Após sofrermos, valorizamos a vida

148

Ninguém gosta de passar por provas, obstáculos, dificuldades sofrimentos, algo que possa complicar a nossa caminhada da vida. No entanto, muitas pessoas após sofrerem de alguma maneira seja no amor, vida profissional (com o longo desemprego ou grandes obstáculos relacionados ao trabalho que exerce ou exerceram), setor financeiro, acabam por crescerem, amadurecerem valorizando grandemente aquilo que hoje possuem, a posição atual a qual se encontram.
No setor profissional é fácil conseguir essa percepção. Se olharmos aqueles indivíduos os quais se dedicam inteiramente ao trabalho independente de quanto recebem, cargo exercido ou benefícios que aquela atividade proporciona, veremos que os visíveis amor e dedicação são valores pela vida profissional atual, já que no passado não tão distante penaram em busca de emprego ou sofreram tenebrosamente no antigo trabalho. Agora se observamos principalmente os iniciantes, jovens que sequer agradecem a Deus por mais um dia presentes na batalha e até mesmo brincam dentro da empresa, isentando alguns com raríssimas exceções, teremos a certeza de que jamais passaram por dificuldades relacionadas a emprego, pois certamente vivem em um dos dois prováveis pontos; moram com os pais ou simplesmente são casados e ainda não criaram em suas cabeças, a maturidade necessária para levarem adiante com sucesso um lar e conseqüentemente desvalorizam tudo aquilo que hoje possuem.
Na área sentimental temos inúmeros exemplos de pessoas, que hoje dedicam cem por cento (100%) de seu amor e carinho para com o companheiro, sem olhar idade, posição social e demais contrariedades, tudo pelo fato de que a algum tempo atrás seus corações foram castigados e iludidos de maneira impiedosa, onde amavam somente, não sentindo o calor de serem amadas ou pior; viveram a triste, dolorosa e amarga novela da traição. Então cada momento com o parceiro atual, torna-se algo importante, pois o que foi proporcionado pelo passado, ensinou-lhes a valorizar o presente, fazendo desse algo lindo e maravilhoso. Pelo que se vê; após sofrermos, valorizamos a vida. Não deveria ser dessa maneira, passarmos primeiro por lutas, situações difíceis para depois olharmos a vida como algo belo, maravilhoso, mas infelizmente é assim que a maioria dos seres humanos agem, insistem em erros, evitam enxergar o que é verdadeiro e muitas das vezes perigoso, “quebrando a cara” como se diz, acordando em seguida e vivendo como se deve .
Bom, um dos pontos tradicionais de erros que acaba por fazer as pessoas valorizarem o hoje é o ponto das finanças. No recente passado nadavam nos cifrões ou pelo menos tinham uma vida tranqüila quanto a recursos financeiros e com essa comodidade acabaram por esbanjar sem planejamento algum, todos esses bens resultando numa queda desenfreada das contas bancárias. Concluindo; o que atualmente possuem mesmo sendo a sobra do passado ou a reconquista daquilo que tinham são para essas pessoas, algo de muito valor, digno de cuidados e apreço, pois o sofrimento financeiro os ensinou não a amar o dinheiro, porém sim a olhar para esse, como uma coisa que escapa pelos vãos dos dedos se não for valorizada.
Devemos como já descrito valorizar a vida antes de sofrermos. Para que sentirmos o gosto amargo da mesma, para depois apreciarmos o seu verdadeiro sabor? Pisarmos primeiro nos espinhos e em seguida tentarmos caminhar pelo caminho correto? Vamos ser inteligentes, valorizando o que temos, o dia de hoje. Não joguemos nossas conquistas todas pelo ralo, para que depois desesperadamente tentemos resgatá-las, valorizemos tudo que é nosso, evitando sentirmos o azedo sabor da desvalorização da vida.

Autor: Douglas S. Nogueira
Técnico em Manutenção e integrante das associações literárias de Santa Bárbara e Piracicaba – ACIBEL e CLIP
E-mail: douglas_snogueira@yahoo.com.br
Blog: www.douglassnogueira.blogspot.com

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA