Comprar peixe requer cuidado e atenção redobrados

Comprar peixe sempre requer atenção redobrada. Nos dias que antecedem a Semana Santa os cuidados devem ser ainda maiores, pois o comércio de pescados aumenta e cresce o perigo de produtos duvidosos chegarem ao mercado. O Sistema de Inspeção Municipal (SIM) de Rio Claro ajuda a comunidade a evitar surpresas desagradáveis à mesa dando algumas dicas de como comprar peixe de boa qualidade.
De acordo com o SIM, comprar peixe fresco requer um pouco mais de paciência do consumidor em relação aos peixes embalados. Vale à pena investir um pouco mais de tempo na verificação do produto e garantir que o peixe esteja úmido, firme e sem manchas.
Os olhos devem estar brilhantes e salientes e as brânquias, rosadas ou vermelhas. As escamas precisam ser firmes, sem soltarem facilmente. Outros aspectos, mais fáceis de observar, são igualmente importantes. Não pode haver moscas, areia, pedaços de metal, poeira, resíduos de sabão e de detergentes nos peixes.
No caso de filés embalados é importante verificar a consistência da carne, o tipo do pescado, o estabelecimento de origem, o peso líquido, a data de embalagem, o prazo de validade, a forma de conservação e a informação nutricional.
Outra dica para a compra é exigir produtos com selo de certificação ou optar por estabelecimentos certificados. Pode ser o selo estadual (Sisp), federal (SIF ou Sisbi) ou o SIM, que é gerenciado pela prefeitura, por Meio da Secretaria de Agricultura, e também certifica peixarias.COMPRAR PEIXES REQUER CUIDADO (1)
Ao optar pelos produtos certificados, os consumidores têm uma garantia a mais de que não estão comprando um produto no lugar de outro. De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), entre os peixes mais fraudados estão as pescadas branca e amarela, que são indevidamente substituídas por outros tipos mais baratos. Também foram verificados casos de espécies como “Abrotéa” e “Maria Luiza”, vendidas como se fossem pescadinha, e de “Panga”, vendida como filé de linguado.
Quem precisar de mais orientações pode entrar em contato com o SIM pelo telefone 3527-1428.

O domingo está recheado de atrações no Shopping Rio Claro

Para as famílias que buscam atividades gratuitas para o domingo, 9 de abril, o Shopping Rio Claro é o lugar perfeito para se divertir com a Chegada do Coelhinho da Páscoa, um evento com muitas atrações para as crianças. O Coelhinho da Páscoa chegará de trenzinho no estacionamento trazendo alegria e inaugurando a Páscoa no Shopping Rio Claro.
Mas a partir das 13h, estarão disponíveis no estacionamento quatro brinquedos infláveis, em parceria com a Keky Animações: tobogã gigante, Kid Play, piscina de bolinhas e castelinho pula-pula. Além dos brinquedos, as crianças também poderão fazer pintura facial e rir muito com o pocket show do Palhaço Rogerito.
Além dessas atrações, no domingo ainda acontecerá uma apresentação teatral bem especial, chamada “A Páscoa no Mundo”, às 15h30, na Praça de Alimentação. Após esta apresentação teatral, as crianças têm compromisso com as sessões do Teatro de Fantoches em parceria com a Faculdade Asser com sessões das 16h às 18h, na Praça de Eventos.
Com tantas atrações, não há como negar: o lugar para as famílias se divertirem de graça é o Shopping Rio Claro.
 O DOMINGO ESTÁ RECHEADO DE ATRAÇÕES (3)

Escoteiros plantam mudas de árvores em unidade de saúde

Em Rio Claro os moradores podem conseguir gratuitamente mudas de árvores para plantar em imóveis ou espaços públicos. A prefeitura doa mudas e faz orientações sobre plantio. Entidades também são atendidas. O grupo de escoteiros “Marechal Rondon”, em parceria com a Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro Bom Sucesso, plantou no mês passado dez mudas da árvore “Chapéu de Praia” no estacionamento da USF.
A ação na unidade de saúde é exemplo de como o plantio é importante e traz vantagens. A USF terá ganhos, pois as árvores vão umidificar o ambiente e amenizar o calor, servir como barreira contra o vento, ajudar na retenção de água, evitar a erosão do solo, purificar o ar, trazer sombra e colaborar para sensação de bem estar. Além disso, a espécie “Chapéu de Praia”, cujo nome científico é “Terminalia catappa”, possui raízes verticais, o que evita dano às calçadas.
As mudas foram doadas pela Secretaria Municipal de Agricultura. Quem quiser mudas, deve fazer os pedidos no Atende Fácil (Avenida 2, nº 130, Centro), das 8h30 às 17 horas. Após avaliação técnica, que envolve a espécie escolhida e o local que receberá o plantio, é feita a doação ou plantio da muda.ESCOTEIROS PLANTAM MJUDAS (2)
A Secretaria Municipal de Agricultura destaca que é fundamental as pessoas primeiramente se informarem sobre a espécie adequada e demais regras antes de realizar o plantio.

Delegacia da Mulher de Rio Claro será reaberta dia 12

A informação foi divulgada nessa quarta-feira (05) pelo deputado Aldo Demarchi, depois de participar, no Palácio dos Bandeirantes, da cerimônia em que Alckmin autorizou a retomada das obras de duplicação da Rodovia SP-304, do quilômetro 179 ao 189, entre Piracicaba e São Pedro.
“Iniciado há cerca de três anos, o processo de reabertura da DDM deverá finalmente ser concretizado com a presença do governador”, destaca Aldo Demarchi, um dos principais apoiadores da iniciativa. A transferência dos serviços do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para o Poupatempo permitiu que as dependências ocupadas pela 36ª Ciretran fossem destinadas à implantação de um serviço de atendimento exclusivo às mulheres vítimas da violência. O espaço foi reformado e recebeu móveis e equipamentos no valor de aproximadamente 80 mil reais.
A denominação “Dra. Liana Mungai” foi conferida à unidade policial por meio da Lei 12457/2006, aprovada pela Assembleia Legislativa a partir de um projeto do deputado Aldo Demarchi. Nascida em Santa Gertrudes no dia 30 de maio de 1951, a homenageada foi vereadora de 1973 a 1976. Em 1987, ingressou no curso de formação de Perito Criminal, após ser aprovada em concurso público. No ano seguinte, assumiu a função na Delegacia Seccional de Rio Claro. Formada em Direito, participou de mais um certame e iniciou a carreira de Delegada em 1994, cargo exercido até seu falecimento em 2006.

Lambe-lambe é tema de oficina para escolas e comunidade

A Secretaria de Cultura realiza oficinas de lambe-lambe abertas à comunidade e também fechadas para grupos escolares. A arte consiste na criação de cartaz impresso, colado em muros e postes e usado no mundo inteiro como veículo de divulgação. Em abril estão na programação atividades nos dias 20, 27 e 28.
No dia 20 a atividade aberta ao público será realizada no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) Mãe Preta e no dia 28 a comunidade poderá participar da oficina no Centro Cultural, ambos das 14 às 16 horas. As atividades no dia 27 serão direcionadas aos alunos da escola Marcelo Schmidt. Outras escolas interessadas em fazer agendamentos devem entrar em contato com a Secretaria de Cultura, pelo telefone 3522-8000. Podem participar da oficina alunos do ensino fundamental 2 e ensino médio.

Proprietários rurais devem fazer cadastro para não perder acesso a crédito

 
A prefeitura de Rio Claro iniciou o cadastramento das propriedades rurais do município. Documento será exigido a partir do ano que vem para obter licenças ambientais e crédito rural. O Cadastro Rural Ambiental (CAR) está sendo feito gratuitamente na Secretaria Municipal de Agricultura que fica na Avenida 58-A, 600, no bairro Jardim América. O agendamento deve ser feito pelo telefone (19) 3527-1428 com Ivan Marafon, de segunda a sexta-feira, das 7 às 11 horas e das 13 às 17 horas. Para fazer o cadastro, é necessário apresentar CPF e documento de posse: escritura, formal de partilha, sentença declaratória de usucapião, escritura pública ou particular de doação ou documento lavrado por órgão público que certifique a posse. O cadastro deve ser feito até 31 de dezembro deste ano.
Criado pela Lei Federal nº 12.651/12, o Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico, obrigatório para todos os imóveis rurais, mesmo aqueles sem atividade agrosilvopastoril. “A inscrição no CAR é o primeiro passo para a obtenção da regularidade ambiental do imóvel”, explica Emílio Cerri, secretário de Agricultura. “O cadastramento é obrigatório a todas as propriedades ou posses, independente da área e finalidade”, acrescenta. O registro deve ser feito pelo proprietário ou possuidor rural, inclusive o posseiro. Arrendatários, comodatários e parceiros ficam isentos.
Por meio do CAR, o governo pretende criar uma base de dados estratégica para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento das florestas e demais formas de vegetação nativa do Brasil, bem como para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais. “A partir de janeiro de 2018, a apresentação do CAR será obrigatória para obtenção de licenças ambientais e créditos agrícolas”, informa Ivan Marafon. Quem não tiver o documento poderá receber advertência e multa diária de R$ 50,00, além de ficar impedido de obter autorização ambiental e crédito rural.

Crise agrava, tempo de entrega de correspondências extrapola e parlamentar busca solução para Rio Claro

O vereador percorreu vários bairros e a partir deste trabalho constatou, na prática, os transtornos que a crise neste setor causa à comunidade. Em algumas localidades, cita o parlamentar, o atraso nas entregas já atinge a marca de 90 dias. Em outras, salienta, o quadro é caótica já que o serviço sequer existe.
“O Correios atribui o problema a falta de funcionários devido a problemas internos. Mas, a população não pode ser prejudicada e arcar com as consequências”, cita Hernani referindo-se ao atraso na entrega dos boletos de cobrança bancária. “Quem deve arcar com os juros destas contas?” indaga o vereador autor de requerimentos que tratam do assunto.
Como providências, Hernani Leonhardt encaminhou cópias de requerimentos para o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria e também para o deputado federal Nelson Marquezelli (PTB) onde solicita intervenções na esfera política para que a situação possa ser resolvida.
“É inadmissível que os atrasos na entrega de correspondência sejam tão freqüentes. Alguns bairros da cidade, como o Cidade Jardim, estão há mais de 90 dias sem receber nada dos Correios”, enfatiza o vereador. “A população não pode sofrer as consequências. Idosos, por exemplo, possuem dificuldades para retirar as correspondências direto nas agências”, finaliza o parlamentar.

Doença renal também afeta crianças

Crianças podem sofrer de insuficiência renal crônica. Algumas doenças ocasionadas principalmente por rins policísticos apresentam em média risco de 25% de transmissão genética. Neste caso, o tecido normal do rim que faz a filtração é substituído por vários cistos, que são bolinhas com conteúdo líquido. Isso pode representar ao longo dos anos a perda da função renal. O alerta é do médico nefrologista pediátrico da Fundação Pró-Rim, Dr. Artur Ricardo Wendhausen.
Se houver histórico de doenças renais familiares ou anormalidades detectadas na gestação, a avaliação deve ser mais rigorosa e em intervalos menores. Fora isso, o acompanhamento periódico dos rins deve ocorrer geralmente a partir do terceiro ano de vida. Segundo o médico, os pais também devem solicitar em cada consulta a medição da pressão arterial da criança, que pode indicar um fator de desenvolvimento da doença. 
 “A doença renal afeta tanto crianças como adultos. É silenciosa e não apresenta sintomas. Só vai se manifestar depois que estiver em estágio bem avançado. Por isso é importante detectá-la precocemente”, reforça o Dr. Arthur. Ele acrescenta que os pais devem prestar atenção aos sinais que podem indicar algum problema renal como inchaço, vômitos frequentes, infecções urinárias, atraso no crescimento, problemas ósseos e anemias de difícil cura.
O médico esclarece também sobre as formas de tratamento, que podem ser o conservador, através do uso de medicamentos e em outra fase na hemodiálise ou diálise peritoneal até chegar ao transplante. Ele garante que tanto hemodiálise como diálise peritoneal são tratamentos seguros. “Preferencialmente, o médico é mais favorável à diálise peritoneal, tratamento em que as trocas de bolsas ocorrem em casa e a criança consegue manter a sua rotina escolar e familiar de maneira mais apropriada”, explica.
Assegura, no entanto, que nenhum destes tratamentos compromete o crescimento da criança. “A diálise possibilita o crescimento gradativo, só que mais lento, por conta da doença. O que afeta o desenvolvimento físico é a insuficiência renal crônica, que faz com que o paciente tenha dificuldade em ganhar peso e crescer. Para isso, existem terapias como hormônios de crescimento e vitaminas”. O Dr. Artur descarta, porém, qualquer comprometimento na parte cognitiva da criança. 
O médico alerta aos pais sobre a importância de hábitos na prevenção. É fundamental estimular na criança a ingestão regular de água mesmo sem estar com sede, controlar a obesidade e diminuir consideravelmente o consumo de sal e de alimentos industrializados. Recomenda ainda o desenvolvimento de atividades físicas e a atenção redobrada quanto ao uso de anabolizantes, álcool, tabagismo entre outras drogas, na adolescência. Além disso, é fundamental orientar os filhos sobre automedicação, especialmente com analgésicos e antiinflamatórios que são nocivos aos rins.

Unesp oferece Curso de Engenharia Aeronáutica

O vestibular para a segunda turma do Curso de Engenharia Aeronáutica da UNESP, Câmpus de São João da Boa Vista/SP, estará com inscrições abertas a partir do próxima de 10/04 e vai até 28/04. 

A primeira turma ingressou em Agosto de 2016. O curso de Engenharia Aeronáutica da UNESP proporciona aos seus alunos uma formação sólida, com com disciplinas que envolvem matemática, física, mecânica, materiais, eletrônica, telecomunicações, controle, aerodinâmica, estruturas aeronáuticas, motores, sistemas de voo, instrumentação para aviação etc.

Um engenheiro aeronáutico deve ser capaz de criar novas aplicações e novos conceitos. No curso, isso é estimulado não somente pela formação acadêmica de qualidade, mas também por meio de estágios, de atividades de extensão e de atividades de pesquisa (iniciação científica).
Leia mais sobre o curso
http://unan.unesp.br/guiadeprofissoes/20/cursos-de-ciencias-exatas/8/engenharia-aeronautica

Rio Claro busca apoio em Brasília

A compra de equipamentos para melhorar as condições de atendimento no setor de saúde pública e a busca por apoio para possa aumentar o número de academias ao ar livre em Rio Claro motivaram reuniões do vice-presidente da Câmara, Julinho Lopes (PP), e do secretário municipal de Esporte e Turismo (Setur) Ronald Penteado na última quinta-feira, 6, em Brasília.
A reunião da comitiva local com o ministro da Saúde, Ricardo Barros contou também com o deputado federal do PP Guilherme Mussi. Na área da saúde pública, as reivindicações de Rio Claro foram entregues para o ministro Barros através de ofícios e requerimentos.
“Estamos recebendo aqui em Brasília as reivindicações de Rio Claro através de ofícios assinados pelo vereador Julinho Lopes. Estarei solicitando atenção especial por parte das equipes técnicas do ministério para apurar a viabilidade de atendimentos”, disse Ricardo Barros com a documentação em mãos.
Para justificar a urgência dos pedidos encaminhados, Julinho Lopes externou ao ministro Barros que Rio Claro conta hoje com mais de 30 mil pessoas a espera de atendimentos entre exames, consultas e outros tipos de procedimentos. “A compra de equipamentos é fundamental para que possamos melhorar cada vez mais as condições de atendimento, agilizando os procedimentos”, disse o vereador.
Para Guilherme Mussi, o secretário de Esporte e Turismo solicitou apoio político para que Rio Claro possa receber novas academias ao ar livre. De acordo com Ronald Penteado, com o avanço populacional, principalmente em regiões periféricas, o gestor público precisa estar atento para garantir espaços à prática de atividades de esporte e lazer.
“A academia ao ar livre trata-se de um mecanismo importante neste trabalho de descentralização de equipamentos que são disponibilizados à comunidade”, comentou Ronald Penteado. “Solicitamos apoio do deputado Guilherme Mussi para que Rio Claro possa receber as academias”, acrescenta.
No encerramento do encontro, Julinho Lopes também solicitou apoio parlamentar para que o município possa contar com a Patrulha Agrícola. O vereador assinala que ao fortalecer o trabalho do homem do campo, a economia do município avança de forma significativa.

PENA DE MORTE PARA OS QUE AINDA NÃO NASCERAM?

Carlos Chagas

Decidiu o presidente Michel Temer atenuar o texto da reforma da Previdência Social que, de resto, não seria aprovado por deputados e senadores. Vão-se os anéis, ficam os dedos, pois a verdade é que apesar de teoricamente contar com ampla maioria parlamentar, a dita reforma não passaria. Equivaleria, para o atual Congresso, decretar a pena de morte para os que ainda não nasceram. Já pressionados pela sombra das condenações e da inelegibilidade decorrente dos processos de corrupção a tramitar no Supremo Tribunal Federal, Suas Excelências corriam o perigo de não se reeleger, ano que vem. O governo ganhou sensível moratória com o recuo presidencial.
Temer espera ver a reforma previdenciária aprovada até julho, caso não surjam outros obstáculos. Ignora-se o potencial de desastres que os processos no Supremo causarão nas bancadas governistas, a começar pelo PMDB. Ministros e ex-ministros responderão a acusações de corrupção. Terão seus nomes expostos na mídia e talvez não consigam escapar.
Em entrevista recente, Michel Temer afirmou não ter cometido erros, em seus onze meses de poder. O problema é saber quantos acertos conseguiu. Voltar atrás na reforma da Previdência Social pode ter sido um deles, mas não basta. Apesar da disposição de não se candidatar em 2018, o presidente necessita manter unida sua base parlamentar. Henrique Meirelles conseguirá sucesso bastante em sua tentativa de recuperar a economia, a ponto de aspirar a indicação?

Nem o inimigo é dos bons

Carlos Brickmann

Michel Temer convive com ministros ameaçados pela Operação Lava Jato (e correlatas), com aliados que criticam o PT depois de participar de três períodos e meio de petismo no Governo, com suspeitas sobre o financiamento da campanha que o elegeu, ao lado de Dilma. Tudo bem, é do jogo; pelo menos é o que dizem os defensores de seu Governo.
O problema é que Michel Temer escolheu mal até seu principal inimigo. O presidente e sua articulação política temem Renan Calheiros – um senador que já foi obrigado a renunciar à Presidência do Senado por, entre outras coisas, fazer com que uma empreiteira pagasse a pensão de sua amante; que é investigado em 12 inquéritos, nove deles por questões da Lava Jato; que corre o risco de não se reeleger no ano que vem (as pesquisas o colocam atrás de Ronaldo Lessa, PDT, e Teotônio Vilella Filho, PSDB, e empatado com Benedito de Lira, PP); e que, para não perder o foro privilegiado, que o mantém a salvo do juiz Sérgio Moro, pode até desistir da reeleição para o Senado e sair para deputado – de preferência em lista fechada. Antes ser deputado em Brasília do que réu em Curitiba.
Para Renan, é bom brigar com Temer: o Governo tem baixa popularidade, e talvez seja melhor, em Alagoas, dispor do apoio de Lula. Mas Temer deveria arranjar adversários mais qualificados. O que não pode é o presidente brigar com alguém cuja maior aspiração é escapar de Moro.
Os mugidos
Coincidência: o PMDB elegeu os presidentes da Câmara e do Senado. Ambos, quando precisaram explicar a origem de seu dinheiro, voltaram-se à carne. Eduardo Cunha disse que ganhou muito exportando carne moída em lata para a África – embora nunca tenha lidado com carne, nem com exportações. Renan Calheiros apresentou fazendas com rebanhos primorosos, de rápido desenvolvimento, capazes de gerar grandes lucros. Nas mais modernas e rentáveis fazendas do país, a taxa de fertilidade das vacas é de 73%. Nas de Renan, eram de 86% (e, em 2004, chegaram a notáveis 90,8%). E houve até (veja aonde chega a maldade humana) quem dissesse que o gado declarado por ele não caberia na terra disponível.
Eduardo Cunha já está preso em Curitiba.
Amanhã vai ser outro dia
Amanhã, 10 de abril, Marcelo Odebrecht depõe para Sérgio Moro.
Boas palavras
O prefeito paulistano João Dória Jr., PSDB, determinou a extinção, na Prefeitura, de denominações que indiquem diferenças de classe social entre os cidadãos. Viva! Todos serão chamados de “senhor” e ”senhora”, abolindo-se termos como Vossa Excelência, Vossa Senhoria, Vossa Magnanimidade, Vossa Eminência e outros quetais. Quem somos nós para julgar o mérito de um juiz a ponto de chamá-lo de “meritíssimo”? Qual parlamentar merece, por seus atos e formação, ser “Vossa Excelência”?
Certa vez, este colunista foi informado de que deveria dirigir-se a determinado funcionário público de alto nível com o termo “Vossa Magnificência”. Primeiro achei que era pegadinha; ao ser informado de que era assim mesmo, exigi ser chamado de Vossa Gordência. Ele, Magnífico; eu, Gordo. Pelo menos no meu caso o título refletiria a realidade.
Tolerância
Combate à intolerância – étnica, de gênero, de origem, poder aquisitivo, seja qual for – e promoção da tolerância. A revista Conib, da Confederação Israelita Brasileira, acaba de ser lançada e dá acesso gratuito em (https://drive.google.com/file/d/0BygEWKwI7gStVl9jcUFOOVQ1OWs/view). Um primor: coordenada por um competente jornalista, Henrique Veltman, traz textos de Celso Lafer, Renato Janine Ribeiro, Nilton Bonder, Bernardo Sorj, Yossi Alpern, Flávio Azm Rassekh, Hélio Carnassale, Carla Bassaneto Pinsky, Gabriel Holzhaker, Henrique Veltman, Ivanir dos Santos, Patrícia Campos Mello, Jaime Pinsky, Lelette Couto, Peter Demant, Rony Vainzof; e reproduz um excelente debate entre o ex-chanceler Celso Lafer, a advogada Akemi Kamimura e o advogado Fernando Lottenberg, presidente da Conib. O texto introdutório é de Eduardo Wurzmann, secretário-geral da Conib, e Fernando Lottenberg.
Outra visão
O bom jornalista Marco Piva, comentando uma nota desta coluna de apoio à extinção do Imposto Sindical, lembra que dos 17 mil sindicatos existentes no país (cálculo do relator da reforma trabalhista, Rogério Marinho, PSDB potiguar), mais de cinco mil são patronais, também ameaçados pela tesoura. “Os patrões, muitos deles, também vivem a boa vida sindical, sendo que alguns não pisam numa empresa há muitos anos”, diz Piva, e tem razão. Como disseram Vinícius de Moraes e Carlos Lyra, na voz de Nara Leão, é hora de por pra trabalhar gente que nunca trabalhou.
COMENTE: carlos@brickmann.com.br
Twitter: @CarlosBrickmann

Algumas impressões sobre a perda de tempo disponível e indenização por danos morais

Matéria publicada no Estadão desta semana indica que um pedreiro deixou a cadeia de Ponta Grossa, no Paraná, após um ano e dois meses preso injustamente no lugar do irmão. Ele foi reconhecido equivocadamente por uma vítima de estupro, mesmo com evidências de que não estivesse no mesmo local que ela. Obviamente que irá acionar o Estado por danos materiais e morais diante da injustiça cometida.
Um ano de reclusão é muito tempo para quem é inocente! Quanto vale esse tempo perdido, tempo que se pode considerar verdadeiro tesouro de que dispõe o homem?
Umberto Cassiano Garcia Scramim, em matéria publicada na Revista dos Tribunais 968, sob o título “Da responsabilidade civil pela frustração do tempo disponível”, pondera que a tendência moderna é a de se ampliar os chamados danos indenizáveis, dentre eles a perda do tempo. É dizer que a violação ao tempo livre traz prejuízos àquele que teve seu tempo desperdiçado, como no caso do pedreiro preso por engano.
Cada segundo, hora, dia, contém porção de vida e existência, esgotável em sua quantia limitada aos anos de vida inerentes a cada pessoa. À medida que se avançam o ponteiro do relógio esgota-se paulatinamente a provisoriedade da existência humana.
Mais do que isso, no atual mundo globalizado, como mensurar e qualificar o tempo, verdadeiro valor inestimável, sua importância e demais aspectos a ele inerentes? O atual estágio da evolução humana, em que o modo acelerado de vida reflete uma constante impressão e sensação de falta de tempo, quando este é lesionado surgem reflexos diretos aos direitos de liberdade, vida e dignidade humana.
O tempo é bem jurídico ligado aos direitos da personalidade. Violado ou suprimido o tempo da pessoa humana, surge a lesão, passível de indenização, classificada como dano moral, dentro da maior amplitude dos direitos indenizáveis.
Além do caso do pedreiro preso injustamente, outro típico exemplo é bem ilustrativo: aquele que fica horas a fio num aeroporto porque a companhia cancelou o voo, perde tempo de seu existir. Mesmo se a companhia aérea der hotel, alimentação e tratar com urbanidade o passageiro, sem prejuízo à honra, à integridade ou a qualquer outro direito da personalidade, o tempo disponível perdido, por si só, gera o dever de indenizar por danos morais, ainda que somente nesse particular.
Diante disso, indenizar também quem foi violado em seu tempo é atender às perspectivas de se atingir a reparação integral da vítima e eliminar os comportamentos perturbadores da paz social e suas consequências deletérias. A caracterização da retirada do tempo disponível como lesão indenizável, a partir da responsabilização de quem causa a perda, é tendência na expansão dos danos indenizáveis e pode ser muito bem trabalhada pelos advogados em suas petições. Aos juízes caberá a sempre difícil missão de aquilatar o valor desse evidente dano moral.
William Nagib Filho – Advogado

Fundo Social adquire camas hospitalares

Em atenção às necessidades daqueles que mais precisam, o Fundo Social de Solidariedade de Rio Claro adquiriu sete camas hospitalares com colchão que serão emprestadas à comunidade. Esta era uma demanda antiga de pessoas que há anos estão na fila de espera para conseguir o atendimento no município.
“Muitas pessoas não podem pagar pelo aluguel das camas e recorrem ao Fundo Social”, observa Paula Silveira Costa, presidente da entidade. “Neste início de trabalho pudemos observar as necessidades da população e estamos trabalhando para poder atender quem precisa”, destaca.
Na compra das camas, o Fundo Social investiu seis mil e 500 reais da verba que foi arrecadada com a realização de eventos.
“É uma alegria ver que o Fundo Social está realizando ações comunitárias, especialmente no atendimento aos mais carentes”, ressalta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.  O empréstimo é feito com duração de tempo necessário para o tratamento e em muitos casos é de longo prazo. “Quem recebe o equipamento deve ter o cuidado de mantê-lo em bom estado para que depois possa vir a ser utilizado por outra pessoa”, observa Paula.
As famílias que irão receber as camas já foram selecionadas a partir de demanda registrada no Fundo Social, seguindo critérios sociais e de saúde.

FUNDO SOCIAL ADQUIRE CAMAS HOSPITALARES (2)

Shopping RC sedia II Etapa do Campeonato Estudantil de Xadrez

Com o objetivo de divulgar a prática do xadrez entre crianças e adultos, o Shopping Rio Claro sedia neste sábado, 8 de abril, a partir das 13h30, a II Etapa do Campeonato Estudantil de Xadrez.
Organizado pelo professor Marcos Lopes em parceria com o Shopping Rio Claro, a etapa terá a participação de estudantes das escolas de Rio Claro, que disputarão diversas categorias do Campeonato: sub 8, sub 10, sub 12, sub 14 e sub 16, masculino e feminino.
“A prática do xadrez é importante para promover a desenvoltura na tomada de decisões, assim como treina o pensamento crítico, desenvolve a maturidade intelectual, permite uma análise de consequências, aumenta a disciplina e a responsabilidade pelas ações, além de desenvolver a habilidade de antecipar movimentos e ações e aumentar a velocidade do pensamento. Por tudo isso, o nosso objetivo ao sediar pela segunda vez uma etapa do Campeonato Estudantil de Xadrez de Rio Claro é divulgar o xadrez visando aumentar o número de enxadristas na cidade”, destaca Sibelly Paganotti, Analista de Marketing do Shopping Rio Claro.
A II Etapa do Campeonato Estudantil de Xadrez acontece na Praça de Eventos do Shopping, e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail xadrezestudantilrc@gmail.com. O valor da inscrição é 1 litro de leite e a arrecadação será entregue para uma entidade assistencial de Rio Claro.
 

Couve da Horta Municipal é servida em feijoada de crianças do Terra Nova

As mais de 200 crianças atendidas no Centro Social Esportivo Claretiano Terra Nova comeram couve como acompanhamento na feijoada servida no almoço dessa sexta-feira (7). A couve é da primeira colheita da Horta Municipal de Rio Claro e foi repassada a entidades assistenciais pelo Fundo Social de Solidariedade.
“Hoje será servida feijoada para as crianças e o prato ficará bem mais gostoso com a couve como acompanhamento”, destacou Antônio José Santos, funcionário do Centro Social Esportivo Claretiano Terra Nova nessa sexta-feira ao retirar as hortaliças do Paço Municipal.
As hortaliças foram colhidas na quinta-feira (6) na Horta Municipal, tendo como finalidade o atendimento a famílias carentes.  Alface, couve, chicória e repolho estão entre os itens colhidos e que enriquecerão a alimentação de centenas de pessoas.
Ao todo seis entidades receberam os alimentos desta primeira colheita da Horta Municipal. Após realizar limpeza no terreno e preparação dos canteiros, a atual administração fez o plantio de hortaliças no local, que agora foram colhidas. A horta é gerenciada pela Secretaria Municipal de Agricultura, também responsável pelo plantio e colheita dos produtos. A cada semana são incluídas cerca de 4.800 mudas no terreno.
A horta, localizada ao lado da escola Agrícola, na estrada para Ajapi, ficou mais de oito meses desativada. O processo de recuperação começou logo na primeira semana de janeiro, assim que o atual governo municipal assumiu a prefeitura.

COUVE DA HORTA MUNICIPA É SERVIDA (1)
 

Mutirão de combate ao Aedes aegypti estará no Grande Cervezão neste sábado

Agentes da Fundação de Saúde de Rio Claro farão visitas casa a casa neste sábado (8) na região do Grande Cervezão, a mais populosa do município. O mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti tem início a partir das 8 horas. O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) reforça que somente com a ajuda de toda a comunidade será possível vencer a guerra contra o mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.
A ação deste sábado contará com o apoio da equipe do caminhão cata bagulho, da Secretaria de Meio Ambiente, que irá recolher entulho, pneus velhos e garrafas, entre outros potenciais criadouros do mosquito.
Boletim desta semana da Vigilância Epidemiológica de Rio Claro confirma o registro de mais dois casos de dengue no município, totalizando oito desde o início do ano. Até este momento, Rio Claro registrou um caso de chikungunya e não tem casos positivos de zika vírus
A Fundação de Saúde ressalta a importância de todos fazerem a sua parte no combate ao mosquito. Entre as principais recomendações estão manter bem tampados caixas, tonéis e barris de água; colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira sempre bem fechada; não jogar lixo em terrenos baldios; guardar garrafas de vidro ou plástico sempre com a boca para baixo; não deixar água da chuva acumulada sobre lajes e calhas entupidas.
Além dessas medidas, a autarquia recomenda ainda que a população encha os pratinhos ou vasos de com areia até a borda. Em caso de armazenamento de pneus velhos em casa, deve-se retirar toda a água e mantê-los em locais cobertos e protegidos da chuva. A limpeza das calhas deve ser feita com frequência, evitando que o acúmulo de galhos e folhas possa impedir a passagem da água.

Coral O Mensageiro apresenta Cantata de Páscoa neste sábado

O Coral Municipal “O Mensageiro” apresenta a Cantata de Páscoa neste sábado (8), a partir das 20 horas, no Casarão da Cultura, sob a regência do maestro Daniel dos Santos Pedroso. O Casarão da Cultura fica na Avenida 3, esquina da Rua 7, 568, Centro de Rio Claro. A entrada é gratuita. 
O coral vai brindar o público com a interpretação de obras de grandes compositores da música clássica, como Faustini, Franz Peter Schubert, Wolfgang Amadeus Mozart, Georg Friedrich Handel, entre outros. Todas as músicas escolhidas para a apresentação são relacionadas à Páscoa. “Será apresentada uma sequência de músicas com coro completo, solo e duetos”, explica o maestro Pedroso. “O público pode esperar interpretações bastante técnicas, mas também carregadas de emoção”, comenta. 
Fundado em 1995 pelo maestro Daniel Pedroso, o Coral Municipal O Mensageiro é uma das mais conhecidas formações musicais de Rio Claro. Além de encantar o público com memoráveis apresentações, o grupo revela e forma talentos. Os integrantes do coral recebem aulas de técnica vocal, técnica de palco, técnica de respiração, noções de cenografia e de outros elementos que envolvem as apresentações do coletivo.