Chamada aos universitários

José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo       

660

Um dos excelentes programas da Rede Estadual da Educação é a chamada “Escola da Família”. Abertura dos estabelecimentos escolares aos sábados e domingos para que a família e a comunidade participem, ao lado dos alunos, desses espaços de convívio e aprendizagem.
Há treze anos funciona o projeto e com resultados gratificantes. Cada escola tem sua vocação, atendendo às singularidades do território ocupado. Tudo pode ser ali realizado e render bons frutos: oficinas de artesanato, prática de esportes, leitura, início ou continuidade de labor em artes plásticas. Reforço escolar é uma atividade que envolve voluntários aptos a contribuir com o aprendizado das crianças e jovens. Reuniões de associações do bairro, cursos os mais variados, encontro para a convivência e para a disseminação de uma consciência de pertencimento. Afinal, a escola foi construída com dinheiro do povo, é mantida com dinheiro do povo e o povo tem o direito e o dever de participar concretamente de sua existência.
O programa continua e é forte em virtude de uma série de fatores. Há um vice-diretor ou professor responsável. Há voluntários que oferecem algumas horas de seu tempo em benefício da causa sublime da educação mais qualificada que se possa oferecer ao educando paulista. E há os universitários, que recebem do Estado meia bolsa para a continuidade de seu curso em Faculdade particular, para permanecer durante o sábado ou domingo na escola aberta para a comunidade.
As vantagens são evidentes. O universitário tem a possibilidade de continuar seus estudos e, simultaneamente, realizar um estágio que nem sempre teria condições de fazer. A experiência com as crianças e com seus familiares e frequentadores da escola é enriquecedora. Tanto que há muitos deles que, após a formatura, continuam a participar do programa, agora como voluntários.
É uma fórmula inteligente de fazer com que públicos diferentes, nem sempre afeitos a um convívio, troquem experiências e cresçam em cidadania e maturidade.
A boa notícia é a de que 3.771 novas vagas estão abertas para universitários que quiserem se habilitar à participação no Projeto “Escola da Família”. Todos os interessados devem acessar o endereço eletrônico escoladafamilia.fde.sp.gov.br até o próximo dia 15 de março. Turbinemos um padrão de excelência que transforma a vida das pessoas e, com isso, melhora a qualidade existencial para todos os brasileiros.
 Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Assessoria de Comunicação e Imprensa 
Mais informações à imprensa: (11) 2075-4610
www.educacao.sp.gov.br | www.facebook.com/educasp

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA