Circuito de artes terá literatura no Lago Azul no dia 7 de maio

O Lago Azul de Rio Claro recebe no dia 7 de maio (domingo) atrações culturais inseridas na programação do Circuito Sesc de Artes, realizado das 16 horas às 19h30. Entre as diversas opções o público poderá acompanhar atividades voltadas à literatura. O evento é gratuito e tem o apoio da Secretaria Municipal de Cultua.
O Grupo Flor de Chita apresentará Travessias de Rosa a Candido. Os textos, causos e canções que integram esta intervenção poética-literária se originam da imersão artística que o grupo realizou nos universos do escritor Guimarães Rosa e do crítico literário Antonio Candido. Essas duas referências e o imaginário em torno delas se encontram e inspiram a criação de personagens que compõem a apresentação.
Na Cabine de Curiosidades e Habilidades, que será montada no parque, haverá ainda Palavra + Imagem com Circo de Trapo, em que acervo de livros ilustrados será oferecido por dupla de mediadores de leituras individuais e compartilhadas.
Além de literatura, quem comparecer ao Lago Azul terá acesso a atividades na área da música, cinema, dança, teatro, circo e artes visuais, que compõem a programação do evento. Neste ano o Circuito Sesc de Artes será realizado em 118 cidades.
O Circuito Sesc de Artes é um dos projetos que o Sesc São Paulo realiza para inspirar os diversos usos dos espaços públicos – lugares de convivência, encontro e democratização do acesso à cultura e artes em geral. Segundo o Diretor Regional do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, o Circuito Sesc de Artes tem a missão de colaborar com o acesso do público às diversas atividades culturais.

CIRCUITO DE ARTES LITERÁRIA - ROTEIRO 4_Literatura_Travessias de Rosa C+óndido_Grupo Flor de Chita (1)

Produtores rurais entregam a Juninho sugestões para melhoria de estradas

Produtores rurais de Rio Claro entregaram ao prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, um texto que deverá ser transformado em projeto de lei para melhorias nas estradas rurais do município. A proposta foi elaborada pelos próprios agricultores e entregue a Juninho na noite de quinta-feira (27) na sede da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Silvicultura, localizada no bairro Jardim América.
O projeto dispõe sobre as condições de tráfego das vias, animais soltos, cerca viva, construção de caixas secas, entre outros temas. As caixas secas são reservatórios construídos nas margens das estradas para captar água das chuvas. Com relação aos animais de grande porte, a proposta estabelece sanção para quem deixá-los soltos atrapalhando o tráfego e invadindo propriedades alheias.
“É importante receber uma proposta de quem conhece o assunto e vivencia o problema”, disse o prefeito ao receber o documento. Segundo ele, melhorar as condições das estradas deve ser um trabalho conjunto entre a prefeitura e os agricultores. “Se cada um fizer um pouquinho todos serão beneficiados”, afirmou.
“Esse projeto concentra o desejo dos produtores rurais”, comenta o secretário municipal de Agricultura, Emilio Cerri, ressaltando que foram feitas várias reuniões para definir o conteúdo da proposta. “Estou de acordo com as propostas e acredito que elas trarão benefícios”, observa o produtor José Alberto Mackey. Segundo ele, tem muito abandono e desorganização nas estradas rurais, inclusive com descarte incorreto de lixo, e a aprovação da lei pode resolver esses problemas.

PRODUTORES RURAIS ENTREGAM A JUNINHO (3)
O projeto também recebe o apoio de Cláudio Terrani. “A iniciativa foi muito boa e esperamos que a proposta seja aprovada e posta em prática”, pontua. O projeto de lei sobre as estradas rurais será analisado pelo jurídico da prefeitura e encaminhado para avaliação e votação na Câmara Municipal.

Atrações musicais animam Festa da Cachaça no sábado e domingo

A Festa da Cachaça, em Rio Claro, terá música ao vivo nos dois dias de evento, que será realizado no sábado (6) e domingo (7) na Central de Agronegócios. A abertura oficial da festa será no sábado às 19h30. Não haverá cobrança de ingresso.
No sábado (6) a dupla Lincoln Carvalho e Jander se apresenta a partir das 18 horas e após a abertura oficial do evento será a vez de Fernando e Francisco subirem ao palco. Paula Lima será atração no domingo a partir das 11 horas e às 18 horas o público poderá conferir apresentação de Fabrício e Gabriel.
“O público pode esperar uma festa cheia de boas atrações, tanto na área gastronômica como na parte musical”, ressalta Emílio Cerri, secretário de Agricultura.
“A festa reunirá 12 produtores de cachaça de oito cidades paulistas,
  com bebidas da melhor qualidade em exposição e venda”, observa Ellen Rossit Sarti, diretora de Agronegócio da Secretaria de Agricultura.
Na área gastronômica destaque para a tradicional costela gaúcha, que será servida no sábado (6) a partir das 18h30 em porções, acompanhada de mandioca cozida e farofa. No domingo (7) a partir do meio dia haverá opção de almoço completo que, além da costela, inclui arroz, linguiça, leitoa, feijão tropeiro, mandioca cozida, macarrão à bolonhesa, cebolete, saladas e farofa. Haverá ainda outras opções de cardápio na praça de alimentação, incluindo lanches, pastéis, espetinhos, doces, comida japonesa e caldo de cana. O Fundo Social de Solidariedade coordenará o serviço de bar, onde serão vendidos água, refrigerante e cerveja. Outra opção são os coquetéis com e sem álcool, preparados por profissional especializado.
A festa será realizada no sábado (6) das 18 às 22 horas e no domingo (7) das 10 às 20 horas. A Central de Agronegócios fica no antigo espaço livre da Vila Martins, na Rua 3-A, 1155.
Para a realização da festa a prefeitura conta com o apoio do Sindicato Rural de Rio Claro e Grupo Contato.

Rio Claro realiza pré-conferências para discutir vigilância em saúde pública

Rio Claro realiza em maio quatro pré-conferências para discutir temas ligados à saúde pública. A primeira reunião será no dia 5 de maio, uma sexta-feira, das 8 às 12 horas, no auditório do Núcleo Administrativo Municipal (NAM), na Rua 6, 3265, no Alto do Santana. Outras três pré-conferências estão programadas para os dias 12, 19 e 26 de maio, no mesmo horário e local. Os eventos são abertos ao público. Não há necessidade de inscrição prévia.
As pré-conferências são reuniões preparatórias para definir os temas que vão nortear a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde de Rio Claro, que acontecerá em 10 de junho. A atividade está sendo organizada pelo Conselho Municipal de Saúde em parceria com a Fundação Municipal de Saúde.
“A participação de todos é importante para juntos construirmos e fortalecermos esse diálogo. As pré-conferências são justamente para os cidadãos fazerem suas reclamações, sugestões e debater a possibilidade de melhorar nossas vigilâncias em saúde em todos os níveis”, explica José Domingos de Almeida, presidente do Conselho Municipal de Saúde.
Os participantes vão poder discutir e opinar sobre saúde pública, tendo como sugestão de pauta definir o papel da Vigilância em Saúde na integralidade do cuidado individual e coletivo em toda a rede de atenção à saúde, fortalecer o território como espaço fundamental para a implementação da política e das práticas da vigilância em saúde, entre outros temas. As propostas apresentadas e aprovadas no município serão levadas para as conferências estadual e nacional e podem se tornar políticas públicas.

Prefeitura realiza melhorias em semáforos da Rua 8

 
O Departamento de Mobilidade Urbana de Rio Claro realizou nessa quarta-feira (03) melhorias nos semáforos da Rua 8 com as avenidas 3, 5 e 7. O diretor  municipal de trânsito, Adilson Marques, comenta que o objetivo da adequação é dar maior fluidez e segurança aos motoristas que transitam pelo trecho. O tempo de abertura dos semáforos foram sincronizados de maneira que estejam abertos em sequência e, desta forma, diminuam as interrupções no trânsito.

PREFEITURA REALIZA MELHORIAS EM SEMAFOROS
O trânsito do município vem recebendo atenção especial da nova administração. Nos primeiros quatro meses, a prefeitura instalou semáforos de contagem regressiva na rotatória da Rua 14 com a Avenida Visconde do Rio Claro, tornou a Avenida 15 preferencial com a instalação de semáforos nos cruzamentos das ruas 6, 8 e 9, providenciou novos equipamentos na Avenida Tancredo Neves com a Rua 5, no Jardim Inocoop.
No cruzamento da Rua 8 com a Avenida 29, na região sul, oito semáforos para pedestres foram instalados para auxiliar a travessia no trecho. Também foram instalados ‘Direita livre’ na Avenida 7 no Jardim das Palmeiras e na Rua 3-A com a avenida 80-A, no Distrito Industrial.

Cooperativa de Recicláveis na Zona Zul

A prefeitura de Rio Claro está apoiando a implantação de uma nova associação de catadores de materiais recicláveis na zona sul. A entidade será formada pelas pessoas que trabalhavam no aterro sanitário, cuja presença no local é proibida pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Além disso, a proibição está prevista na Lei de Resíduos Sólidos que estabeleceu prazo para eliminação dos lixões e implantação de aterros sanitários nos municípios brasileiros.
“Destinamos um terreno para a instalação da associação. A área já foi limpa pela prefeitura e pode ser ocupada de imediato pelos catadores”, informa o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. A destinação da área, próxima ao ecoponto do Jardim Inocoop, foi formalizada por meio de decreto assinado em março pelo prefeito, que concedeu aos trabalhadores a cessão de uso do espaço por três anos, renováveis por mais dois.
A prefeitura vem tentando negociar com os catadores uma forma de cumprir a legislação sem prejudicar os catadores e a cidade. “O município está sendo cobrado pela Cetesb e pelo Ministério Público e pode ser penalizado caso libere a entrada de catadores no aterro”, explica o secretário de Meio Ambiente, Antonio Penteado. O secretário ressalta que a prefeitura não pode afrontar a legislação e, em benefício de alguns, prejudicar toda a cidade.
Nessa terça-feira (2) catadores e poder público se reuniram para discutir o assunto. O secretário ressaltou a importância da união dos catadores para implantar a associação. A diretora de Programas Complementares da Secretaria de Assistência Social, Fabiana Heguis, lembrou que quando a entidade for formalizada será possível a prefeitura entregar equipamentos (carrinhos, esteira, prensa, balança) adquiridos com recursos do programa de Economia Solidária.
A presidente da associação, Jozilma de Jesus Costa, comprometeu-se a reunir os catadores para fechar a participação de cada um na entidade. O catador Edmilson Pinto de Oliveira reforçou a necessidade de fortalecer a associação em processo de implantação para concentrar os esforços e apoio da prefeitura e agilizar o processo.

Trecho de rua próximo ao velório terá mão única de direção

Trecho próximo ao velório municipal em Rio Claro terá alteração no sentido de direção a partir de hoje, quinta-feira (4). A mudança será implantada na Rua 15 entre a Via da Saudade e a Avenida 23. 
O local, nas imediações do Bairro do Estádio, passará a ter mão única de direção no sentido centro-bairro. A recomendação da Secretaria de Mobilidade Urbana é que todos que trafegarem pela região redobrem a atenção e fiquem atentos à mudança. A alteração visa dar mais segurança para motoristas e pedestres e organizar o trânsito naquele local, já que os demais quarteirões da via já têm sentido único.
O trânsito do município tem recebido atenção especial da nova administração. Nos primeiros meses deste ano a prefeitura instalou semáforo de contagem regressiva na rotatória da Rua 14 com a Avenida Visconde do Rio Claro, tornou a Avenida 15 preferencial com a instalação de semáforos nos cruzamentos das ruas 6, 8 e 9, providenciou novos equipamentos na Avenida Tancredo Neves com a Rua 5, no Jardim Inocoop.
No cruzamento da Rua 8 com a Avenida 29, na região sul, oito semáforos para pedestres foram instalados para auxiliar a travessia no trecho. Também foram instalados ‘Direita livre’ na Avenida 7 no Jardim das Palmeiras e na Rua 3-A com a avenida 80-A, no Distrito Industrial.

Bate-papo aborda trajetória de Dalva de Oliveira

O Festival 100 Anos de Dalva de Oliveira, em Rio Claro, tem nesta quinta-feira (4) Bate-papo Cultural sobre a trajetória da cantora rio-clarense. Programação especial será apresentada até sábado (6) na cidade para comemorar o centenário da cantora, que no dia 5 de maio completaria 100 anos.
Com entrada gratuita,
o bate-papo terá início às 19 horas no Casarão da Cultura. “Na atividade a vida da cantora será abordada com destaque para sua trajetória como uma das mais brilhantes cantoras dos anos dourados do rádio”, destaca Mônica Frandi Ferreira, superintendente do Arquivo Público e Histórico de Rio Claro.
O bate-papo será comandado por Thaís Matarazzo, jornalista, pesquisadora musical e escritora de diversos livros sobre o tema. Em seguida, às 21 horas, o conjunto Choro Paulista sobe ao palco para mais uma atividade do festival. O Casarão da Cultura fica na Avenida 3, esquina com a Rua 7, Centro.
De voz afinada e bela, Vicentina de Paula Oliveira, a Dalva de Oliveira, foi considerada a Rainha da Voz ou o rouxinol brasileiro e foi uma das Rainhas do Rádio, até hoje lembrada pelo mundo artístico como uma referência. O festival destaca a importância da obra da cantora e é organizado pela prefeitura em parceria com a Vira Disco Produções.
Com apogeu artístico nas décadas de 30, 40 e 50, Dalva de Oliveira realizou mais de 400 gravações e sua voz está em vários coros de discos de Carmen Miranda, Orlando Silva, Francisco Alves, Mário Reis, entre outros. Muitos de seus sucessos foram regravados por grandes artistas, como Nelson Gonçalves, Maria Bethânia, seu filho Pery Ribeiro e Angela Maria. Mais de 40 anos depois, sucessos de Dalva continuam sendo regravados.
A rio-clarense também participou de filmes e, após sua morte na década de 70, teve sua obra e vida apresentadas no teatro e na televisão, como na minissérie Dalva e Herivelto, da Rede Globo.

dalva_oliveira
O evento em Rio Claro conta com apoio das empresas Sustentare Saneamento, Rápido São Paulo, Restaurante Lusitano e Cebi Informática, e também do Contribuinte da Cultura FAI – Ufscar/USP São Carlos, Sesc e Destaque Outdoor.

Vagas do PAT –quarta feira – 03 de Maio 2017

Sujeito a alteração no decorrer do dia. 
Para mais informações destas e demais vagas, comparecer ao PAT (av. 3, 536, centro) com carteira de trabalho, RG, CPF e número do PIS Ativo.
ESSAS SÃO ALGUMAS VAGAS QUE CONSTAM NO SISTEMA ‘MAIS EMPREGO’:

Assistente de Contadoria Fiscal
Assistente de Serviços de contabilidade
Auxiliar de Linha de Produção (Vaga para pessoa com Deficiência)
Avaliador de Automóveis
Cozinheiro Geral
Eletricista de Manutenção de Linhas Elétricas
Encarregado de Conservação de Vias e Permanentes
Instalador de Som e acessórios de Veículos
Jardineiro
Operador de Telemarketing
Operador de Corte e Vinco
Passadora de Roupas Confeccionadas
Programador de Sistemas de Informação
Passadeira de Peças Confeccionadas
Retificador (Retificadora Plana
Visual Merchandiser
Vendedor Porta a Porta
Zelador

Vagas do PAT – 03 de Maio de 2017 Sujeito a alteração no decorrer do dia.
Lembramos que essas vagas ficam disponíveis no SISTEMA MAIS EMPREGO até seu limite de encaminhamento.

Polícia Militar prende traficante de drogas em Rio Claro

Durante patrulhamento no Jardim Cervezão, os policiais avistaram uma pessoa transitando com uma bicicleta, em atitude suspeita, a qual ao visualizar a viatura, dispensou um pacote e empreendeu fuga, sendo acompanha e detida, e após realizarem a abordagem e vistoriar as imediações do local, localizaram 78 porções de cocaína, um aparelho celular e a quantia de R$ 30,00.
Conduzido ao Plantão Policial, foi realizado o registro da ocorrência, sendo o traficante encaminhado ao presídio, permanecendo à disposição da justiça.

NÃO SOMOS ISENTOS

O grande debate que está em voga hoje e que constrange a sociedade brasileira é sobre a falência institucional, devido à corrupção.
Na República da delação ou no país do achaque, da propina, dos deslegitimados, e das reformas anti-trabalhador, vivenciamos um processo de marginalização de todo o sistema.
Esta podridão toda que exala dos acordos antirrepublicanos e que “novelisticamente” é apresentada à sociedade brasileira, tenta deformar e apartar a sociedade destes delitos.
Reflexo perene da classe política é a sociedade que a empodera em uma relação umbilical de sua representatividade. O que nos leva à triste, mas verdadeira constatação, de que não existem governo e parlamento corruptos numa sociedade casta.
O comportamento social é a base da edificação de sua classe política.
No Brasil, em especial, temos uma sociedade propositalmente despolitizada e desculturada que é doutrinada à assimilação de sua isenção com as coisas públicas.
O conceito de público é inversamente conceituado como não sendo singularizado, ou seja, não pertencente do “povo”, o que é uma verdadeira anomalia.
O caso, por exemplo, de um deputado recebendo propina, ele só recebe porque foi eleito, porque ocupa uma cadeira no Congresso Nacional, porque teve voto, porque obtém a representatividade popular. Sem essas prerrogativas não estaria recebendo essa propina.
Consagramos conceitos distorcidos, como “rouba, mas faz”, “jeitinho”, dentre outros, mas ficamos “indignados” e “revoltados” com a roubalheira dos políticos que não gostamos, e justificamos aqueles que apoiamos.
Roubo do partido alheio eu condeno, mas roubo de meu partido eu argumento e justifico.
Somos constituídos da mais profunda e confessada hipocrisia.
Apontamos os dedos e não fazemos autocrítica, não refletimos, não nos responsabilizamos, afinal, não é problema nosso, e sim dessa classe política que apenas votamos.
E ignorantemente verbalizamos: “Não gosto de política. São todos iguais.”
Só olvidamos que somos iguais sim, à sociedade que os elege.

Henrique Matthiesen
Bacharel em Direito Jornalista

IMPOSTO SINDICAL EM CHAMAS

Alexandre Garcia
Dia 28 aconteceu a “greve geral”, assim chamada por seus organizadores,
a CUT e a Força Sindical – as mesmas centrais que a Odebrecht diz ter comprado para evitar que os operários das obras da hidrelétrica de Santo Antônio, em Rondônia, se insurgissem contra o ritmo acelerado de trabalho. Lá, não impediram o acesso ao trabalho, como no dia 28; ao contrário, impediram que fizessem greve contra a opressão da pressa para entregar a obra. As centrais, agora, se mobilizam para não perder a contribuição sindical, que tira um dia de trabalho de todos os trabalhadores, mesmo os não sindicalizados. A derrubada dessa contribuição obrigatória já aconteceu na Câmara e agora vai ser votada no Senado. Dia 28, os senadores tiveram oportunidade de saber para que a contribuição foi usada: para impedir o acesso ao trabalho, agredir, violentar direito de ir-e-vir, sustentar arruaceiros e baderneiros.
No Rio, depredaram estações do VLT e queimaram ônibus, enquanto agrediam pessoas no aeroporto Santos Dumont. Em toda parte queimaram pneus no asfalto e incendiaram ônibus. A exibição de força foi ironizada como “a greve dos pneus” – pneus velhos, carecas, sem uso, cheios de significado. Não foi greve, porque greve é voluntária, não imposta pela supressão do direito de ir ao trabalho. Mesmo assim, as cidades funcionaram. A Bolsa de Valores de São Paulo teve alta no seu índice IBOVESPA.Também houve manifestações justas, pacíficas, que, segundo a PM, reuniram, no país inteiro, 97 mil pessoas. Isso dá 1 pessoa em cada 2000 brasileiros. Um fracasso que é retrato da incoerência de terem votado em Temer e venham gritar “fora Temer”. É bom lembrar que o PMDB elegeu Dilma e o PT votou em Temer.
A propósito, outra incoerência é serem contra reformas já propostas por Lula e Dilma. Lula tentou reformar a Previdência em 2006, mas o Mensalão o fez desviar esforços para se safar. Hoje vi um discurso de Dilma, então presidente, defendendo a reforma da Previdência, a regulamentação da terceirização e a reforma da CLT. Lula, há dois anos, fez discurso em apoio a essas reformas anunciadas por Dilma. Coerente, Temer faz agora as reformas que sua cabeça de chapa queria fazer. As centrais sindicais não ligam para ideologia, para Lula, Dilma ou Temer. Ligam para a boquinha fisiológica dos bilhões que retiram de um dia de salário dos trabalhadores. Graças à contribuição sindical obrigatória, dirigentes sindicais desfrutam de salários de 20, 30, 40 mil reais por mês. E são mais de 17 mil sindicatos – outros países têm pouco mais de 100. Entre esses, 11.326 entidades estão habilitadas a receber o que em 2016 foram 2,1 bilhões de reais. Dizem defender o trabalhador, assim como a CLT. Mas como, então, temos 14 milhões de desempregados? E empregados com salários baixos, e assalariados tão pouco preparados para suas profissões?
O juiz João Uchôa dizia que se o sindicato fala por nós, é porque nos tirou a voz. Se o sindicato nos manda não trabalhar e não temos escolha, porque ele bloqueia nosso acesso ao trabalho, então é porque temos o mais tirano dos patrões, que ainda leva um dia de nosso salário para usar no pulso relógio de luxo que não conseguimos comprar. Se, para nos obrigar a não trabalhar, o sindicato ameaça, coage, agride os próprios trabalhadores, é porque temos uma tirania. Ao defender sua boquinha – na verdade um bocão escancarado por onde entram bilhões – os pelegos não se importam em tentar impedir reformas que podem ajudar a acabar com a recessão e o desemprego. Não merecem esse paraíso que lhes proporciona a injusta Contribuição Sindical. Quis o destino que no dia 28, enquanto incendiavam pneus e ônibus, queimavam também as chances de manter o odioso imposto.

Mas a festa continua

Carlos Brickmann

Deve ser terrível acordar cedinho com o Japonês da Federal tocando a campainha, não? Talvez seja menos mau do que pensamos. Como não disse Belchior, nossos governantes ainda são os mesmos. Esta é a terra de Cabral – de Sérgio Cabral. E Cabral não é o único a gostar de ostentação.
Neste fim de semana, casou-se a filha do governador (tucano) de Goiás, Marconi Perillo. O governador ergueu em sua fazenda, para o casamento, uma réplica da bela igreja de Pirenópolis, cidade histórica de Goiás. Decorou-a com R$ 680.000,00 de flores; serviu aos 350 convidados (entre eles os casais Geraldo Alckmin e João Dória Jr., que viajaram de jatinho) champanhe Veuve Clicquot, vinho Don Melchior (nos dois casos, há melhores, mas ambos são ótimos), lagostas, flores comestíveis, tudo preparado por um bufê de Brasília. Goiás tem bons bufês, mas não deve ser esta a opinião do governador de Goiás; como Goiás tem a igreja original de Pirenópolis, mas quem quer casar a filha num lugar ao qual tem acesso o povo que o elegeu? E se de repente alguém fala da Lava Jato? Segundo a delação da Odebrecht, Perillo recebeu R$ 8 milhões, caixa 2 – por fora.
Uma festa espetacular da filha caçula do senador Delcídio do Amaral (PT) foi o primeiro sinal de que o padrão de vida de Sua Excelência tinha melhorado. Ele perdeu o mandato, foi preso, virou delator para conseguir prisão domiciliar. Mesmo assim, quem tem medo do Japonês da Federal?
Quero ver você não sonhar
É gostoso ver uma festa bonita, bem decorada, com gente bem vestida. O vídeo do casamento está em http://wp.me/p6GVg3-3ic. As fotos do pessoal elegante, comendo e bebendo bem, em http://wp.me/p6GVg3-3ih
Dinheiro vem, dinheiro vai
1 – O Governo Federal enfrenta um tremendo déficit orçamentário, mas prevê gastar neste ano R$ 200 milhões com propaganda. O Governo disputa o mercado? Para que propaganda – exceto a obrigatória (editais, etc.) e de temas de interesse público (campanhas de vacinação, problemas com serviços essenciais)? Se o Governo é bom ou não, o eleitor que decida.
2 – A Câmara Municipal de São Paulo está gastando pesado com propaganda. Ao que se saiba, não tem concorrentes. Para que anunciar?
Dinheiro entra…
A Câmara Federal decidiu enviar onze deputados para Barcelona,Atenas e Londres. Exilados? Não: para tomar conhecimento do legado olímpico de cada cidade. Por que não estudar o tal legado antes das Olimpíadas do Rio?
…dinheiro sai
O Brasil está há um ano sem vice-presidente da República, desde que o vice Michel Temer passou a presidente. Mas, só nos primeiros três meses de 2017, a vice-presidência já nos custou R$ 370 mil. Uma das despesas do gabinete: R$ 72 mil com uma empresa de terceirização. No gabinete, diz a Folha de S.Paulo, há uma pessoa, com R$ 2 mil e pouco de salário.
Mudando de conversa
O segundo maior município de São Paulo, Guarulhos, tem dívidas que superam de longe a previsão orçamentário deste ano. A informação é do prefeito Gustavo “Guti” Costa, PSB, eleito como boa novidade na política da cidade Ao assumir, Guti disse que um aterro sanitário municipal, a ser operado pela Multilixo, era um problemão que a gestão anterior lhe havia deixado: há especialistas em Direito Ambiental apontando irregularidades no projeto, a empresa operadora tem experiência em coleta, não em gestão de aterros. Mas o prefeito, depois e assumir, já se mostrou flexível: declarou-se disposto a gastar mais R$ 130 milhões na ampliação do aterro.
…da onça beber água
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, já havia cantado a bola no início do ano: o STF teria um encontro com as alongadas prisões (sem prévia condenação) dos juízes de primeira instância – em especial de Sérgio Moro. O STF já havia mandado libertar dois presos que tinham o direito de recorrer em liberdade, e manteve na terça a mesma posição, determinando a soltura de José Dirceu. Dirceu foi condenado, mas pode recorrer em liberdade; e estava em prisão preventiva, ordenada pelo juiz Sérgio Moro. Na opinião dos três ministros que votaram pela libertação, a prisão preventiva não pode servir como antecipação de pena.
A hora da fogueira
O noticiário dos próximos dias vai girar em torno de Dirceu: a ordem de soltura, o novo pedido de prisão preventiva, especulações sobre o efeito da libertação de judeu sobre Antônio Palocci, que, segundo se comentou, estaria disposto a fazer delação premiada para sair da cadeia. Mas essa discussão termina na sexta, quando Renato Duque, ex- diretor de serviços da Petrobras e homem-chave no Petrolão, deve ser interrogado por Moro.
Promete contar tudo sobre propina.
COMENTE: carlos@brickmann.com.br
Twitter: @CarlosBrickmann