MEIO AMBIENTE: DA REFLEXÃO PARA A AÇÃO

264

É comemorado mundialmente em 05 de Junho, o Dia do Meio Ambiente. Esta é uma data importante e expressiva para reflexão sobre impactos ambientais em escala terrestre que vem ocorrendo, bem como, da importância da sustentabilidade e de projetar metas que minimizem esses impactos.
A temática do meio ambiente é pensada, refletida e aceita, mas ainda, faz-se necessária, uma maior ação em defesa da vida terrestre. Essas ações incluem responsabilidades socioambientais, como postura ética e consciente frente às vertentes ecológicas, mobilizando e engajando a população e demais segmentos da sociedade (Estado, empresas), a optarem por atitudes individuais e coletivas para conservação e minimização de impactos ambientais.
Ações antrópicas no meio ambiente vêm acentuando progressivamente no decorrer dos anos acarretando aumento de: furacões; enchentes; mudanças climáticas, invernos glaciais; desmatamentos; desertificação; poluição do ar; contaminação das águas; deslizamentos de terras; descarte de resíduos sólidos (associado ao consumo desenfreado).
Diante disso, cabe uma reflexão séria que envolve maior ação de todos, e o entendimento que somos parte e estamos inseridos no sistema terrestre e sofremos e sofreremos as consequências dos impactos ambientais.
A sustentabilidade é a ligação do ponto de vista teórico para a prática, aliando preservação ambiental, desenvolvimento social e crescimento econômico. Assim contribuir com o meio ambiente, é seguir trilhos construindo ações dentro do processo social, pautando-se em uma educação sólida e bem estruturada, levando em consideração os princípios que regem a dinâmica ambiental: o valor pela vida, a complexidade, corresponsabilidade e dialogo de saberes. Para isso, os cidadãos precisam estar informados quanto à importância do seu papel dentro do contexto de defesa ambiental, se mobilizando e motivando os segmentos da sociedade. Vale mencionar que a base principal é o comprometimento em transitar do presente para o futuro, buscando agregar práticas consistentes e transformadoras, que possibilite reafirmar o sentimento de pertença do ser humano ao mundo em que vive, seja em um lugar, região, município, estado ou país, garantindo um território totalmente saudável e habitável.
Portanto o meio ambiente é o fruto de nossas relações harmônicas, isso inclui espécie humana e demais seres vivos, e quanto maior nos conduzirmos a um equilíbrio entre todas estas forças, estaremos caminhando positivamente para um futuro mais próspero, onde o bem estar reine.

Éder Rodrigo Varussa – Gestor e Educador Ambiental, Bacharel em Administração Empresarial, Especialista em Gerenciamento Ambiental e Sustentabilidades na área de conhecimento em Ecologia Aplicada, Mestrando em Geografia na linha espaço, cultura e sociedade- UNESP/Rio Claro/SP. Diretor do Grupo Permanente de Pesquisa das relações Brasil e Alemanha no interior de São Paulo. Presidente da Uneamb – Universo da Educação Ambiental.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA