visconde do Rio Claro, com Avenidas 26 e 28 - VIla Aparecida.
Praça da Bombinha – Avenida Visconde do Rio Claro, com Avenidas 26 e 28 – VIla Aparecida.
Praça Bosque do Angico  - Rua 08 JA e 9JA, Avenida 64 e 66 JA
Praça Bosque do Angico  – Rua 08 JA e 9JA, Avenida 64 e 66 JA
Praça Edmundo Navarro de Andrade - Rua P03 COM RUA 01 B - Vila Horto Florestal.
Praça Edmundo Navarro de Andrade – Rua P03 COM RUA 01 B – Vila Horto Florestal.
 Praça Dr. Solon Mendonça Rego Barros - Rua 05 B com Avenidas 06 A e 08 A - Cidade Nova.
Praça Dr. Solon Mendonça Rego Barros – Rua 05 B com Avenidas 06 A e 08 A – Cidade Nova.
Praça Joaquim Martim dos Santos - Avenida 22 A e 24 A - Ruas 13 B e 14 B.
Praça Joaquim Martim dos Santos – Avenida 22 A e 24 A – Ruas 13 B e 14 B.
Praça Domênico CUccaro - Acervo APHRC
Praça Domênico CUccaro – Acervo APHRC

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA