LUZES DA CIDADE LÌDERES

442

Augusto Hofling

No começo de minha carreira de cirurgião-dentista um amigo trouxe um primo que acabara também de sair da Faculdade. Convidei –o a fazer uma obturação dentária e tive a surpresa de observar que ficou nervoso e não conseguiu completar o trabalho. Depois disto o amigo contou-me que este mesmo primo era filho único e o pai lhe montou um consultório de primeira qualidade mas o recém-formado não conseguiu trabalhar, ficou doente e acabou morrendo por doença desconhecida. Aquele fato nos fez observar que muitos iniciantes de várias carreiras apresentavam dificuldades para trabalhar. Foi assim que resolvi criar um curso de Relações Humanas e Personalidade Profissional e fizemos aqui em Rio Claro a experiência na Faculdade de   Ciências Contábeis ( FACO) e foi grande o sucesso. Tive a oportunidade de realizar o mesmo curso em vários lugares, de outro Estado, inclusive fui convidado por uma faculdade de uma de um país-colônia de Portugal quando lá estourou uma revolução interna que provocou sua libertação e assim tal curso não pôde ser realizado. Mandamos matéria sobre o mesmo assunto para o Jornal da Associação de Cirurgiões-Dentistas de São Paulo e fui elogiado pelo mesmo.     Empregamos tal sistema em várias Igrejas Presbiterianas e tivemos sucesso: a tal ponto de despertarmos vários líderes! Falamos assim no plural porque minha esposa, Odette sempre participou ativamente deste trabalho. Hoje todos nós podemos perceber que faltam cursos desta natureza para se combater aquela conhecida dificuldade que muitas pessoas têm para enfrentar uma nova carreira ou o próprio público.                 –   Tentamos, por várias vezes, despertar o interesse das autoridades para este assunto, mas não encontramos ainda tal reconhecimento!     Fica aqui, portanto, a nossa disposição de servir neste setor importante de nossa sociedade, eis que todos estão  percebendo o quanto tem faltado apropriado preparo na ética de certos líderes políticos…

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA