PREOCUPANDO DEMAIS COM A EMBALAGEM

289

Imagino que você goste de pacotes de presentes, aqueles repletos de enfeites com laços coloridos e aquele adesivo em cima do laço. Não há quem não goste, não é? Certa vez, passeando por uma loja de departamentos, durante uma de minhas viagens, me ocorreu uma idéia muito interessante sobre pacotes de presentes.
Eu estava olhando uma vitrine e observei uma moça comprando uma determinada marca de sabonete. Era uma marca especial, destes sabonetes que muita gente compra e deixa somente de enfeite com dó de usá-lo. Embora não seja tão bom, é vendido em uma embalagem “de luxo”: dois ou três sabonetes envoltos em um papel de seda, um a um acomodados em uma caixa de papelão decorada, envolta em papel celofane muito colorido e brilhante.
E começo a pensar: É muita “embalagem” demais para um simples sabonete que será usado para lavar o corpo. E fiquei mais surpreso ainda quando a balconista muito sorridente perguntou se ela queria “embalagem de presente”. Mal pude acreditar no que ouvia. A balconista ainda oferecia mais papeis coloridos para enfeitar ainda mais um pedaço de sabonete.
Pensei que ali estava um bom exemplo de como agimos em inúmeras situações de nossa vida. Ali estava um sabonete perfeitamente normal, tão útil, afinal de contas… Mas tão enfeitado, embalado decorado, colorido, que ficava quase impossível saber o que era, como era e para que servia.
O objetivo final do sabonete é, era e sempre foi :a limpeza. Mas, mostrado daquele modo, perdia a própria razão de ser. Quantos de nós damos mais atenção às fitas e flores de papel do que a necessidade de ser limpos?
Quantos de nós se preocupa mais com a embalagem do que com a matéria prima de que é feita a vida? Falo da vida, em si, por si mesma. Quantos de nós dedicamos anos e anos de esforço no trabalho, no cuidado da casa, da família, do patrimônio, que acabamos nos esquecendo de que somos… vivos! De que temos vida em nós.
Sob camadas e camadas brilhantes de embalagens, que nos “enfeitam” para a vida diária, somos, nós próprios, a expressão mais autêntica da Vida. E, se parece redundante, paciência, porque não é.
Você é autêntica expressão da Vida. Você é expressão viva do poder de Inteligência Criadora. Não permita que o excesso de embalagem da vida diária o faça perder de vista seu valor e importância. A partir do instante em que você próprio reconhecer como uma autêntica expressão de Deus começará a viver a vida para qual foi criado, uma vida de glória, uma vida mais saudável e mais feliz, e mais carregada de sentido do que qualquer um dos seus maiores sonhos e anseios. Acredite… Deus não comete erros e jamais falha, pois o que importa é o conteúdo dentro da embalagem. Pense nisso!
Dr. José Roberto Teixeira Leite é Cirurgião Dentista e Coach em Neurolinguística
Email: pnljoseli@hotmail.com

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA