Políticas de Igualdade Racial

Políticas de igualdade racial ganham força com atuação do Ministério Público, aponta Geraldo Voluntário

140
A assessora da Integração Racial de Rio Claro, Josiane Martins acompanhou o parlamentar em São Paulo  

Quebrar as barreiras que ainda se apresentam como desafios na luta pela igualdade racial. Nesta rota, Geraldo Luís da Moraes, o Geraldo Voluntário (DEM) participa de várias ações no Estado de São Paulo. Para o vereador, nos últimos anos ocorreram avanços porém o caminho a ser percorrido em busca do respeito ainda é longo.
Na sexta-feira, 12, na capital paulista, Geraldo Voluntário prestigiou duas atividades. A primeira delas diz respeito ao seminário “O Ministério Público e a Desigualdade Racial no Brasil” no auditório Queiroz Filho – sede do Ministério Público de São Paulo onde o procurador-Geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, ressaltou a importância de ouvir a sociedade a fim de aperfeiçoar a atuação da instituição na luta pela igualdade. “O Ministério Público tem, dentro de suas atribuições, busca superar essas questões de desigualdade racial no Brasil”, declarou o PGJ. “Infelizmente, ainda temos de fazer eventos como esse”, completou Osvaldo Molineiro, presidente da APMP, que deu suporte à organização. O promotor de Justiça Christiano Jorge Santos, idealizador e um dos organizadores do evento, ressaltou a importância de que o Ministério Público aprimore o enfrentamento do racismo de maneira institucional e não a partir de iniciativas individuais de alguns membros.
O evento contou ainda com as seguintes palestras: a ex-consulesa da França, Alexandra Loras, que relatou a experiência sofrida por ela, mesmo tenho uma cargo em destaque e ser de classe econômica mais elevada; a promotora de Justiça coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação, Livia Maria Santana e Sant’Anna Vaz, destacou que no Brasil existe os negros ainda representados nos livros didáticos como escravos; Carmem Dora de Freitas Ferreira, presidente da Comissão da Igualdade Racial da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em sua palestra abordou a discriminação praticada contra as mulheres negras”.
Ainda na sexta-feira, em São Paulo, Geraldo Voluntário esteve reunido no auditório Franco Montoro da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania com o secretário Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, com o secretário de Justiça e da Defesa da Cidadania, Márcio Fernando Elias Rosa, e com a coordenadora de Políticas para a População Negra e Indígena, Elisa Lucas Rodrigues, para debaterem a pauta étnico-racial para o Estado de São Paulo.
Na pauta, a entrega de documentação da Coordenadoria de Políticas para a População Negra e Indígena para adesão ao Sistema Nacional de promoção de Igualdade Racial (Sinapir), a necessidade da união de todos para que se consiga uma política pública voltada ao povo negro. “A luta contra a discriminação racial precisa ser permanente. Diariamente, a comunidade negra sofre com preconceito no trabalho, na escola e na sociedade”, afirma Geraldo Voluntário.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA